Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Com 185 cv, Fiat Pulse Abarth será esportivo mais potente após Marea Turbo

Primeiro Abarth criado no Brasil, Pulse aproveitará 1.3 turbo de 185 cv e se esbaldará na estética esportiva da preparadora

Por Eduardo Passos Atualizado em 28 set 2021, 08h14 - Publicado em 27 set 2021, 19h21
Projeção do Fiat Pulse Abarth, com estética e mecânica esportivos (Reprodução proibida)
Projeção do Fiat Pulse Abarth, com estética e mecânica esportivas (reprodução proibida) Renato Aspromonte/Quatro Rodas

Depois de muita espera o Fiat Pulse teve sua data de lançamento marcada para 19 de outubro. Mas se você está no clube dos pacientes e não se importa de ver o SUV compacto mais uma vez como um “futuro lançamento”, temos boas notícias.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Após revelar com exclusividade o Fiat Pulse topo de linha, Impetus Turbo 200, em sua versão final, a reportagem de QUATRO RODAS seguiu apurando acerca da versão esportiva do modelo, que agora sabemos ser o novo membro da família Abarth.

Segundo documentos obtidos pela revista, o “projeto 363 Abarth” já está com martelo batido, justificando os Pulse altamente camuflados que seguem em testes pelo Brasil. O Fiat Pulse Abarth usará o motor 1.3 turboflex da família GSE, fabricado em conjunto com o 1.0 da mesma linha que equipará a maioria das versões do SUV compacto.

  • Com 185 cv e 27,5 kgfm movendo um carro pouco maior que um Fiat Argo, o Pulse Abarth será o primeiro veículo da divisão esportiva da Fiat criado na América do Sul. A leitura de mercado sugere atenção da fabricante a uma aparente bobeada da Volkswagen, que, talvez de ressaca da existência controversa do up! TSI, abriu mão de um eventual Nivus GTS. Com motor 1.4 de 150 cv utilizado no T-Cross e no Taos, o Nivus esportivo nunca saiu do papel, ainda que seu irmão gêmeo Taigo tenha recebido, na Europa, versão R-Line com a mesma potência.

    Traseira do Pulse Abarth ainda poderá ganhar aerofólios inéditos, por exemplo (Reprodução Proibida)
    Traseira do Pulse Abarth ainda poderá ganhar aerofólios inéditos, por exemplo (reprodução proibida) Renato Aspromonte/Quatro Rodas

    O Pulse Abarth deverá ser lançado ao longo de 2022, e pistas de sua existência já haviam sido dadas em um evento na Argentina em agosto, quando a marca trouxe à nação vizinha o 595 Turismo — uma de suas várias versões esportivas do Fiat 500.

    Continua após a publicidade
    Depois de voar baixo nas pistas, a Abarth se tornou um segmento esportivo da Fiat
    Depois de voar baixo nas pistas, a Abarth se tornou um segmento esportivo da Fiat Acervo/Quatro Rodas

    Na ocasião, o Brand Manager da Fiat e Abarth no país, Marco Tamolonis, adiantou ao portal Autoblog que novos modelos da divisão chegariam à América do Sul. Tamolonis fez questão de reforçar que “outros segmentos”, como SUVs, eram cogitados.

    Mecânica de casa

    20210218-BETIM/MG - STELLANTIS- Motor GSE Turbo- Foto Leo Lara/Studio Cerri
    Fabricado em Betim, o 1.3 turbo tem 185 cv na versão flex Stellantis/Divulgação

    Para aproveitar o pedigree sem encarecer seu novo utilitário realmente esportivo, a Fiat utilizará motor e transmissão já bem conhecidos pelos brasileiros. Tanto o motor 1.3 de quatro cilindros e 185 cv quanto o câmbio automático escolhidos já equipam a Toro e os Jeep Compass e Commander, chegando em breve ao SUV cupê Fiat Fastback e ao Jeep Renegade. Não à toa, mas sim pela alta demanda, o complexo da Fiat em Betim (MG) ganhou uma planta dedicada apenas à dupla que também inclui o 1.0 três-cilindros.

    Volkswagen Taigo 2022
    O Nivus esportivo até foi lançado, mas apenas na Europa e sob “pseudônimo” Divulgação/Volkswagen

    Devido a limitações relativas à pressão do turbocompressor e à capacidade do câmbio automático de seis marchas, não espere por potência e torque extras ao SUV. Sua condução, entretanto, pouco terá a ver com os carros que compartilham desse motor, dado que a versatilidade do sistema MultiAir de comando de válvulas variável permite reconfigurar profundamente o comportamento dos quatro cilindros. O mesmo vale para a direção elétrica, personalizável para oferecer respostas esportivas ao condutor.

    Estilo ousado

    Não fará falta, ao contrário da transmissão manual já descartada pelos projetistas. Nada disso deve tirar a magia do produto, que poderá abraçar à vontade o estilo agressivo sem a culpa discreta que carregam os esportivados. Os detalhes estéticos seguem indefinidos, mas manterão a coerência estética da Abarth, com pinturas sólidas e apreço por peças cromadas e em fibra de carbono.

    O Abarth vai bem na estrada. Só faltou uma direção mais firme
    Lançado em 2003, Fiat Stilo Abarth marcou época e evidenciou a divisão esportiva Marco de Bari/Quatro Rodas

    Até para se adequar aos cerca de 55 cv extras, o Pulse Abarth também receberá modificações na suspensão, freios e outros componentes. Por dentro, não surpreenderia o uso de bancos esportivos, substituição do excesso de plástico duro que permeará as versões regulares e mais tecnologia, em forma de freio de estacionamento eletrônico, central multimídia de 10,1’’ e som premium.

    Fiat Pulse 2022_frontal
    Pulse “adestrado” será lançado na segunda quinzena de outubro Divulgação/Fiat

    Obviamente o Fiat Pulse Abarth será o novo topo de linha do SUV, superando com folga o Pulse Impetus TF200 e seus mais de R$ 110.000 estimados. O quanto custará essa brincadeira que nem nasceu mas já provoca suspiros em muitos, porém, só a Fiat poderá dizer.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    CAPA quatro rodas setembro edição 749
    A edição 749 de QUATRO RODAS já está nas bancas! arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade