Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Tracker cupê? SUV misterioso tem plataforma nova e porte do Jeep Compass

SUV cupê será tem plataforma mais avançada que a do Tracker e será lançado na Coreia do Sul em 2023, mas também pode ser fabricado na Argentina

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 3 fev 2022, 13h03 - Publicado em 17 jan 2022, 05h00
CUV GM 9BQC
Flagrado na Coreia do Sul, novo GM tem silhueta de SUV cupê Club Stinger de Namyangju/Reprodução

Imagens de um misterioso SUV cupê em testes circulam na internet desde meados de dezembro. O carro foi flagrado na Coreia do Sul e estava acompanhado de um também misterioso sedã, mas da Cadillac. Não surpreende, porque a GM mantém um centro de desenvolvimento no país desde os tempos da Daewoo e é comum uma interação com outros centros de desenvolvimento.

Assine Quatro Rodas por apenas R$ 9,90

Mas o SUV cupê não estava em testes por lá à toa. De acordo com a imprensa sul-coreana, trata-se do projeto 9BQC, um CUV (veículo utilitário cupê) que será fabricado em Changwon a partir de 2023.

flagra cadillac
O novo sedã da Cadillac flagrado no mesmo lugar Club Stinger de Namyangju/Reprodução

A unidade fabril vem sendo modernizada há mais de um ano para, de acordo com a General Motors, “produzir uma nova geração de produtos globais”. Inclusive, aproveitaram uma paralização de duas semanas devido à falta de semicondutores, para acelerar a atualização – mesma estratégia adotada em São Caetano do Sul (SP) para viabilizar a fabricação da nova Montana. 

CUV GM 9BQC
Club Stinger de Namyangju/Reprodução

Ainda de acordo com a imprensa sul-coreana, o CUV está, de certa forma, ligado à nova Montana. Isso porque ambos estão sendo desenvolvidos sobre a plataforma VSS-F (de Vehicle Strategy Set – Front) uma plataforma modular, já usada pelo crossover Trailblazer (a base para a nova Montana) e considerada uma evolução da plataforma GEM, de Tracker e Onix. Mas o conceito da VSS é um tanto complexo.

General-Motors-VSS-Vehicle-Set-Strategy-004-Convergence-from-Platforms
Ilustração mostra como a GM concentrará suas plataformas nas VSS Reprodução/Chevrolet
Uma estratégia, quatro plataformas, algumas variações

O planejamento da General Motors para os próximos anos prevê a redução do número de plataformas das atuais 11 para apenas quatro, todas elas derivadas da “estratégia” VSS. Começa pela VSS-F, que será usada por hatches, sedãs e pelos menores crossovers, SUVs e picapes todos de tração dianteira ou integral, pois a VSS-R será dedicada aos de tração traseira. A VSS-S será dedicada a aplicações de SUVs e aos  crossovers maiores. Por fim, a VSS-T será destinada a picapes e SUVs com chassi de longarinas. Esta migração já está sendo feita e projeta-se que em 2025 todos os GM novos serão VSS. Esportivos seguem com plataforma dedicada.

A VSS-F, por exemplo, teria três variações: para compactos, para premium e médios e outra para modelos grandes. Elas obedecerão padrões de distância entre os ocupantes e as laterais, duas distâncias entre os pedais e o centro das rodas dianteiras (para receber conjuntos maiores) e disponibilidade de eixo de torção e multilink para a suspensão traseira. Um compacto e um médio podem compartilhar componentes de suspensão, por exemplo, mas cada um terá um acerto baseado nos objetivos do projeto, especialmente no que diz respeito a custos – e otimizar eles e acelerar o desenvolvimento de novos carros são os principais pilares da VSS.

General-Motors-Vehicle-Set-Strategy-VSS-Components
Esquema revela onde estão as mudanças nas diferentes variações de cada VSS Reprodução/Chevrolet

Neste caso, o CUV 9BQC está relacionado à mesma variação da plataforma VSS-F usada pelo Trailblazer e pelo Buick Encore GX, um SUV compacto vendido na China, nos Estados Unidos e no Canadá. Por sinal, é bem diferente do Buick Encore convencional vendido na China, este sim baseado na plataforma GEM. 

Continua após a publicidade

Encore e Encore GX são muito parecidos visualmente e até compartilham componentes e dimensões entre si, como para-brisas, portas dianteiras e a seção entre elas e as caixas de roda dianteiras. Mas, enquanto o Encore tem praticamente as mesmas dimensões do Chevrolet Tracker (são carros gêmeos), com 4,29 m de comprimento, 1,79 m de largura e 2,57 m de entre-eixos, o Encore GX tem 4,46 m de comprimento, 1,81 m de largura e 2,64 m de entre-eixos. Um é compacto e o outro é médio.

2020-Buick-Encore-Family-China
Encore (compacto) à esquerda e o Encore GX (médio) à direita Buick/Divulgação

Isso explica o novo CUV coreano ter alguns elementos identificáveis através da plataforma, como a secção do para-lamas entre o capô e a coluna “A”, o para-brisas e as portas comuns aos de um Chevrolet Tracker fabricado no Brasil. Mas é um carro tão distinto que tem entre-eixos maior (o que é notável pelo tamanho das portas traseiras) e ser claramente mais largo quando visto de traseira.

Para os sul-coreanos, o novo SUV cupê da Chevrolet representará algo como um substituto para a geração passada do Chevrolet Tracker, pois será posicionado abaixo do Trailblazer crossover (também fabricado por lá). Não à toa, será equipado com o mesmo motor três-cilindros 1.2 turbo de 137 cv do Encore GX, em vez do 1.3 turbo de 156 cv.

Chevrolet Trailblazer vendido nos EUA
Chevrolet Trailblazer vendido nos EUA Divulgação/Chevrolet

O SUV cupê da Chevrolet será vendido no Brasil?

Pelas dimensões e pela silhueta, o Chevrolet CUV é algo como um Mercedes GLA com porte de Jeep Compass e Toyota Corolla Cross. É um carro com porte estratégico para a Chevrolet no Brasil e que, aparentemente, terá a carroceria da moda, a de SUV cupê.

Compartilhe essa matéria via:

E vale lembrar que no passado a Chevrolet do Brasil trabalhou no chamado “Projeto Twins“, que daria origem a dois carros distintos com uma mesma plataforma. Um deles seria a Montana e o outro, até onde se sabe era um CUV, que teria sido cancelado. Há um outro carro previsto, inclusive com ferramental sendo cotado: a nova geração da Spin.

Picape terá faróis divididos, como a rival Fiat Toro
Projeção da Chevrolet Montana 2023 Renato Aspromonte/Quatro Rodas

Chevrolet Montana

Ao mesmo tempo, a fábrica da Chevrolet em Rosário, na Argentina, há anos está sendo atualizada para o chamado “Projeto A.V.A”, sigla para “alto valor agregado”. Este veículo substituirá os Cruze hatch e sedã nas linhas de montagem da fábrica e, de acordo com declarações do presidente argentino, Alberto Fernández, será um SUV. O investimento alocado foi de 500 milhões de dólares.

Faria sentido ser o próprio Chevrolet Tracker, com produção concomitante na Argentina para atender a uma demanda local. Contudo, a questão do “alto valor agregado”, a expertise da unidade em fabricar carros médios e a estrutura tributária da Argentina, que flexibiliza a importação (e a taxação) de componentes para carros montados no país, são bons indícios para que o CUV de origem sul-coreana seja fabricado por lá a partir de 2023.

Caso essa conjectura se confirme, fica a expectativa por um motor mais potente que o três-cilindros 1.2 turbo de 132 cv fabricado em Joinville (SC) e que equipa o Tracker Premier mais completo e equipará a nova Montana, até mesmo para poder se afirmar como “SUV cupê médio”. Seguindo sua linhagem, este motor seria o três-cilindros 1.3 turbo com injeção direta e que gera 156 cv no Trailblazer e combinado a um câmbio CVT.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

Quatro Rodas 753 janeiro 2022 (1)

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês