Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Jeep Commander revelado: SUV troca pegada off-road por estilo e pompa

Proximidade do Compass não impede que o Commander adote outra postura, evocando luxo e esportividade

Por Eduardo Passos 17 ago 2021, 08h01
Novo Jeep Commander Overland TD380
Novo Jeep Commander Overland TD380 Divulgação/Jeep

Foi à pressa. Já era quase madrugada de terça-feira (17) quando a Jeep divulgou as primeiras imagens do seu novo SUV de sete lugares, o Commander, de lançamento marcado para 26 de agosto.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

A divulgação em horário incomum e sem aparente movimentação prévia ocorreu cerca de 12h após uma foto do veículo surgir em redes sociais. O vazamento ocorreu, segundo relatos, a partir de uma rede interna usada pelos revendedores Jeep no Brasil.

Fato é que se tratava do novo SUV da Jeep, uma variação do Compass maior e um pouco mais luxuosa, mas com a mesma mecânica e tecnologias (e também mais cara). Muito graças ao recorte desfavorável e má qualidade do vazamento, logo surgiram críticas ao segredo — o que pode ter motivado a correria.

Commander
Commander “limpou a lama” e buscou inspiração no Grand Cherokee Trackhawk Divulgação/Jeep

Confiante, a marca tratou de publicar o mesmo modelo da foto: um Jeep Commander Overland TD380, o topo de linha da gama diesel, revelado em primeira mão por QUATRO RODAS.

O exemplar bicolor — branco perolizado com colunas em preto — foi clicado há poucas semanas em Curvelo (MG), e definitivamente se saiu melhor no curto vídeo divulgado. Quase uma chamada ao VAR para atestar que o “ângulo desfavorável” não era balela; o Commander não seria unânime mas justifica o frisson.

Teto preto é separado da carroceria por friso que se estende da coluna A à D
Teto preto é separado da carroceria por friso que se estende da coluna A à D Divulgação/Jeep

O que se vê é coerência desde o primeiro teaser do modelo, publicado em abril. Na ocasião foram exibidas silhuetas ensombradas do carro, com destaque para a grade frontal angulada e com padrões geométricos análogos ao luxo Grand Wagoneer, lançado há pouco nos Estados Unidos.

Faróis em led têm seta progressiva e assinatura da Jeep Performance
Faróis em led têm seta progressiva e assinatura da Jeep Performance Divulgação/Jeep

Como fazem as nossas picapes médias em relação às fullsize do Norte, o Commander encena a postura dos grandes utilitários americanos, que eventualmente foram redimensionados às ruas globais.

Continua após a publicidade

O inédito carro, porém, sequer é o caçula direto do Grand Wagoneer — entre eles há a também nova Grand Cherokee L —, mas nem por isso o SUV que custará entre R$ 250.000 e R$ 300.000 deixou de ser fino.

Versão de lançamento trará menção aos 80 anos da Jeep
Versão de lançamento trará menção aos 80 anos da Jeep Divulgação/Jeep

Em um movimento incomum no Brasil, a Jeep abandonou a vocação aventureira presente, em ordem decrescente, no Wrangler, Renegade e Compass, e adotou um tom adaptado, longinquamente, dos utilitários à la Cadillac Escalade que embalaram a cultura popular na virada dos anos 2000.

Painel do novo Commander Overland destaca controle de cruzeiro adaptativo e grande quadro digital
Painel do novo Commander Overland destaca controle de cruzeiro adaptativo e grande quadro digital Divulgação/Jeep

No Commander, o off-road dá lugar a muitos adornos cromados, como aqueles sobre os faróis full-led da linha esportiva Jeep Performance, e adornos em bronze ao redor de seus emblemas. Os para-choques passam a contar com mesma pintura da carroceria.

Pérolas, bronze, couro: Commander busca evocar luxo nos detalhes
Pérolas, bronze, couro: Commander busca evocar luxo nos detalhes Divulgação/Jeep

Ao mesmo tempo, o Commander diesel não é disruptivo (e bobo) ao ponto de abrir mão do 4×4, que se mantém no 2.0 turbodiesel aprimorado em relação ao Compass. O parcialmente novo motor terá 38,8 kgfm (3,1 kgfm a mais que o Compass) e sua potência é apostada na casa dos 200 cv.

Central multimídia de 10,1'' traz novo sistema Uconnect 5 e oferece conexão 4G e sincronização via nuvem
Central multimídia de 10,1” traz novo sistema Uconnect 5 e oferece conexão 4G e sincronização do veículo via nuvem Divulgação/Jeep

Por dentro a fabricante destaca o “moderno volante e a tecnologia do cluster Full Digital e da central multimídia flutuante”, com 10,25’’ e 10,1’’, respectivamente. Mas o que salta mais aos olhos é o acabamento em dois materiais, com predominância do marrom, seja em couro ou em suede e costura em tons de cobre. A inegável elegância também transborda ao apoio de braço e ao generoso console central, com peças bronzeadas e brilhantes.

4x4 segue digno de menção, ao lado da insígnia do motor turbodiesel
4×4 segue digno de menção, ao lado da insígnia do motor turbodiesel Divulgação/Jeep

Desenvolvido entre Betim (MG) e Goiana (PE), o novo Jeep Commander será apresentado na semana que vem. O novo SUV de sete lugares terá produção em Pernambuco e será exportado para outros países latino-americanos. 

“Elevando o patamar de luxo” da Jeep na região, o equivalente ao Compass de sete lugares também será vendido na Índia, onde será batizado de Meridian. Ele deverá receber variantes híbridas no ano que vem, mas o que chega inicialmente são duas versões, Limited e Overland, com motor diesel ou o 1.3 GSE turboflex que já equipam Fiat Toro e o SUV médio da Jeep.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Edição de julho
A edição 747 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Quatro Rodas/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade