Os Eleitos 2017: VW Up! é o vencedor entre os hatches compactos

Após vencer em 2015 junto com o Etios e ficar em segundo no ano passado, o Volkswagen Up! volta a ser campeão este ano

Vencedor entre os hatches compactos, o Up! foi o 7° no ranking geral

Vencedor entre os hatches compactos, o Up! foi o 7° no ranking geral (Otavio Silveira/Quatro Rodas)

1° – Volkswagen Up!: 100,0

Finalmente chegou a vez do Up!. A consagração veio após três anos de disputa com o Etios, após o empate em 2015 e a vitória da Toyota por apenas 0,1 ponto no ano passado.

O Up! teve dez notas acima de 100 (índice considerado ótimo) e foi o melhor em nove critérios, incluindo velocidade de arranque (110,1), design (107,9), espaço interno (105,7) e consumo na estrada (105,5). Mas nenhum deles surpreendeu tanto quanto espaço do porta-malas (114,4), a maior avaliação do hatch.

O preço de compra (82,5) foi o pior da categoria, e valor das peças (89,9) e a durabilidade delas (92,1) também foram criticados.

Renault Kwid e Fiat Mobi, seus dois principais concorrentes, não tiveram amostragem de proprietários suficiente para entrarem na pesquisa de 2017. Mas no ano que vem eles prometem esquentar a disputa.

Pontuação no anterior: 99,6

Os elogios:

  • Design
  • Desempenho

As críticas;

  • Preço de compra
  • Valor das peças

Feito para quem prioriza desempenho e segurança.

Lorena Mendonça, Belo Horizonte (MG)

2° – Toyota Etios: 99,0

Faltou pouco para o Etios conquistar o tricampeonato. O hatch foi o melhor em oito das 23 categorias e teve notas excelentes em velocidade de arranque (106,3), quantidade de revendas (104,8) e espaço interno (103,7).

Alvo de críticas, o design (96,7) foi apontado como o pior do segmento. Preço de compra (88,1) e nível de ruído (90,3) também renderam críticas.

Pontuação no anterior: 99,7


3° – Ford Ka: 96,0

O Ka repetiu a posição de 2016 sem o mesmo brilho do ano passado. Ainda assim, o hatch foi muito bem avaliado em espaço interno (105,5), design (105,3), acesso aos comandos (104,5) e velocidade de arranque (102,1).

Os piores critérios foram preço das peças (84,7), durabilidade das peças (86,4), acabamento interno (88,0)
e nível de ruído (89,0).

Pontuação no anterior: 98,9


4° – Nissan March: 95,4

O campeão de 2012 sustentou a colocação do ano passado. Velocidade de arranque (103,7), acesso aos comandos (101,2)
e design (100,5) mereceram elogios.

Porém, ele foi o pior em quatro quesitos: preço das peças (84,2), tamanho do porta-malas (87,4), nível de ruído (88,9) e segurança transmitida (89,3).

Pontuação no anterior: 97,2


4° – Hyundai HB20: 95,4

Empatado com o March, o HB20 está longe de ser o mesmo de 2014. Após o título daquele ano, ele despencou para o 3º lugar no ano seguinte, foi 5º em 2016 e 4º agora.

Sua nota foi ainda menor neste ano, graças a problemas como o preço do seguro (82,3), o pior de todos. Design (102,5), porta-malas (102,1) e acesso aos comandos (100,9) ainda agradam aos donos.

Pontuação no anterior: 97,1


6° – Chevrolet Onix: 92,5

Ser líder de vendas não significa ter os proprietários mais satisfeitos. O Onix supera a expectativa dos donos apenas em quantidade de revendas (103,3) e design (101,1).

Mas seu desempenho está longe de agradar: ele ficou abaixo da média em 22 das 23 categorias. As principais queixas se referem a valor das peças (84,9) e preço de compra do carro (85,5).

Pontuação no anterior: 97,1


Clique nos links abaixo para conferir os resultados de todas as categorias de Os Eleitos 2017:

COMO SE MEDE A FELICIDADE DO DONO

Uma das razões que fazem Os Eleitos ser uma pesquisa diferente é seu critério de pontuação. Ele foi elaborado de maneira que se possam comparar modelos de segmentos distintos, analisando sempre o que o dono esperava e o que ele obteve depois da compra.

Em 2017, foram ouvidos 2.349 proprietários dos 45 automóveis mais vendidos no país – este último critério faz com que alguns modelos com vendas baixas não apareçam na pesquisa. Vale ressaltar: nenhuma das opiniões que você vê aqui retrata as avaliações dos jornalistas da QUATRO RODAS ou de nossos testes de pista.

Entenda como a pesquisa funciona:

Satisfação / Expectativa = Índice de satisfação

  • Índice acima de 100: o carro superou as expectativas.
  • Índice em 100: satisfação corresponde exatamente à expectativa que o dono tinha antes da compra.
  • Índice entre 100 e 80: expectativa foi razoavelmente atendida.
  • Índice abaixo de 80: o proprietário está insatisfeito.
Veja os 23 itens avaliados, divididos em nove categorias, que formam o índice:

Custos preço de revenda / preço de compra / preço de seguro / preço das peças / consumo urbano / consumo rodoviário
Confiança na marca ser um fabricante confiável
Cobertura da rede ser um fabricante com ampla rede de concessionárias
Design / modelo ser um projeto moderno / design do carro
Desempenho rapidez no arranque
Segurança estabilidade nas curvas / transmitir segurança / presença de itens de segurança
Dirigibilidade facilidade de ultrapassagem / oferecer boa visibilidade / facilidade de acesso aos comandos
Conforto acabamento interno / baixo nível de ruído / espaço interno / espaço do porta-malas / presença de equipamentos
Manutenção durabilidade / resistência das peças
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Mobi fracasso no teste de colisão. Cadê o recall?