Renault Mégane R.S. é o hot hatch que sonhamos ver no Brasil

Nova geração do esportivo tem 280 cv, eixo traseiro esterçante e duas opções de chassi; versão mais radical chega em 2018

Equipado com motor de Alpine A110, o Mégane R.S. tem 280 cv

Equipado com motor de Alpine A110, o Mégane R.S. tem 280 cv (Renault/Divulgação)

Franceses dominam a arte de fazer bons hatches esportivos. E a nova geração do Mégane R.S. foi apresentada no Salão de Frankfurt apenas para provar isso.

Como em todo bom esportivo, o hatch vem com uma motorização de respeito. Trata-se de um 1.8 com quatro cilindros em linha e turbocompressor vindo do Alpine A110, a reencarnação do clássico esportivo dos anos 60 revelada pela Renault no começo do ano.

Cor Volcanic Orange é exclusiva da versão R.S.

Cor Volcanic Orange é exclusiva da versão R.S. (Renault/Divulgação)

Como manda a tradição das versões esportivas da marca, o Mégane R.S. leva a assinatura dos engenheiros da Renault Sport, responsável pela preparação do Sandero R.S. vendido no Brasil.

Faróis de neblina triplos: característica das versões esportivas R.S. europeias

Faróis de neblina triplos: característica das versões esportivas R.S. europeias (Renault/Divulgação)

No caso do Mégane, porém, o nível é outro: são 280 cv e torque máximo de 39,8 mkgf, transmitido às rodas dianteiras por uma transmissão manual ou automatizada de dupla embreagem, ambas com seis marchas.

A Renault recheou o hatch com tecnologias vindas das pistas, como um controle de largada aperfeiçoado (que praticamente elimina as chances de “patinar” as rodas durante as arrancadas) e a tecnologia batizada de “Multi-Change Down”, permitindo que o condutor reduza várias marchas em sequência durante as frenagens mais fortes.

Tomadas de ar laterais ficam ao lado dos para-lamas dianteiros

Tomadas de ar laterais ficam ao lado dos para-lamas dianteiros (Renault/Divulgação)

É possível escolher entre duas opções de ajuste de chassis de fábrica (Sport e Cup), sendo que ambos trazem um seletor com cinco modos de condução (Comfort, Normal, Sport, Race e Perso). Se o proprietário desejar, basta apertar o botão R.S. para ativar os modos mais radicais – um toque breve ativa o Sport e um toque mais longo aciona o modo Race.

O Mégane R.S. traz também eixo traseiro esterçante (útil para melhorar a estabilidade nas curvas de alta velocidade e facilitar as manobras em baixa velocidade) e diferencial de deslizamento limitado (apenas no chassi Cup).

Tomadas de ar e rodas de 18 polegadas deixam o Mégane com ar mais agressivo

Tomadas de ar e rodas de 18 polegadas deixam o Mégane com ar mais agressivo (Renault/Divulgação)

Embora seja um veículo com proposta assumidamente esportiva, o hatchback sai de fábrica com diversas assistências eletrônicas de segurança, incluindo alerta de mudança de faixa, leitura de placas de trânsito, alerta de distância segura do veículo à frente, sistema de estacionamento semiautônomo, piloto automático adaptativo, alerta de pontos cegos e sistema de frenagem de emergência.

O hot hatch não faz questão alguma de ser discreto. Um bom exemplo disso são os para-lamas alargados em 60 mm na frente e 45 mm atrás, comparando com o Mégane GT. O para-choque frontal tem um desenho inspirado nos carros de Fórmula 1 e grandes tomadas de ar, além de uma grade exclusivamente desenhada para a versão esportiva.

Há duas tomadas de ar laterais (localizadas bem próximas aos para-lamas dianteiros) e as belas rodas de liga leve são de 19 polegadas. Atrás, o para-choque ostenta um grande difusor de ar e a ponteira de escapamento central.

Volante de três raios tem aplique vermelho na base

Volante de três raios tem aplique vermelho na base (Renault/Divulgação)

Clientes podem escolher entre câmbios manual ou automático, ambos com seis marchas

Clientes podem escolher entre câmbios manual ou automático, ambos com seis marchas (Renault/Divulgação)

O interior tem bancos frontais do tipo concha com encostos de cabeça integrados, detalhes em vermelho no volante e costuras na mesma tonalidade. As aletas atrás do volante são bem grandes, facilitando as trocas de marcha mesmo durante as curvas.

As pedaleiras e a manopla do câmbio são feitas de alumínio e o cliente pode optar pelo revestimento em Alcantara ou uma padronagem simulando fibra de carbono.

Estilo agressivo se repete na traseira, que traz um gigantesco extrator de ar

Estilo agressivo se repete na traseira, que traz um gigantesco extrator de ar (Renault/Divulgação)

Escapamento central é herança da antiga geraçao do Mégane R.S.

Escapamento central é herança da antiga geraçao do Mégane R.S. (Renault/Divulgação)

A nova geração do Mégane R.S. começa a ser vendida na Europa ainda neste ano, a partir de dezembro. E a Renault Sport já confirma que irá lançar uma versão ainda mais potente do modelo. O Mégane Trophy terá 300 cv, torque máximo de 40,8 mkgf e chassis Cup de fábrica. Sua chegada está prevista para o fim de 2018.

Vendas na Europa começam até o final de 2017

Vendas na Europa começam até o final de 2017 (Renault/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

  1. lucas de souza braga L S B

    Eu gosta vc de auto quartos rodas ótimos