Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Renault cancela novos Sandero e Logan no Brasil para focar em SUVs

Por ordem da França, Renault do Brasil terá SUV compacto inédito e SUV médio de sete lugares Bigster além de motores 1.0 e 1.3 turbo nacionalizados

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 24 fev 2023, 17h48 - Publicado em 17 set 2021, 14h30
sandero
Projeção do que seria a nova geração do Sandero para o Brasil (Renato Aspromonte/Quatro Rodas)

Carros de volume não necessariamente são os mais rentáveis e a meta global da Renault é ter rentabilidade de 5% até 2025. E essa busca por rentabilidade também vale para as operações no Brasil.

Mais barato que gasolina! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

Some a isso a crise dos semicondutores e a perspectiva de queda nas vendas de compactos e você terá os principais motivos que pesaram no cancelamento dos projetos XJF – a nova geração de Logan, Sandero e Stepway no Brasil. A apuração foi feita em parceria com o site Autos Segredos.

Projeção antecipa o visual que será adotado no Brasil pela nova geração do Stepway
Novo Sandero Stepway também está descartado para o Brasil (Renato Aspromonte/Quatro Rodas)

QUATRO RODAS acompanhava a evolução do projeto no Brasil há um ano, desde que a nova geração dos compactos, agora baseados na plataforma CMF-B, foi revelada pela Dacia, braço romeno da Renault.

Àquela altura, pessoas próximas ao projeto adiantavam que eles estavam avançados, mas não aprovados pela matriz. E que a aprovação só acontecia, geralmente, quando o projeto já estava 80% completo. Pelo visto quase tudo foi perdido.

Renault Taliant 2021 Logan 2022
Renault Taliant é a nova geração do Logan na Turquia (Divulgação/Renault)

O que a Renault já havia decidido é que os novos Sandero e Logan não seriam fabricados na Argentina. Agora, com a nova decisão tomada por ordem da matriz, na França, os novos hatch e sedã compactos não serão fabricados nem no Brasil, nem na Colômbia. Isso pelos próximos três anos, pelo menos.

Continua após a publicidade
Renault Taliant 2021 Logan 2022
(Divulgação/Renault)

Sandero e Logan não saem de linha

A Renault claramente “tirou o pé” da dupla Sandero e Logan. Desde o início da pandemia ambos passaram por um enxugamento da gama de versões, o que custou as opções mais caras com motor 1.6, câmbio CVT e itens mais sofisticados. O Sandero nem sequer tem opção 1.6 hoje.

Contudo, o cancelamento da nova geração dos compactos para o Brasil não representa a morte deles. Tanto o Logan quanto o Sandero seguirão em produção no Brasil pelo menos até 2024, quando novas regras de segurança passam a valer.

Sandero R.S
Sandero R.S (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Prova disso é que nas próximas semanas começará a chegar aos concessionários o Sandero R.S. 2022 com o motor 2.0 aspirado adequado às novas regulações do Proconve L7, que trata das normas de emissões. O lado delicado é que um novo mapa de injeção pode custar alguns dos 150 cv do hatch esportivo.

Renault vai apostar em novos SUVs

A estratégia da fabricante francesa será completar sua gama de SUVs, com uma opção abaixo do Duster e outra acima do Captur.

O menor deles QUATRO RODAS já havia antecipado. Trata-se do Projeto HJF, um SUV compacto (B-SUV) exclusivo para mercados da América do Sul. Este carro, sim, será baseado na nova plataforma CMF-B, mas terá carroceria e estilo completamente diferentes do novo Dacia Sandero. Por sinal, seria o substituto natural para o Stepway.

Continua após a publicidade
Renault HJF SUV compacto brasil
Renault HJF será SUV compacto exclusivo para a América do Sul (Renato Aspromonte/Quatro Rodas)

Contudo, ainda será um carro menor que Duster e Captur, que sempre se destacaram pelo tamanho no segmento. A intenção da Renault é clara: preparar uma resposta para o Fiat Pulse que será lançado até o fim de 2021, e para o possível novo SUV de entrada da VW.

Vale reforçar que o B-SUV não é o Kiger, o SUV derivado do Kwid, ou o Triber, sua minivan. Esses carros são exclusivos para a Índia e não estão previstos para o Brasil. Nem sequer há projeto deles por aqui.

Não à toa, caberá ao Renault B-SUV estrear o conjunto mecânico formado pelo novo motor 1.0 turbo flex e pelo câmbio automático CVT. Este motor, inclusive, será fabricado no Brasil. O mesmo acontecerá com o motor 1.3 TCe de 170 cv que estreou no Captur 2022. Atualmente este motor é importado da Espanha.

Dacia Bigster
Dacia Bigster (Divulgação/Renault)

O outro carro é o Projeto X1312, o C-SUV. Trata-se de um SUV médio com sete lugares, que será, basicamente, uma versão Renault do Dacia Bigster. O novo SUV médio tem 4,6 m de comprimento (quase 17 cm a menos que o Jeep Commander) também será baseado na plataforma CMF-B, da Aliança Renault-Nissan

O carro foi anunciado globalmente durante a apresentação do plano Renaulution, que traçou os novos rumos da Renault.

Continua após a publicidade
bigster
(Dacia/Divulgação)

 O protótipo apresentado pela fabricante também insinua como será a próxima geração do Duster, que está prevista para 2024.

Um dos destaques do Bigster, pelo menos na Europa, será a oferta de mecânica híbrida. Seria a combinação do motor 1.2 TCe de três cilindros funcionando em ciclo Atkinson, em diversos níveis de potências e tipos de hibridização, com direito ao sistema E-TECH, para melhorar a eficiência do SUV de 4,6 metros de comprimento.

Dacia Bigster
(Dacia/Divulgação)

Os dois carros chegariam às concessionárias brasileiras até 2024. A Renault nem sequer anunciou um plano de investimento para eles. O investimento em curso hoje no Brasil é de R$ 1,1 bilhão e contempla desde o Captur 2022, já lançado, quanto a atualização da picape Oroch para a linha 2023 e a reestilização do Renault Kwid.

Ao todo, o plano prevê cinco novidades até meados de 2022, além do novo Zoe.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

capa

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.