Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fiat Pulse 2022: SUV compacto tem seu nome definitivo revelado

Nome preferido da maioria ficou com 65% dos votos; modelo estreará novo motor 1.0 GSE turboflex

Por Eduardo Passos, Henrique Rodriguez Atualizado em 2 jun 2021, 12h31 - Publicado em 2 jun 2021, 11h15
Fiat Pulse 2022_frontal
Novas imagens revelam o SUV em ângulos mais naturais Divulgação/Fiat

O pulso ainda pulsa, mesmo que à força. Quase um mês após revelar seu novo SUV, a Fiat anunciou, nesta quarta-feira (2) o nome oficial e definitivo do modelo, substituindo o batismo provisório “Progetto 363”. Trata-se do Pulse, escolhido com 65% do votos, contra as opções Domo e Tuo. Mais de 380.000 pessoas opinaram, no total.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Ironicamente, a votação nasceu praticamente decidida, dado que a imensamente popular campeã do Big Brother Brasil 21, Juliette Freire, expressou sua predileção pelo nome Pulse e, com seu toque de Midas, tornou-o favorito nas redes sociais e enquetes. No fim das contas, além dos seus milhões, a paraibana entra para a história como responsável direta pelo batismo do utilitário.

Fiat Pulse 2022__traseira-large
Traseira lembra um pouco o sedã Cronos Divulgação/Fiat

No inglês, “pulse” significa, isso mesmo, “pulso”. Ainda que a montadora não tenha detalhado a simbologia do batismo, o termo remete à sensação de movimento e, a rigor, significa “uma única vibração ou explosão curta de som, corrente elétrica, luz ou outra onda.”

Também não houve coerência fonética em sua pronúncia, feita como se lê em português ou conforme a língua inglesa, na qual diz-se “pâls” (pəls). Caso a montadora adote o som estrangeiro, terá que acostumar clientes à vogal média-central neutra que não existe em nosso idioma e pode ser desafiadora para alguns. Caso parecido é a inconstante pronúncia do nome do Renault Duster.

  • O efeito é conhecido há tempos pelos linguistas e, especificamente no caso do Pulse, sua pronúncia brasileira remete a um termo obsceno americano, utilizado para se referir ao órgão genital feminino. Obviamente a internet não perdoou.

    Seu uso no mercado automotivo, entretanto, não é inédito, tampouco incomum. Na Índia, por exemplo, o Nissan March foi lançado sob o nome Pulse pela irmã Renault. Também existe um xará alemão em forma de motorhome, fabricado pela alemã Dethleffs e uma versão do Toyota Yaris, lançada na Oceania.

    Renault Pulse frente
    Parece um Nissan March, mas é o Renault Pulse Divulgação/Renault

    Mais perto de Betim, entretanto, há o caso do Hyundai Creta, que teve sua versão Pulse Plus líder de vendas e protagonista do sucesso do SUV compacto em anos anteriores. Tanto essa variante quanto a versão Pulse, entretanto, foram aposentadas na linha 2020.

    Data de lançamento do Fiat Pulse

    Internamente, há sentimento de que houve certa precipitação na divulgação do SUV da Fiat na final do Big Brother Brasil, em 4 de maio – meses antes de sua chegada às lojas, prevista para algum momento entre setembro e outubro.

    Segundo fontes ouvidas por QUATRO RODAS, a entrada da marca como anunciante do reality enquanto esse já acontecia gerou confusões como o participante Gil Nogueira recebendo uma versão defasada da picape Toro às vésperas da nova ser lançada, por exemplo.

  • A principal “mancada”, entretanto, ficou por conta do inédito utilitário, anunciado sem nome, data ou sequer material gráfico além das imagens da transmissão ou poucas fotos oficiais.

    Para que o interesse não “morra”, a saída vem sendo revelar seus detalhes a conta-gotas. Foram semanas para que o grupo esclarecesse sua autodeclarada nova plataforma veicular e quase um mês para revelar o nome do modelo.

    Novas fotos, novos detalhes

    Se os ângulos das primeiras fotos do Fiat Pulse 2022, divulgadas há um mês, valorizavam os volumes e a altura livre do solo, as imagens de agora mostram o carro por ângulos mais naturais.

    Fiat Pulse 2022
    Divulgação/Fiat

    Ainda são imagens geradas por computador, mas que valorizam elementos de design importantes, como as lanternas traseiras e o volume acima dela, que lembram bastante a traseira do sedã Cronos. Também é possível ver melhor a base do para-choque traseiro, com duas saídas de escape cromadas e, aparentemente, falsas.

    Fiat Pulse 2022_frontal
    Divulgação/Fiat

    Na dianteira, destaque para os faróis de neblina de leds, como nos VW Polo mais caros, e para os sensores de estacionamento dianteiros.

    Continua após a publicidade

    Plataforma evoluída, mas carroceria conhecida

    Na última semana a Stellantis deu mais detalhes sobre a plataforma MLA do Fiat Pulse e externou os motivos pelos quais não considera seu novo carro um SUV do Argo.

    PlataformaMLA
    Underbody com conjunto mecânico e a estrutura dos bancos Divulgação/Fiat

    De acordo com a fabricante, o underbody, a parte inferior da carroceria monobloco, é completamente diferente no novo SUV. Isso foi feito para aumentar o nível de rigidez torcional, a segurança perante as novas exigências de impactos frontais e laterais, e para permitir um nível de refinamento de rodagem melhor, superior à media dos concorrentes.

    Entre os rivais estariam Volkswagen Nivus, Honda WR-V, Caoa Chery Tiggo 3X e Chevrolet Tracker – todos SUVs compactos derivados de hatches compactos. E mesmo com nova plataforma o entre-eixos será de só 2,53 m, o menor do seu segmento.

    Próximo passos: revelar interior e o motor 1.0 GSE turboflex

    A Fiat vai seguir com a divulgação a conta-gotas do SUV Pulse. Falta a fabricante revelar o interior do SUV compacto, que combinará o quadro de instrumentos digital da nova Fiat Toro 2022 com a central multimídia de 10,1 polegadas do Jeep Compass 2022.

    interior da Fiat Toro Volcano turbo flex
    Espere pelo quadro de instrumentos da Toro nas versões mais caras do Pulse Fernando Pires/Quatro Rodas

    Nas versões mais baratas, terá tela touchscreen de 8,4’’ e quadro de de instrumentos analógico com tela colorida ao centro. O destaque, entretanto, fica por conta da capacidade de conectividade do carro, aproveitando a exaltada parceria da finada FCA (hoje absorvida pela holding Stellantis) com Tim e Amazon.

    Central multimídia
    Central multimídia de 10,1″ do Compass também estará no SUV compacto da Fiat Fernando Pires/Quatro Rodas

    Fruto disso, o Progetto 363 se conectará por conta própria à rede 4G brasileira e será capaz de criar um hotspot Wi-Fi aos ocupantes. A função é completada pela capacidade do carro em funcionar como um gigante cartão de crédito, pagando itens como pedágio, abastecimento e drive-thrus através da carteira virtual Fiat Cart. Em parceria com a Visa, não há necessidade de nenhuma ação do condutor, a não ser confirmar a transação pela central.

  • Também falta detalhar o conjunto mecânico, com o inédito motor 1.0 GSE Turboflex, da mesma família do 1.3 turbo de 185 cv de Toro e Compass.

    Conforme apurado por QUATRO RODAS, espere 128 cv (gasolina) ou 131 cv (etanol) de potência e 21 kgfm de torque nos modelos equipados com a unidade 1.0. A transmissão será automática, com um novo câmbio CVT fabricado pela Aisin.

    Motor-GSE-T3-1.0-Turbo 2
    Motor 1.0 GSE Turbo, chamado de T3 Divulgação/Fiat

    O segredo do desempenho recorde passa por engenhosidades como cabeçote redesenhado e, além de quatro válvulas por cilindro, a presença do sistema MultiAir de terceira geração comandando de modo variável as peças.

    Por fim, há injeção direta que bicos que otimizam o spray de combustível na câmara de combustão e turbo de baixa inércia, com o compressor (caixa fria) mais próximo do coletor de admissão a fim de acelerar a resposta do motor. Cereja do bolo, o turbo tem menos lag e maior controle hidrodinâmico graças ao coletor de escape integrado ao cabeçote e novo wastegate eletrônico.

    O novo 1.0, entretanto, não será a única opção do projeto, uma vez que os modelos de entrada contarão com transmissão manual de cinco marchas e o mesmo 1.3 aspirado de 109 cv do Argo. O câmbio automático será opcional nesses casos.

    Preços do Fiat Pulse 2022

    As versões mais baratas do Fiat Pulse terão preço inicial na faixa dos R$ 80.000, superando os R$ 100.000 mas sem adentrar o terreno do SUV cupê que a Fiat prepara 2022, provisoriamente chamado de projeto 376.

    A estratégia será o inverso da adotada pela VW com Nivus e T-Cross: em vez de o SUV cupê ser mais barato, ele será mais caro na linha Fiat. O 376 terá preço ao redor dos R$ 120.000. Também será maior: espere entre-eixos ao redor dos 2,60 m (o 363 mantém os 2,52 m do Argo), pois não pode se aproximar tanto dos 2,64 m do Jeep Compass.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa Maio 2021
    A edição 745 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade