Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Caoa investe R$ 1,5 bi em fábrica e pode ter novo Tucson e Tiggo 8 de luxo

Inestimento vai permitir vinda de modelos elétricos e ampliação de instalações para fabricação de novos produtos nacionais

Por Igor Macario Atualizado em 14 Maio 2021, 18h37 - Publicado em 4 dez 2020, 04h00
exeed
O Chery Exeed TXL chega ao mercado chinês até o fim do ano Divulgação/Chery

O anúncio do investimento de R$ 1,5 bilhão no Brasil pelo Grupo Caoa mostra que a empresa tem grandes ambições para o mercado brasileiro. Atualmente, a fabricante é responsável pela produção dos Caoa Chery, alguns modelos da Hyundai e oficializou que poderá começar a produzir modelos de uma terceira marca por aqui.

Black Friday na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 7,90

O montante será todo direcionado na fábrica da Caoa de Anápolis (GO), para expansão das instalações e para o desenvolvimento de tecnologias em solo nacional.

Segundo o CEO da Caoa, Mauro Correia, o investimento permite projetar novos lançamentos produzidos em Goiás. Mais precisamente, 10 novidades deverão ser mostradas nos próximos anos. Entre renovações de modelos atuais e carros inteiramente novos, a Caoa deverá ampliar significativamente sua gama no Brasil.

A Caoa também continuará a se beneficiar dos incentivos fiscais do estado de Goiás, que abona 32% do IPI dos veículos fabricados na região.

De início, isso deve significar a vinda dos renovados Caoa Chery Tiggo 2, que deverá ganhar por aqui motor 1.0 turbo, como na China, já na primeira metade de 2021. O Tiggo 5X também deverá passar por mudanças, como a aguardada adoção do câmbio automático CVT do Arrizo 6, em substituição ao atual de dupla embreagem.

tiggo
Versão do Tiggo 5x reestilizada em julho deste ano para o mercado chinês Auto Home/Reprodução
Continua após a publicidade

O investimento também contempla a introdução de modelos elétricos, o que também deverá significar mais novidades na Caoa Chery. Uma das possibilidades é a versão elétrica do próprio Tiggo 5X, já vendida na China.

A marca não deverá ser tão radical na eletrificação como a conterrânea JAC Motors, mas deverá ampliar seu portfólio e oferecer modelos elétricos mais em conta do que os luxuosos de Jaguar, Audi e BMW.

Na Hyundai, as novidades poderão incluir a nova geração do Tucson (sabiam que ele já era produzido aqui?). O novo modelo já foi mostrado em Europa e Estados Unidos e tem tudo para ganhar cidadania brasileira num futuro próximo. O novo Elantra também pode estar nos planos, formalizando a chegada da nova (e ousada) linguagem de design da marca.

tucson
Divulgação/Hyundai

Já a terceira e nova marca do Grupo Caoa deverá ser a Exeed, justamente o braço luxuoso da Chery na China. A vinda da marca é aventada desde o Salão de São Paulo de 2018 e deve sair do papel com o investimento bilionário.

Por enquanto, a Exeed tem apenas um modelo, o TX (e sua versão mais completa, TXL). O modelo compartilha plataforma e linhas gerais com o Tiggo 8, mas promete mais tecnologia no interior e um pacote de serviços ao comprador de alto padrão.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa 739
Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade