Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novo Honda City Hatch estreia no Brasil em 2022, mas já roda em testes

Sucessor do Honda Fit corrobora fontes e começa a se preparar para o lançamento brasileiro na virada do ano

Por Eduardo Passos Atualizado em 13 ago 2021, 21h44 - Publicado em 14 ago 2021, 06h00
Honda City Hatch flagrado na cidade paulista de Americana
Honda City Hatch flagrado na cidade paulista de Americana Thiago G. Rodrigues/Quatro Rodas

Se antes pairavam dúvidas quanto ao fim do Honda Fit, recentes flagras obtidos por QUATRO RODAS reforçam a informação de que o novo City Hatch se prepara para ser vendido no Brasil, substituindo o longevo monovolume. A poucos meses do seu lançamento, previsto para o começo de 2022, o modelo já começa a aparecer nas ruas brasileiras sem muito disfarce.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Um dos primeiros “contatos imediatos” com o modelo ocorreu na cidade paulista de Americana, onde o leitor Thiago Gomes Rodrigues teve a sorte de cruzar com um zebrado despretensioso e foi ágil nas fotos.

city hatch
Divulgação/Honda

Elas não deixam dúvida quanto à intimidade do mascarado, lançado no mercado tailandês ao final de 2020. Dando pistas do que haverá no Brasil vale olhar para a Ásia, onde o City Hatchback é vendido em duas versões — uma delas híbrida, equipada com motor 1.5 e dois elétricos, como o novo Accord brasileiro.

  • Esse é o City Hatchback e:HEV, que atinge 109 cv e 25,5 kgfm movido pela dupla elétrica, já que o 1.5 de quatro cilindros não impulsiona o modelo, mas apenas recarrega as baterias quando necessário. A eficiência do sistema não exige mais do que seus impressionantes 28 km/l como prova de economia.

    City hatch sedan 2022
    Modelo foi lançado em novembro de 2020 na Tailândia, onde é chamado de City Hatchback Divulgação/Honda

    O modelo que chegará ao Brasil num primeiro momento (se não em definitivo) é, na verdade, o City Hatch equipado apenas motor 1.5 aspirado; mas não o velho i-VTEC de 116 cv e 15,3 kgfm vendido no Brasil e usado para recarregar as bateria do híbrido.

    Continua após a publicidade

    Nessa nova unidade de 130 cv saem a injeção multiponto, o cabeçote com comando simples e variação na admissão e os tuchos mecânicos, dando lugar ao novo cabeçote com duplo comando de válvulas variável, tuchos hidráulicos e injeção direta flex usado no Fit europeu (Honda Jazz). O câmbio CVT com simulação de sete marchas seguirá o mesmo.

    Motor 1.0 turbo ficará inicialmente restrito à Ásia
    Motor 1.0 turbo ficará inicialmente restrito à Ásia Divulgação/Honda

    Na Tailândia, o Honda City Hatchback é vendido nas versões S+, SV e RS, que custam entre os equivalentes a R$ 94.430 e R$ 118.000, respectivamente. A grande mudança em relação ao City sedã é no porta-malas, já que o entre-eixos e grande parte da mecânica é idêntica.

    Enquanto todos cobiçam o segmentos de SUVs Honda vê oportunidades na briga dos hatches
    Enquanto todos cobiçam o segmentos de SUVs Honda vê oportunidades na briga dos hatches Thiago G. Rodrigues/Quatro Rodas

    Bem equipado e sonhando em ser um hot hatch, o City caçula também oferece pacote de estética esportiva opcional. Seus itens de série fazem jus à filosofia da Honda, sempre valorizando a ação humana sobre a máquina. Portanto a tecnologia é bem aproveitada em itens de segurança e automação veicular, mas sem que o modelo seja repleto de telas e conectividade.

    City hatch sedan 2022
    Sistema Ultra Seat permite transportar cargas maiores dentro do carro Divulgação/Honda

    Ainda que a escassez de matérias-primas torne qualquer previsão mais especulativa do que nunca, a Honda deverá lançar o City Hatch ainda no primeiro trimestre de 2022, poucos meses após a chegada da nova geração do sedã compacto.

    No primeiro momento a dupla usará apenas o motor 1.5 aspirado — questão de tempo e confiança para que o 1.0 turbo usado na Tailândia, com 122 cv também seja usado no Brasil em versão flex.

    Cabine tem espaço de sedã e estilo mais ousado que a média
    Cabine tem espaço de sedã e estilo mais ousado que a média Divulgação/Honda

    A estratégia servirá para manter o Hatch na briga contra semelhantes e SUVs compactos, enquanto o sedã compete contra Fiat Cronos, Chevrolet Onix Plus, Hyundai HB20s e Volkswagen Virtus, entre outros.

    Quase simultaneamente o novo Honda Civic será importado do Canadá com um 1.5 turbo de 182 cv — em versão única e bem posicionado entre City e Accord o icônico modelo buscará se reabilitar no derby contra o Toyota Corolla e outros sedãs médios, cada vez mais à frente.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Edição de julho
    A edição 747 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Quatro Rodas/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade