Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Exclusivo: Fiat Pulse terá cinco versões e empata em torque com o Nivus

Informações oficiais obtidas por QUATRO RODAS mostram que briga entre Pulse e Nivus será mais acirrada do que pensávamos

Por Eduardo Passos Atualizado em 24 ago 2021, 12h34 - Publicado em 24 ago 2021, 12h02
Fiat Pulse 2022
Fiat Pulse 2022 terá cinco versões, com duas opções de câmbio e motores Divulgação/Fiat

Se a chegada do novo Fiat Pulse já representa concorrência óbvia ao Volkswagen Nivus e outros SUVs compactos, dados obtidos por QUATRO RODAS corroboram que, na verdade, a guerra vai ser ainda mais parelha.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Informações oficiais adiantam novas versões do SUV fabricado em Betim (MG) e, principalmente, detalhes do seu inédito 1.0 turbo, da mesma família do 1.3 que equipa a Toro e os Jeep Compass e Commander.

As versões de entrada, MT e Drive AT, do Pulse deverão partir da casa dos R$ 85.000 e serão equipadas com o mesmo 1.3 do Fiat Argo, com 109 cv e 14,2 kgfm. Nesses casos haverá opção de câmbio manual ou automático CVT.

Fiat Pulse 2022__traseira-large
Resta saber se o novo motor superará o do Nivus em potência Divulgação/Fiat

A novidade, entretanto, fica por conta das versões Drive TF200, Impetus TF200 e Audace TF200, que como os próprios nomes sugerem virão com o 1.0 turboflex de 20,4 kgfm (200 Nm) de torque.

Continua após a publicidade
  • Mais do que nunca a briga fica na potência: informações internas garantem que o Pulse deve atingir os 130 cv e se tornar o carro 1.0 mais potente do Brasil, ainda que mantenha os 20,4 kgfm.

    Painel da versão de topo do novo SUV da Fiat, Pulse
    Painel da versão de topo do novo SUV da Fiat, Pulse Divulgação/Fiat

    Esse é o mesmo torque do Volkswagen Nivus, cujo 1.0 turbo entrega 128 cv. Além do SUV cupê da Volkswagen há outros motores do tipo nos carros nacionais, mas que ficam para trás: o T-GDI da Hyundai, por exemplo, chega aos 17,8 kgfm enquanto a unidade que movimenta o Caoa Chery Tiggo 3x não ultrapassa os 17,1 kgfm.

    Versão intermediária (foto) terá bancos de tecido e chave presencial, além do inédito 1.0 turboflex
    Versão intermediária (foto) terá bancos de tecido e chave presencial, além do inédito 1.0 turboflex FiatPulseBR/Reprodução/Instagram

    Com cinco versões o Pulse se dividirá em “pipoca” e “camarote”, fazendo jus ao Big Brother Brasil que serviu para anunciá-lo e batizá-lo. Com motor aspirado os Pulse MT e Drive AT ficarão na casa dos cincos dígitos. Já as versões Drive TF200, Impetus TF200 e Audace TF200 começarão na casa dos R$ 100.000 de olho no Nivus e no novo Hyundai Creta, que partirá da mesma faixa e, nas versões mais caras, usará motor 2.0 ainda mais potente.

    Motor-GSE-T3-1.0-Turbo 2
    Motor 1.0 GSE Turbo, chamado de T3 Divulgação/Fiat

    A Fiat ainda não divulgou os detalhes de cada versão, mas sabe-se que o que muda à medida que se paga mais envolve comodidades como chave presencial, teto em cor diferente da carroceria, detalhes cromados, acabamento dos bancos e, claro, a mecânica.

    Envolvida com o lançamento do novo Jeep Commander, a dupla Fiat-Jeep se prepara para lançar o Fiat Pulse em setembro, ainda que o caos na cadeia produtiva global possa motivar atrasos ou produção inicialmente limitada.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Quatro Rodas

    Capa quatro rodas 748 agosto 2021
    Capa quatro rodas 748 agosto 2021 A edição 748 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
    Clique e Assine
    Continua após a publicidade
    Publicidade