Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Motor 1.3 turbo de 160 cv da Renault-Nissan pode vir ao Brasil

Motor com tecnologia do Nissan GT-R poderá equipar Duster, Captur e Oroch no Brasil

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 9 jan 2018, 17h14 - Publicado em 7 dez 2017, 20h25
Renault/Divulgação

A aliança Renault-Nissan apresentou seu novo motor 1.3 Energy TCe, dotado de turbo e injeção direta. O quatro-cilindros também será utilizado pela Mercedes-Benz, parceira do projeto. De acordo com o site Autos Segredos, este novo motor será utilizado no Brasil.

Na Europa, estes motores estrearão no Scénic e no Grand Scénic, com 115, 140 e 160 cavalos. Estarão combinados com câmbio manual de seis marchas ou automatizado de dupla embreagem com sete marchas.

Apenas o torque da versão de 140 cv foi divulgado: são 24,5 mkgf (mesmo torque do 1.6 THP da PSA Peugeot Citroën) disponíveis entre 1.500 e 3.500 rpm.

Por aqui, contudo, a Renault deverá utilizar o 1.3 Energy TCe para aposentar o velho 2.0 aspirado de Captur, Duster e Oroch. Adaptado para queimar gasolina e álcool, poderá ter potência de até 170 cv. Versões com menos potência ainda podem chegar a Sandero, Logan e aos Nissan Kicks, March e Versa. 

 

Continua após a publicidade
Renault/Divulgação

Este propulsor se vale de inovações desenvolvidas pela aliança, como o Bore Spray Coating – a mesma tecnologia de revestimento de cilindros utilizada no motor seis-cilindros do Nissan GT-R. Ele reduz o atrito e otimiza a transferência de calor.

O 1.3 turbo também conta com maior pressão na linha de combustível da injeção direta, de 250 bar, o que melhor a pulverização do combustível na câmara de combustão – que por sua vez tem design mais eficiente. Este motor também conta com duplo comando de válvulas variável.

  • A Renault afirma que sua nova usina de força oferece mais torque em baixas rotações e tem força mais mais linear em altas rotações, o que aumenta o conforto de condução.

     

    Continua após a publicidade

     

    Continua após a publicidade
    Continua após a publicidade
    Publicidade