Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Audi A3 Cabriolet

Antes baseado na versão hatch, o modelo agora tem linhas mais próximas às da carroceria sedã

Por Péricles Malheiros Atualizado em 8 nov 2016, 17h51 - Publicado em 13 nov 2014, 19h01
impressoes

A geração anterior do Audi A3 Cabriolet, criada a partir do hatch, nem sequer foi trazida para o Brasil. Não tem problema: a nova geração, baseada no sedã e já à venda no país, está muito mais atual, bonita e cheia de charme – e, claro, mais espaçosa, principalmente no porta-malas.

Ela é oferecida com uma única configuração mecânica: motor quatro cilindros 1.8 turbo de 180 cv e câmbio de sete marchas e dupla embreagem. O 1.8 é alimentado por um sistema duplo de injeção de gasolina, um diretamente nas câmaras de combustão e outro convencional, no coletor de admissão. A explicação, segundo a Audi, é que em rotações médias, constantes e com baixa carga de exigência de aceleração (como uma viagem a 120 km/h, por exemplo), o sistema indireto se mostra mais eficiente que o direto quanto a consumo e emissões de poluentes.

Testado na pista, o conversível, de fato, mostrou apetite moderado, apesar do fôlego de esportivo nas provas dinâmicas.

Na cabine, o bom nível de acabamento torna o convívio prazeroso, mas prepare-se para fazer um investimento extra (além do valor de base, R$ 159 800) para ter um modelo tão completo quanto a versão cedida pela Audi. O sistema multimídia MMI Plus é o único opcional, de R$ 9 900. Ele é um dos grandes destaques, pois acrescenta GPS com gráficos 3D e um seletor giratório de funções no console cuja superfície é sensível ao toque. Para introduzir um endereço, por exemplo, basta desenhar cada letra sobre ela, como se estivesse escrevendo com a ponta do dedo.

Continua após a publicidade

O acionamento da capota de tecido com estrutura de magnésio também é feito a partir de botões no console. Em apenas 18 segundos ela abre ou fecha completamente e pode ser ativada a até 50 km/h. Recolhida, salta aos olhos a moldura de metal com acabamento fosco que contorna toda a linha de cintura e emoldura o para-brisa.

Agora imitando as linhas de um sedã, o A3 conversível remete ao irmão maior e mais caro, o A5 Cabriolet.

VEREDICTO

O lançamento cobra caro pelo charme da capota conversível. São exatos R$ 25.180 a mais que o A3 sedã.

Continua após a publicidade

Publicidade