Renault Mégane R.S. é o hot hatch que sonhamos ver no Brasil

Nova geração do esportivo tem 280 cv, eixo traseiro esterçante e duas opções de chassi; versão mais radical chega em 2018

Equipado com motor de Alpine A110, o Mégane R.S. tem 280 cv (Renault/Divulgação)

Franceses dominam a arte de fazer bons hatches esportivos. E a nova geração do Mégane R.S. foi apresentada no Salão de Frankfurt apenas para provar isso.

Como em todo bom esportivo, o hatch vem com uma motorização de respeito. Trata-se de um 1.8 com quatro cilindros em linha e turbocompressor vindo do Alpine A110, a reencarnação do clássico esportivo dos anos 60 revelada pela Renault no começo do ano.

Cor Volcanic Orange é exclusiva da versão R.S. (Renault/Divulgação)

Como manda a tradição das versões esportivas da marca, o Mégane R.S. leva a assinatura dos engenheiros da Renault Sport, responsável pela preparação do Sandero R.S. vendido no Brasil.

Faróis de neblina triplos: característica das versões esportivas R.S. europeias (Renault/Divulgação)

No caso do Mégane, porém, o nível é outro: são 280 cv e torque máximo de 39,8 mkgf, transmitido às rodas dianteiras por uma transmissão manual ou automatizada de dupla embreagem, ambas com seis marchas.

A Renault recheou o hatch com tecnologias vindas das pistas, como um controle de largada aperfeiçoado (que praticamente elimina as chances de “patinar” as rodas durante as arrancadas) e a tecnologia batizada de “Multi-Change Down”, permitindo que o condutor reduza várias marchas em sequência durante as frenagens mais fortes.

Tomadas de ar laterais ficam ao lado dos para-lamas dianteiros (Renault/Divulgação)

É possível escolher entre duas opções de ajuste de chassis de fábrica (Sport e Cup), sendo que ambos trazem um seletor com cinco modos de condução (Comfort, Normal, Sport, Race e Perso). Se o proprietário desejar, basta apertar o botão R.S. para ativar os modos mais radicais – um toque breve ativa o Sport e um toque mais longo aciona o modo Race.

O Mégane R.S. traz também eixo traseiro esterçante (útil para melhorar a estabilidade nas curvas de alta velocidade e facilitar as manobras em baixa velocidade) e diferencial de deslizamento limitado (apenas no chassi Cup).

Tomadas de ar e rodas de 18 polegadas deixam o Mégane com ar mais agressivo (Renault/Divulgação)

Embora seja um veículo com proposta assumidamente esportiva, o hatchback sai de fábrica com diversas assistências eletrônicas de segurança, incluindo alerta de mudança de faixa, leitura de placas de trânsito, alerta de distância segura do veículo à frente, sistema de estacionamento semiautônomo, piloto automático adaptativo, alerta de pontos cegos e sistema de frenagem de emergência.

O hot hatch não faz questão alguma de ser discreto. Um bom exemplo disso são os para-lamas alargados em 60 mm na frente e 45 mm atrás, comparando com o Mégane GT. O para-choque frontal tem um desenho inspirado nos carros de Fórmula 1 e grandes tomadas de ar, além de uma grade exclusivamente desenhada para a versão esportiva.

Há duas tomadas de ar laterais (localizadas bem próximas aos para-lamas dianteiros) e as belas rodas de liga leve são de 19 polegadas. Atrás, o para-choque ostenta um grande difusor de ar e a ponteira de escapamento central.

Volante de três raios tem aplique vermelho na base (Renault/Divulgação)

Clientes podem escolher entre câmbios manual ou automático, ambos com seis marchas (Renault/Divulgação)

O interior tem bancos frontais do tipo concha com encostos de cabeça integrados, detalhes em vermelho no volante e costuras na mesma tonalidade. As aletas atrás do volante são bem grandes, facilitando as trocas de marcha mesmo durante as curvas.

As pedaleiras e a manopla do câmbio são feitas de alumínio e o cliente pode optar pelo revestimento em Alcantara ou uma padronagem simulando fibra de carbono.

Estilo agressivo se repete na traseira, que traz um gigantesco extrator de ar (Renault/Divulgação)

Escapamento central é herança da antiga geraçao do Mégane R.S. (Renault/Divulgação)

A nova geração do Mégane R.S. começa a ser vendida na Europa ainda neste ano, a partir de dezembro. E a Renault Sport já confirma que irá lançar uma versão ainda mais potente do modelo. O Mégane Trophy terá 300 cv, torque máximo de 40,8 mkgf e chassis Cup de fábrica. Sua chegada está prevista para o fim de 2018.

Vendas na Europa começam até o final de 2017 (Renault/Divulgação)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. lucas de souza braga L S B

    Eu gosta vc de auto quartos rodas ótimos