Clique e assine por apenas 5,90/mês

Ação comparada

Por Redação - Atualizado em 26 dez 2016, 17h54 - Publicado em 23 dez 2013, 10h00

Por Péricles Malheiros

60 219 km

Praxe no Longa Duração, testamos cada carro da frota no início (aos 1 000 km) e no fim da jornada (aos 60 000 km). Quando algo não vai bem com a saúde do veículo, os sintomas são detectados com a comparação dos testes de pista. “Ela é boa como check-up, mas nem sempre a estabilidade dos números significa que está tudo bem”, ressalta Fabio Fukuda, consultor técnico de QUATRO RODAS e responsável pelo desmonte completo, aos 60 000 km, para análise das peças.

No caso do EcoSport, os números obtidos em nosso campo de provas, em Limeira (SP), sinalizam os bons efeitos da alta quilometragem: discreta melhora nas provas de aceleração e retomada e também nas de consumo. “Por mais que os motores sejam construídos com ferramentais de alta precisão, a acomodação das peças internas [o popular amaciamento] ainda surte efeito em alguns modelos”, diz Fukuda.

O Eco está ligeiramente mais ágil: o 0 a 100 km/h diminuiu de 12,4 para 12,2 segundos com etanol. Ainda que por pequena vantagem, as retomadas (40 a 80, 60 a 100 e 80 a 120 km/h) estão todas mais rápidas: respectivamente de 8,6 para 8,3, de 12,5 para 12,1 e de 24,2 para 21,6 segundos. No consumo, a melhora foi mais significativa no rodoviário (de 9,8 para 10,5 km/l) do que no urbano (de 7,9 para 8,1 km/l). A única piora foi no ruído em ponto morto, que subiu de 38,3 para elevados 44,7 dB. A razão? Talvez o desmonte explique.

Consumo

No mês (29% na cidade) – Etanol 7,6 km/l
Desde dez/12 (23,9% na cidade) – Etanol 7,8 km/l

Continua após a publicidade

Principais ocorrências

6 290 km Marcador de combustível indica nível abaixo do real
8 968 km Alarme dispara com o carro estacionado sob chuva intensa
9 326 km Substituição de braços e palhetas do para-brisa em garantia. Estavam trepidando
10 857 km Palheta do para-brisa voltou a vibrar
16 308 km Espelho do para-sol direito solto
16 645 km Portinhola de acesso ao bocal de abastecimento do tanque solta
17 669 km Borracha da porta traseira direita solta
18 565 km Alarme dispara com o carro estacionado sob chuva intensa
24 792 km Portinhola de acesso ao bocal de abastecimento do tanque solta
24 901 km Marcador de combustível indica nível abaixo do real
36 909 km Ar-condicionado fraco. Ganhou recarga de gás, mas voltou a enfraquecer
45 307 km Ruídos nas acelerações e retomadas. Detectada ruptura no coxim do câmbio
45 358 km Portinhola de acesso ao bocal de abastecimento do tanque solta
57 939 km Lâmpada de freio direita queimada. Compramos e trocamos por conta própria

Diário

650_longaeco_02

 

Missão cumprida: EcoSport atinge 60 000 km

Continua após a publicidade
Publicidade