Guia: conheça todos os carros híbridos e elétricos à venda hoje no Brasil

Na onda da eletrificação: especial Elétricos & Híbridos reúne todos os veículos que estão no país para você decidir se quer ligá-los na tomada – ou não

Aquele papo de demanda reprimida nunca ficou tão evidente como com os híbridos e elétricos. Bastou o governo anunciar o Rota 2030 com incentivos para tecnologias de eficiência energética para as marcas anunciarem novos modelos para o mercado.

Mas você sabe quanto custa manter um híbrido? Quanto tempo leva para carregar aquele elétrico? Quanto consegue rodar com uma carga e quanto tempo leva essa carga?

QUATRO RODAS elaborou um guia com os principais veículos, digamos, ecologicamente corretos disponíveis no país com essas e outras informações.

Sentiu falta dos novíssimos Chevrolet Bolt, Nissan Leaf e Renault Zoe? Veja o teste completo do trio elétrico. Na lista não entraram dois Kia, o Optima Hybrid e o Soul EV, que só estão à venda sob encomenda e não tiveram o preço divulgado pela marca.

AUDI

Revisões até 60.000 km: n/d
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: n/d
Número de concessionárias habilitadas: 48

 (Divulgação/Audi)

A6

A Audi o classifica como MHEV (Mild Hybrid), conhecido como híbrido parcial. Isso porque o motorzinho elétrico de 48 V só entra em ação em duas situações: nas retomadas e para alimentar o motor de arranque da função do start-stop – o fabricante diz que o carro é capaz de trafegar com o motor desligado entre 55 e 160 km/h por até 40 s.

Quem manda mesmo na relação são as duas opções de propulsores turbinados FSI: o 2.0 quatro cilindros de 245 cv e o V6 3.0 de 340 cv, sempre com câmbio de dupla embreagem e tração integral Quattro.

Ficha técnica

Preço: a partir de R$ 420.000
Tipo: híbrido parcial
Motores no 2.0: dianteiro, a gasolina, 2.0 16V, turbo, 245 cv e 37,7 mkgf
Motores no V6: dianteiro, a gasolina, 3.0 24V, V6, turbo, 340 cv e 50,1 mkgf; elétrico de 48 V
Câmbio: dupla embreagem, 7 marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 493 cm; largura, 211 cm; altura, 138 cm; entre-eixos, 292 cm
Peso: 1.595 kg (2.0) / 1.790 kg (V6)
Porta-malas: 530 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 6,8 s (2.0) e 5,1 s (V6) e máxima de 250 km/h
Consumo: n/d
O que tem de legal: desempenho, conforto, estabilidade e espaço interno
Fique atento: revisões sem preço fixo

 (Divulgação/Audi)

A7 Sportback

O belo modelo da marca alemã utiliza o mesmo conceito de híbrido parcial do A6, mas com o apelo do design de cupê quatro portas. Aqui, só há a opção do motor V6 3.0 FSI de 340 cv, com desempenho que sobra, principalmente na estrada.

As retomadas são o destaque, com motor cheio já em 1.300 rpm e a versão vem bem recheada de equipamentos, como controle de cruzeiro adaptativo, sensor de ponto cego, monitoramento e assistente de permanência na faixa, câmera com visão 360º e controle de largada.

Ficha técnica

Preço: R$ 449.000
Tipo: híbrido parcial
Motores: dianteiro, a gasolina, 3.0 24V, V6, turbo, 340 cv e 50,1 mkgf; elétrico de 48 V
Câmbio: automatizado de dupla embreagem e sete marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 496 cm; largura, 211 cm; altura, 138 cm; entre-eixos, 292 cm
Peso: 1.810 kg
Porta-malas: 535 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 5,3 s e máxima de 250 km/h
Consumo: n/d
O que tem de legal: desempenho, design, nível de equipamentos e comportamento dinâmico
Fique atento: revisões sem preço fixo e acerto duro da suspensão

 (Divulgação/Audi)

Q8

A lógica do híbrido leve se replica no maior SUV da Audi. O motor a combustão é o mesmo V6 do A6 topo de linha e do A7, mas aqui trabalha com a transmissão automática Tiptronic, de oito marchas. Só que a posição de dirigir do grandalhão lembra a de um cupê, com bancos dianteiros baixos, além da direção elétrica direta e firme.

Destaque para a suspensão pneumática com três regulagens de altura, que é opcional. Outro diferencial são as rodas traseiras que esterçam 5º para dar agilidade e facilitar a vida do motorista na hora de manobrar.

Ficha técnica

Preço: R$ 509.000
Tipo: híbrido parcial
Motores: dianteiro, a gasolina, 3.0 24V, V6, turbo, 340 cv e 50,1 mkgf; elétrico de 48 V
Câmbio: automático de oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 498 cm; largura, 199 cm; altura, 170 cm; entre-eixos, 299 cm
Peso: 2.145 kg
Porta-malas: 605 litros
Desempenho: n/d
Consumo: n/d
O que tem de legal: dirigibilidade, espaço interno, robustez e equipamentos
Fique atento: opcionais caros e revisões sem preço fixo

BMW

Rev. até 60.000 km: R$ 10.981 (i3) / R$ 10.797 (i8) / n/d (530e)
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: 8 anos ou 100.000 km
Número de concessionárias habilitadas: 9

 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

i3

O hatch elétrico foi reestilizado em 2018 e ganhou nova bateria, que elevou a autonomia de 130 km para 180 km. Traz o sistema REX, pequeno motor a combustão dois cilindros de 39 cv que faz as vezes de gerador. Não traciona as rodas, mas dá uma carga extra à bateria e faz a autonomia crescer mais 150 km.

Só não se espante com o acabamento mais simples para o padrão da marca: é todo feito de material reciclado. Os pneus finos (155/60 e 175/60 R 20) também afetam o conforto a bordo e o carro é para quatro ocupantes.

Ficha técnica

Preços: R$ 199.950 a R$ 239.950
Tipo: elétrico
Motor: traseiro, 170 cv e 25,5 mkgf
Câmbio: automático de uma marcha, tração traseira
Dimensões: comprimento, 399 cm; largura, 177 cm; altura, 157 cm; entre-eixos, 257 cm
Peso: 1.340 kg
Porta-malas: 260 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 8,1 s e máxima de 150 km/h
Autonomia: 235 km / 385 km (com REX)
Tempo de recarga: 1h30 (rápida), 3h30 ou 9 horas
O que tem de legal: desempenho, comportamento dinâmico, conectividade e multimídia
Fique atento: espaço só para quatro e porta-malas pequeno

 (Marco De Bari/Quatro Rodas)

i8

O híbrido entrega esportividade com seu estilo arrojado de cupê e portas que se abrem para o alto. Se reafirma mesmo é com o 1.5 de três cilindros (sobre o eixo traseiro), com turbo, injeção direta, comandos variáveis e 231 cv. O motor até ruge grave como um V8, mas é fake: caixas de som simulam o ronco.

Na frente vai o elétrico de 131 cv, somando 362 cv e 58,1 mkgf. Em nossos testes, marcou 24,2 km/l na cidade e 31,7 km/l na estrada. O estilo cobra seu preço: há pouco espaço para pernas atrás, o acesso é ruim, o porta-malas é decorativo e a suspensão não filtra bem os buracos.

Ficha técnica

Preço: R$ 799.950
Tipo: híbrido plug-in
Motores: traseiro a gasolina, 1.5 12V, turbo, 231 cv e 32,6 mkgf; dianteiro elétrico, 131 cv e 25,5 mkgf; potência combinada de 362 cv
Câmbio: automático de oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 468 cm; largura, 194 cm; altura, 129 cm; entre-eixos, 280 cm
Peso: 1.485 kg
Porta-malas:
154 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 4,4 s e máxima de 250 km/h
Consumo: n/d
Tempo de recarga: 2 horas
O que tem de legal: desempenho, comportamento dinâmico, posição de dirigir
Fique atento: porta-malas pequeno, espaço traseiro apertado e acerto da suspensão duro

 (Divulgação/BMW)

530e M Sport

A versão híbrida do Série 5 apimenta a relação no confortável sedã. As respostas ao acelerador são instantâneas e as mudanças da caixa automática de oito marchas são suaves e rápidas ao mesmo tempo. O responsável é o motor 2.0 turbo de 184 cv aliado ao elétrico de 113 cv, posicionado sobre a transmissão.

Em modo 100% elétrico, a autonomia prometida é de 46 km. O modelo carrega o bom recheio da linha, com modos de condução semiautônoma e detalhes visuais da linha M, como o volante revestido de couro e as rodas de liga leve.

Ficha técnica

Preço: R$ 328.950
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro a gasolina, 2.0 16V, turbo, 184 cv e 29,6 mkgf; dianteiro elétrico, 113 cv e 25,5 mkgf; potência combinada de 252 cv
Câmbio: automático de oito marchas, tração traseira
Dimensões: comprimento, 493 cm; largura, 186 cm; altura, 148 cm; entre-eixos, 297 cm
Peso: 1.770 kg
Porta-malas: 410 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 6,2 s e máxima de 235 km/h
Consumo: n/d
Tempo de recarga: 2 horas
O que tem de legal: conforto, desempenho, equipamentos e estabilidade
Fique atento: revisão sem preço fixo

FORD

Revisões até 60.000 km: R$ 3.688
Garantia: 3 anos
Garantia da bateria: 8 anos ou 60.000 km
Número de concessionárias habilitadas: 347

 (Divulgação/Ford)

Fusion Titanium Hybrid

Um dos primeiros a ter versão híbrida no país, lá em 2010, o sedã se vale do tamanho para oferecer boa dose de conforto, tanto no espaço na cabine como no rodar – pena que as baterias prejudicam o porta-malas, que cai de 514 para 392 litros.

O motor elétrico pode trabalhar até 100 km/h se o motorista for moderado com o pé direito, o que também significará economia: nos nossos testes, foram 19,2 km/l em ciclo urbano.

Ficha técnica

Preço: R$ 164.900
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.0 16V, 143 cv e 17,8 mkgf; elétrico, 120 cv e 18 mkgf; potência combinada de 190 cv
Câmbio: automático do tipo CVT, tração dianteira
Dimensões: comprimento, 487 cm; largura, 185 cm; altura, 148 cm; entre-eixos, 285 cm
Peso: 1.670 kg
Porta-malas: 392 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 10,2 s*; máxima n/d
Consumo: 16,8 km/l (urbano) e 15,1 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: espaço interno, nível de conforto, rede de concessionárias e dirigibilidade
Fique atento: porta-malas e acabamento

MINI

Revisões até 60.000 km: n/d
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: 8 anos ou 100.000 km
Número de concessionárias habilitadas: 9

 (Divulgação/Mini)

Cooper S e Countyman All4

O primeiro híbrido plug-in da Mini estreia com a promessa de manter a pegada esportiva como em um kart com eficiência energética. Para tal, se vale de motor elétrico de 88 cv que traciona a traseira, enquanto o 1.5 biturbo 136 cv traciona a dianteira.

O modo de condução é selecionado através de um botão na cabine. A lista de equipamentos é interessante, o Countryman tem mais espaço que os demais Mini, porém a suspensão das versões puramente a combustão sofrem em pisos irregulares.

Ficha técnica

Preço: R$ 199.990
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro a gasolina, 1.5 12V, turbo, 136 cv e 22,4 mkgf; traseiro elétrico, 88 cv e 16,4 mkgf; potência combinada de 224 cv
Câmbio: automático de seis marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 429 cm; largura, 182 cm; altura, 155 cm; entre-eixos, 267 cm
Peso:
1.685 kg
Porta-malas: 405 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 6,8 s e máxima de 198 km/h
Consumo: n/d
Autonomia: 40 km
Tempo de recarga: 2 horas
O que tem de legal: dirigibilidade, comportamento dinâmico, ergonomia e acabamento
Fique atento: acerto da suspensão duro

MERCEDES-BENZ

Revisões até 60.000 km: n/d
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: 10 anos
Número de concessionárias habilitadas: 55

 (Divulgação/Mercedes-Benz)

C 200 EQ Boost

Esse carrega o título de primeiro híbrido feito no Brasil, mas usa sistema parecido com o da Audi. Ou seja, o Classe C se vale do motor elétrico para ajudar a unidade a combustão em situações de maior esforço. Em resumo, um alternador transforma a energia das frenagens em elétrica e transfere isso ao conjunto nas acelerações ou em velocidades de cruzeiro.

São até 14 cv adicionais aos 183 cv do motor a gasolina turbinado e economia que pode chegar a 10% no consumo. Esse conceito é classificado como híbrido parcial e, para tal, o sedã usa bateria suplementar de 48V para o sistema elétrico.

Ficha técnica

Preço: R$ 228.900
Tipo: híbrido parcial
Motores: dianteiro, a gasolina, 1.5 16V, turbo, injeção direta, 183 cv e 28,5 mkgf; dianteiro, elétrico, 13,3 cv e 16,3 mkgf; potência combinada de 197 cv
Câmbio: automático de nove marchas, tração traseira
Dimensões: comprimento, 468 cm; largura, 202 cm; altura, 144 cm; entre-eixos, 284 cm
Peso:
1.430 kg
Porta-malas: 435 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 7,7 s e máxima de 239 km/h
Consumo: 10,2 km/l (urbano) e 13,6 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: conforto, dirigibilidade, comportamento dinâmico e acerto da suspensão
Fique atento: custo de manutenção e consumo altos

 (Divulgação/Mercedes-Benz)

AMG CLS 53 4MATIC+

O primeiro híbrido AMG pode ter desagradado aos puristas de plantão, mas já é uma realidade. O arrojado cupê quatro portas agrega motor de partida e alternador (como no C200 EQ Boost), com 21 cv adicionais, usados nas acelerações.

Há outro propulsor elétrico posicionado entre o cofre e a transmissão, que serve para ativar o compressor mecânico que atua com o motor turbo a gasolina, de seis cilindros e 435 cv.

Ficha técnica

Preço: R$ 599.900
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 3.0 24V, biturbo, compressor mecânico, 435 cv e 53 mkgf; dianteiro, elétrico, 22 cv e 25,5 mkgf; potência combinada de 457 cv
Câmbio: automático de nove marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 500 cm; largura, 206 cm; altura, 142 cm; entre-eixos, 294 cm
Peso:
1.905 kg
Porta-malas: 490 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 4,5 s e máxima de 250 km/h
Consumo: 6,5 km/l (urbano) e 9,6 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: desempenho, comportamento dinâmico e nível de equipamentos
Fique atento: custo de manutenção e consumo altos

LEXUS

Revisões até 60.000 km: R$ 5.471 (CT 200h), R$ 7.206 (NX 300h), R$ 6.813 (ES 300h), n/d LS 500h
Garantia: 4 anos
Garantia da bateria: 8 anos
Número de concessionárias habilitadas: 13

 (Divulgação/Lexus)

CT 200h

O hatch é o híbrido mais barato da marca de luxo da Toyota. Ostenta acabamento caprichado, com padrão sóbrio e meio vintage ao mesmo tempo. O conjunto reúne o motor 1.8 a gasolina com um elétrico que resultam em potência combinada de 136 cv. Assim como no Prius, são quatro modos de condução, mas só a opção Sport deixa o carro levemente mais esperto.

No Normal, se encontra o mesmo equilíbrio no rodar e a busca constante por melhor eficiência do irmão da Toyota. Consegue ser mais ligeiro que o Prius, porém mais beberrão.

Ficha técnica

Preços: R$ 135.750 (Eco) e R$ 153.300 (Luxury)
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 1.8 16V, 99 cv e 14,5 mkgf; dianteiro, elétrico, 82 cv e 21 mkgf; potência combinada de 136 cv
Câmbio: automático do tipo CVT, tração dianteira
Dimensões: comprimento, 435 cm; largura, 176 cm; altura, 149 cm; entre-eixos, 260 cm
Peso: 1.465 kg
Porta-malas: 375 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 10,3 s e máxima de 180 km/h
Consumo: 15,7 km/l (urbano) e 14,2 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: dirigibilidade, nível de equipamentos, garantia e comportamento dinâmico
Fique atento: rede de concessionárias pequena e espaço apertado no banco traseiro

 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

NX 300h

O desenho do SUV sugere robustez, ainda mais com o conjunto híbrido com três motores. Aliado ao 2.5 a gasolina de 155 cv há dois propulsores elétricos, um para cada eixo. Porém, a potência combinada fica em 194 cv, e seus mais de 1.800 kg e o câmbio CVT atrapalham o desempenho em baixo giro.

Por outro lado, o NX entrega em conforto e acabamento correto. Pode oferecer sensor que permite abertura automática da tampa do porta-malas só com o movimento dos pés, rebatimento elétrico dos encostos traseiros e controle automático da suspensão.

Ficha técnica

Preços: R$ 219.990 a R$ 249.990 (F Sport)
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.5 16V, 155 cv e 21,4 mkgf; traseiro, elétrico, 67 cv e 27,5 mkgf; dianteiro, elétrico, 143 cv e 27,5 mkgf; potência combinada de 194 cv
Câmbio: automático do tipo CVT; tração integral
Dimensões: compr., 4,64 m; larg., 1,84 m; alt., 1,64 m; entre-eixos, 2,66 m
Peso: 1.850 kg
Porta-malas: 475 litros
Desempenho: n/d
Consumo: 12,6 km/l (urbano) e 11,1 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: acabamento, conforto e posição de dirigir
Fique atento: desempenho regular e isolamento acústico fraco

 (Divulgação/Lexus)

ES 300 h

O sedã tem desenho arrojado e alia o motor a gasolina quatro cilindros com um elétrico que entregam potência combinada de 217,5 cv e quatro modos de condução. O conforto ao rodar e a bordo são os destaques. Os cinco passageiros desfrutam de bom espaço para pernas, silêncio na cabine e boa leva de equipamentos.

Tem airbags laterais para os ocupantes de trás, carregador de celular sem fio e bancos dianteiros com ajustes elétricos, memória, ventilação e aquecimento. Pelo preço, contudo, deve em itens de condução semiautônoma.

Ficha técnica

Preço: R$ 239.990
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.5 16V,  178 cv e 22,5 mkgf; dianteiro, elétrico, 118 cv e 20,2 mkgf; potência combinada de 218 cv
Câmbio: automático do tipo CVT, tração dianteira
Dimensões: comprimento, 497 cm; largura, 186 cm; altura, 144 cm; entre-eixos, 2,87 m
Peso: 1.680 kg
Porta-malas: 473 litros
Desempenho: n/d
Consumo: 16,2 km/l (urbano) e 15,4 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: conforto, espaço interno e isolamento acústico
Fique atento: ausência de itens de condução semiautônoma

 (Divulgação/Lexus)

LS 500h

O enorme sedã está num patamar acima (bem acima) dos irmãos da marca. Principalmente pelo preço e nível de conforto. O patrão que for no banco de trás desfruta de telas individuais de 12 polegadas e outra sensível ao toque embutida no descanso de braço central para ele regular o ar-condicionado.

Quem for dirigir pode estranhar a economia e o desempenho. O V6 a gasolina de 299 cv em conjunto com o elétrico de 179 cv sugerem esportividade, mas trata-se de um carro pesado (2,2 toneladas) e as respostas são lentas.

Ficha técnica

Preço: R$ 760.000
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 5.5 24V, V6, 299 cv e 37,5 mkgf; dianteiro, elétrico, 179 cv e 30,6 mkgf; potência combinada de 359 cv
Câmbio: automático do tipo CVT com 10 marchas simuladas, tração traseira
Dimensões: comprimento, 523 cm; largura, 190 cm; altura, 145 cm; entre-eixos, 312 cm
Peso: 2.200 kg
Porta-malas: 430 litros
Desempenho: n/d
Consumo: 10,1 km/l (urbano) e 11,5 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: nível de equipamentos, conforto, espaço interno e dirigibilidade
Fique atento: ergonomia razoável e revisões sem preço fixo

PORSCHE

Revisões até 60.000 km: R$ 24.000 (4 E-Hybrid) e R$ 25.602 (S E-Hybrid e Turbo S)
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: 5 anos ou 120.000 km
Número de concessionárias habilitadas: 10

 (Divulgação/Porsche)

Panamera 4 E-Hybrid

Que os puristas nos perdoem, mas a Porsche manteve sua essência esportiva com a tec-nologia híbrida. O motor elétrico de 136 cv funciona já nas primeiras (e rápidas) a acelerações e pode rodar até 50 km só nesse modo. Ele atua em conjunto com o V6 2.9 biturbo a gasolina de 330 cv – só o ronco não é tão grave como nas versões “civis” do Panamera.

O comportamento dinâmico exemplar e a direção firme e direta estão lá. Nos testes da QUATRO RODAS, obteve excelente média urbana de 28,6 km/l – e 11,6 km/l na estrada.

Ficha técnica

Preço: R$ 528.768
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.9 24V, V6, biturbo, 330 cv e 45,9 mkgf; elétrico, 136 cv e 40,8 mkgf; potência combinada de 462 cv Câmbio: automatizado de dupla embreagem e oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 504 cm; largura, 193 cm; altura, 142 cm; entre-eixos, 295 cm
Peso: 2.170 kg
Porta-malas: 405 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 4,6 s e máxima de 278 km/h
Consumo: 17,8 km/l (urbano) e 25,7 km/l (rodoviário)
Autonomia: 50 km
Tempo de recarga: 8 horas ou 4 horas
O que tem de legal: desempenho, comportamento dinâmico, acerto da suspensão e dirigibilidade
Fique atento: garantia do sistema de baterias de apenas 5 anos

 (Divulgação/Porsche)

Panamera Turbo S E-Hybrid

Ironia do destino: o Panamera turbo de mais de R$ 1,2 milhão é o mais potente de todos os tempos e é… híbrido. Aqui o V8 de 550 cv trabalha com o elétrico de 136 cv resultando em colossais 680 cv e 86,7 mkgf distribuídos pelas quatro rodas. O 0-100 km/h é feito em 3,4 s.

Para segurar esse bicho, diversos dispositivos entram no Turbo S. Estão lá discos de freio de cerâmica, controle dinâmico de chassi e sistema de vetorização de torque.

Ficha técnica

Preço: R$ 1.233.016
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro, a gasolina, 4.0 32V, V8, biturbo, 550 cv e 78,5 mkgf; elétrico, 136 cv e 40,8 mkgf; potência combinada de 680 cv Câmbio: automatizado de dupla embreagem e oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 504 cm; largura, 193 cm; altura, 142 cm; entre-eixos, 295 cm
Peso: 2.310 kg
Porta-malas: 405 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 3,4 s e máxima de 310 km/h
Consumo: 16,5 km/l (urbano) e 22,3 km/l (rodoviário)
Autonomia: 50 km
Tempo de recarga: 8 horas ou 4 horas
O que tem de legal: desempenho, comportamento dinâmico, acerto da suspensão e dirigibilidade
Fique atento: garantia do sistema de baterias de apenas 5 anos

Toyota

Revisões até 60.000 km: R$ 3.875
Garantia: 3 anos
Garantia da bateria: 8 anos
Número de concessionárias habilitadas: 256

 (Divulgação/Toyota)

Prius

Talvez o mais famoso híbrido do mundo, a quarta geração do Prius traz um motor elétrico que garante as manobras e acelerações até 50 km/h. Já o motor 1.8 a gasolina entra em ação de modo muito discreto. O desempenho é gradual, com nível de rotações constante, cadenciado pelo câmbio CVT.

E são quatro modos de condução: Normal, Eco (que prioriza a eletricidade), Power (otimiza a combustão) e EV (para manobras). O resultado é um consumo de 23,8 km/l na cidade nos testes feitos por QUATRO RODAS.

Ficha técnica

Preço: R$ 125.450
Tipo: híbrido
Motores: dianteiro, a gasolina, 1.8 16V, 98 cv e 14,2 mkgf; dianteiro, elétrico, 72 cv e 16,6 mkgf; potência combinada de 123 cv
Câmbio: automático do tipo CVT, tração dianteira
Dimensões: comprimento, 454 cm; largura, 176 cm; altura, 149 cm; entre-eixos, 270 cm
Peso: 1.400 kg
Porta-malas: 412 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 12,1 s* e máxima de 165 km/h
Consumo: 18,9 km/l (urbano) e 17,0 km/l (rodoviário)
O que tem de legal: custo de manutenção, espaço interno, recuperação de energia e dirigibilidade
Fique atento: frente baixa e freio de estacionamento por pedal

VOLVO

Revisões até 60.000 km: R$ 10.994 (XC60 e S90), R$ 10.544 (XC90)
Garantia: 2 anos
Garantia da bateria: 5 anos
Número de concessionárias habilitadas: 35

 (Divulgação/Volvo)

XC60 T8 R-Design

O conjunto deste XC60 R-Design é o mesmo do XC90, com o motor turbo de 320 cv na dianteira e o elétrico de 87 cv na traseira. Ele também oferece os cinco modos de condução do SUV maior: Hybrid, Pure, AWD, Individual e Power. O irmão menor chama a atenção pelo isolamento acústico primoroso e comportamento dinâmico mais acertado.

Entre os detalhes da versão, alavanca de câmbio feita de cristal Orrefors, a central que lembra um tablet com tela de 12,3 polegadas e som Harman-Kardon.

Ficha técnica

Preço: R$ 299.950
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.0 16V, turbo, compressor, 320 cv e torque de 40,8 mkgf; traseiro, elétrico, 87 cv e 24,5 mkgf; potência combinada de 407 cv
Câmbio: automático de oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 4,68 m; largura, 190 cm; altura, 165 cm; entre-eixos, 286 cm
Peso: 2.174 kg
Porta-malas: 505 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 5,3 s e máxima de 230 km/h
Consumo: 19,0 km/l (urbano) e 20,0 km/l (rodoviário) no modo Hybrid
Autonomia: 40 km no modo Pure
Tempo de recarga: 6 horas em tomada convencional 220 V e 2h30 na recarga rápida
O que tem de legal: desempenho, isolamento acústico, comportamento dinâmico
Fique atento: custo das revisões elevado

 (Divulgação/Volvo)

Volvo XC90 T8

A Volvo banca a adaptação de um carregador rápido na casa do dono do XC90, o que faz a recarga cair das 7 horas em uma tomada comum de 220V, para 3 horas. Isso garante o funcionamento do motor elétrico de 87 cv, que atua em conjunto com o 2.0 a gasolina de 320 cv.

Porém, o que mais salta aos olhos, além do requinte a bordo, do comportamento de sedã e da central multimídia que remete a um tablet, é o consumo. Em nossos testes, ele fez 34,5 km/l na cidade e 25 km/l, na estrada. E isso no modo de condução Power.

Ficha técnica

Preços: R$ 454.950 (Intense) e R$ 509.950 (Excellence)
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.0 16V, turbo, compressor, 320 cv e 40,8 mkgf; traseiro, elétrico, 87 cv e 24,5 mkgf; potência combinada de 407 cv
Câmbio: automático de oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 495 cm; largura, 200 cm; altura, 177 cm; entre-eixos, 298 cm
Peso: 2.354 kg
Porta-malas: 751 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 5,6 s e máxima de 230 km/h
Consumo: 21,3 km/l (urbano) e 25,6 km/l (rodoviário) no modo Hybrid
Autonomia: 40 km no modo Pure
Tempo de recarga: 8 horas em tomada convencional 220 V e 3 horas em estação especial de recarga rápida
O que tem de legal: desempenho, conforto, sofisticação e consumo
Fique atento: custo das revisões elevado

 (Divulgação/Volvo)

S90 T8 Inscription

O grande três-volumes da Volvo carrega as mesmas características técnicas de seus companheiros híbridos de vitrine, mas com algumas doses superlativas. Motorista fica muito à vontade, os 2,94 m de entre-eixos garantem espaço de sobra para os passageiros de trás e o porta-malas comporta 500 litros.

Aliado a isso, está o acabamento primoroso e refinado do sedã executivo. O painel é sem exageros e a cabine traz detalhes no acabamento de madeira e aço escovado. A lista de equipamentos é generosa e a central multimídia (sim, aquela que lembra o tablet) agrega som Bowers & Wilkins.

Ficha técnica

Preço: R$ 365.950
Tipo: híbrido plug-in
Motores: dianteiro, a gasolina, 2.0 16V, turbo, compressor, potência de 320 cv e torque de 40,8 mkgf; traseiro, elétrico, 87 cv e 24,5 mkgf; potência combinada de 407 cv
Câmbio: automático de oito marchas, tração integral
Dimensões: comprimento, 496 cm; largura, 188 cm; altura, 144 cm; entre-eixos, 294 cm
Peso: 2.031 kg
Porta-malas: 500 litros
Desempenho: 0 a 100 km/h em 4,9 s e máxima de 250 km/h
Consumo: 21,3 km/l (urbano) e 25,6 km/l (rodoviário) no modo Hybrid
Autonomia: 40 km no modo Pure
Tempo de recarga: 7 horas em tomada convencional 220V e 3 horas em estação especial de recarga rápida
O que tem de legal: conforto, acabamento, dirigibilidade e consumo
Fique atento: custo de manutenção elevado

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s