Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Renault Mégane agora é SUV elétrico e roda quase 500 km sem recarregar

Mégane E-tech é apresentado no Salão de Munique seguindo o design do carro-conceito e estreia nova plataforma para veículos elétricos da Renaut

Por Isadora Carvalho Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 6 set 2021, 17h43 - Publicado em 6 set 2021, 17h42
Renault-Mégane-E-Tech-43
(Divulgação/Renault)

A Renault terá dez novos carros elétricos até 2025, baseados em duas plataformas distintas que têm o mesmo objetivo: baratear o custo de produção de elétricos. A plataforma CMF-EV, destinada a segmentos de carros de maior porte, faz sua estreia no Mégane E-Tech.  

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Sim, o Mégane foi transformado quase em um SUV. Na verdade, trata-se de um crossover elétrico e o Salão de Munique (que substitui o Salão de Frankfurt) foi escolhido para a apresentação de suas linhas definitivas. Isso mesmo: crossover. O novo Mégane ecológico abandona por completo as características de hatch médio (ou perua) e assume nova identidade.

Renault-Mégane-E-Tech-34
(Divulgação/Renault)

E a boa notícia é que a versão de produção segue fiel ao design apresentado do carro-conceito eVision.

Ele incorpora a linguagem de design “sensual tech” e é o primeiro modelo a usar o logotipo ‘Nouvel’R’. O conjunto óptico está disposto em esquema tridimensional, seguindo à risca o desenho proposto pelo conceito. Os faróis full-led adaptativos são afilados e formam um conjunto com o DRL que forma uma onda logo abaixo – trazendo sofisticação pra dianteira. 

Renault-Mégane-E-Tech-44
(Divulgação/Renault)

As lanternas também seguem o conceito afilado e são acompanhadas por um friso em led que atravessa toda extensão da tampa do porta-malas. 

Renault-Mégane-E-Tech-78
(Divulgação/Renault)

No powertrain, o crossover é equipado com um único motor elétrico – disponível em duas opções: com 129 cv e 25,5 kgfm ou 215 cv e 30,6 kgfm. Essa última versão, diz a marca, pode acelerar até 100 km/h em 7,4 segundos e sua velocidade máxima é controlada eletronicamente em 160 km/h.

Autonomia de 470 km

A nova bateria de íon de lítio NMC fornecida pela LG pesa 395 kg e é bem fina: são apenas 11 cm de espessura – o que contribui para redução do peso total e uma melhor distribuição de peso entre os eixos. Ela está disponível em duas capacidades: 40 kWh, que permite autonomia de 299 km, e 60 kWh, que proporciona rodar até 470 km até a próxima recarga. 

Continua após a publicidade
Renault-Mégane-E-Tech-63
(Divulgação/Renault)

De acordo com a Renault, 399 km podem ser recuperados em 8 horas usando um sistema de recarga de 7,4 kW e em apenas 30 minutos com um carregador rápido de 130 kW. Há, também, um sistema de freio regenerativo de quatro níveis para eficiência extra.

Cockpit “OpenR”

No interior a novidade é o “OpenR”, um cockpit que combina um quadro de instrumentos digital configurável de 12,3 polegadas com uma tela destinada a central multimídia de 12 polegadas vertical – mas, como já era esperado, as versões de entrada apresentam uma tela menor de 9 polegadas.

Renault-Mégane-E-Tech-46
(Divulgação/Renault)

Porém, em comum, todas as versões são equipadas com um processador Qualcomm Snapdragon (como alguns smartphones) e o sistema operacional Android Automotive com serviços do Google (Google Assistant, Google Maps) embarcados.

Renault-Mégane-E-Tech-25
(Divulgação/Renault)

O nível de acabamento também é diferente em cada uma das versões. As de entrada contam com acabamento dos bancos em tecido e a topo de linha conta com assentos revestidos em couro e há ainda a opção de revestimento em Alcantara, iluminação interna em led e acabamento em madeira combinado com costuras dos bancos na cor titânio.

Renault-Mégane-E-Tech-22
(Divulgação/Renault)

A opção mais cara também é equipada com sistema de som Arkamys – mas há a opção de contratar o sistema Harman Kardon com 410W e 9 canais de áudio. E há, claro, sistemas de auxílio à condução, incluindo o nível 2 de direção autônoma e o recurso Full Auto Park. 

Com 4,21 m de comprimento, 1,78 m de largura e 1,50 m de altura com uma distância entre eixos de 2,70 m – o Renault Mégane oferece um bom espaço interno e também uma boa capacidade de porta-malas com 440 litros e há ainda 22 litros sob o capô – bem útil para utilização rotineira.

Renault-Mégane-E-Tech-104
(Divulgação/Renault)

O Mégane E-Tech será produzido na “ElectriCity” do Grupo Renault, localizada no norte da França, e seu lançamento está previsto para março de 2022. Ainda não há o preço oficial, mas já é possível afirmar que será semelhante ao valor de venda do seu principal rival: VW ID.3 – cerca de 34.400 euros. 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa quatro rodas 748 agosto 2021

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.