Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Com traseira “de Argo” e calotas nas rodas, Fiat Pulse roda sem disfarces

Novos flagras revelam característica do Pulse mais barato, além de reforçar semelhança estética com o Fiat Argo

Por Eduardo Passos Atualizado em 28 jun 2021, 18h53 - Publicado em 23 jun 2021, 15h17
Fiat vem revelando detalhes do modelo aos poucos, a fim de manter interesse vivo
Fiat vem revelando detalhes do modelo aos poucos, a fim de manter interesse vivo Fiats no Brasil/Acervo pessoal

O novo Fiat Pulse já foi parcialmente revelado, mas alguns detalhes do novo SUV compacto vêm surgindo à medida que seus testes públicos continuam e perdem os disfarces.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90. 

Nesta semana foi a vez da versão mais básica do carro ser flagrada, ao passo que uma outra unidade, quase sem camuflagem, deu ideia mais fiel do modelo e suas proporções, invariavelmente análogas ao Argo. 

A foto, cedida pela página Fiats no Brasil, foi tirada nas proximidades da fábrica de Betim, onde o projeto 363 foi tocado. O Pulse em questão aparece com pintura em tons semelhantes ao Branco Kalahari, usado no Punto e Grand Siena, e algumas partes ainda cobertas.

Tudo indica que não existem novidades ocultas, mas apenas ausência de peças completamente texturizadas e prontas à exibição pública. Desse modo a fabricante prefere esconder o para-choques a mostrá-lo com qualidade inferior ao modelo comercial. Outro detalhe notável é o teto na mesma cor do resto do carro e a seta traseira, brevemente visível na parte externa da lanterna. 

Fiat Pulse 2022__traseira-large
Fiat faz de tudo para que o Pulse não seja associado ao Argo Divulgação/Fiat

A Fiat vem se esforçando para desvencilhar Argo e Pulse a todo custo, mas a missão promete ser ingrata aos olhos: mesmo com mudanças claras na posição da placa e tampa do porta-malas, entre outras, é difícil não remeter a novidade a, de fato, um SUV do atual best-seller do Brasil. 

No caso do consumidor leigo, a confusão promete ser ainda maior e os vendedores que tentarem emplacar a distorcida narrativa de que os carros não são relacionados deverão afiar a lábia para obter sucesso.

Continua após a publicidade
  • Mais lenha para a fogueira vem de Pernambuco, onde versões básicas do Pulse foram registradas com a peculiar combinação de faróis em led e rodas com calotas. O modelo básico deverá ser vendido por valores próximos a R$ 90.000 e será mais simples também na mecânica. Nesse caso, o motor 1.0 turbo dará lugar ao mesmo 1.3 aspirado do Argo, com 109 cv. A transmissão tende a ser manual, mas o CVT das versões mais caras deve ser opcional, assim como as diferentes telas da central multimídia e painel de instrumentos.

    Fiat Pulse 2022_frontal
    Aos poucos Fiat revela o SUV compacto em ângulos mais naturais Divulgação/Fiat

    Outro “segredinho” vindo do Recife é a camuflagem arqueada, que ilude quanto ao real vão livre do modelo mas, por outro lado, realça o entre-eixos de 2,53 m. A distância é menor que concorrentes diretos e apenas 1 cm maior que a medida do Argo.

    Entre-eixos apenas 1 cm maior que do Argo chama atenção
    Entre-eixos apenas 1 cm maior que do Argo chama atenção, enquanto camuflagem arqueada disfarça vão livre do SUV Reprodução/Instagram

    O Fiat Pulse tem lançamento previsto entre o inverno e o começo da primavera no Brasil. Para não brigar com o SUV cupê da Fiat, chamado pelo codinome projeto 376, o utilitário que compartilha portas, vidros, para-lamas e outros componentes do hatch Argo terá variantes de topo custando até R$ 120.000.

    A sobreposição de preços é preocupação da dupla Jeep-Fiat, uma vez que o lançamento de quatro novos SUVs — novo Compass, Pulse, Commander e 376 — vem gerando receios de que um desses modelos fique “espremido” entre a concorrência familiar.

  • O palpite natural seria o SUV cupê, posicionado entre Pulse e Compass, mas fontes ouvidas pela reportagem dão conta de que o “sacrifício” pode sobrar para o SUV compacto, que tenderá a apostar em segmentos de entrada e PcD, por exemplo, e garantir sua fatia de mercado sem incomodar os mais caros.

    Outra teoria surge da predileção cada vez maior do brasileiro por utilitários compactos, que vêm roubando espaço de hatches. De acordo com a estratégia, não seria espantoso se a italiana optasse por, gradualmente, tratar o Pulse como seu novo popular, substituindo o papel exercido pelo Argo, já desgastado e sem suporte à hibridização.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa de QUATRO RODAS 746
    A edição 746 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade