Clique e assine por apenas 8,90/mês

Renault Arkana: versão cupê do Captur será vendida no Brasil

Versão nacional do SUV cupê terá base do Duster, pode estrear motor 1.3 turbo e custará muito menos que os similares premium

Por Paulo Campo Grande - Atualizado em 22 ago 2018, 19h12 - Publicado em 3 ago 2018, 13h01
Renault Captur
A versão nacional chega ao Brasil dentro de dois anos Du Oliveira/Renault

No final deste mês, a Renault mostrará no Salão do Automóvel de Moscou o conceito Arkana, que revelará as linhas básicas da nova versão cupê do SUV Kaptur – versão russa do Captur vendido no Brasil.

O nome Arkana vem de arcanum, que em latim faz referência a fenômenos e acontecimentos misteriosos.

A estreia da versão definitiva está prevista para março de 2019, durante o Salão de Genebra, e o carro deve chegar às lojas do Leste Europeu no segundo semestre de 2019.  Depois, a Renault ainda poderá lançar um Arkana derivado do Captur francês: ela já disse que será um modelo vendido em mercados globais.

 

Continua após a publicidade

Existe uma diferença delicada entre o Kaptur e o Captur francês: o europeu foi desenvolvido sobre a base do atual Clio hatch e o russo é derivado da plataforma do Duster, um projeto da marca romena Dacia.

A diferença entre os Arkana francês e o russo não estará apenas no emblema, porém. Com exceção do visual (design, faróis, rodas), os dois modelos terão pouco em comum. Os derivados do Duster são, inclusive, consideravelmente maiores e mais espaçosos.

Renault Captur
Modelo será quase 30 cm maior que a versão europeia Du Oliveira/Renault

Essa disparidade segue a orientação da matriz francesa de fazer veículos para países desenvolvidos e emergentes diferentes na construção e no conteúdo, mas iguais no estilo.

Produção nacional

O cupê de origem russa também está nos planos da Renault Brasil, que já tem o Captur emergente. A novidade será produzida em São José dos Pinhais (PR). Os primeiros testes começam em breve com unidades pré-série importadas, mas lançamento do cupê por aqui só deve acontecer em 2020.

Continua após a publicidade

Em relação a motor e transmissão, o nosso Arkana deve acompanhar o irmão SUV, ou seja: terá versões 1.6 flex de 120/118 cv (manual e CVT) e 2.0 flex de 148/143 cv (automática). Isso, se ele não for responsável por lançar o novo motor 1.3 turbo da Renault no Brasil. 

Seu design frontal mais atual e alinhado com os modelos recentes da Renault, como o novo Megane, ainda servirá de base para o primeiro facelift do Captur SUV.

O Captur Coupé deverá ter boa acolhida, aqui e na Europa, porque será uma opção relativamente barata de SUV cupê. Hoje essa oferta está limitada às marcas premium, com os BMW X4 e X6 e os Mercedes GLC Coupé e GLE Coupé.

Publicidade