Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Honda City e:HEV é versão híbrida que promete fazer 27,8 km/l

Nova geração do sedã ganhou opção eletrificada na Tailândia; por aqui, modelo terá inédito motor 1.0 turbo flex

Por Gabriel Aguiar 27 nov 2020, 16h47
Honda City híbrido
Versão é baseada na opção topo de linha RS Divulgação/Honda

O Honda City terá papel importante para a marca no mercado brasileiro e, na Tailândia, acaba de ganhar a opção e:HEV com motorização híbrida. Com base na versão sedã, o sedã compacto promete conseguir rendimento de até 27,8 km/l com gasolina.

Como destaque, o estreante tem um sistema elétrico de 108 cv e 25,8 kgfm em conjunto com o quatro cilindros 1.5 a gasolina, trabalhando com o ciclo Atkinson – que privilegia eficiência – de 98 cv e 12,9 kgfm.

A Black Friday já começou na Quatro Rodas! Clique aqui e assine por apenas R$ 5,90

Lá fora, o City e:HEV será oferecido apenas na configuração topo de linha RS. E, pelo menos no visual, não haverá diferenças significativas em relação à versão convencional, que também recebeu detalhes escurecidos e iluminação com leds.

Honda City híbrido
Não há confirmação de chegada a outros mercados Divulgação/Honda

Em relação à lista de equipamentos, há central multimídia com Apple CarPlay e câmera de ré, revestimento dos bancos com material sintético que imita couro e camurça. Mas só a opção híbrida tem borboletas para controlar os freios regenerativos.

  • Por enquanto, não há confirmação de chegada dessa configuração a outros mercados fora da Ásia. Para o Brasil, o City deverá ser oferecido com um inédito motor 1.0 turbo flex, que deverá superar os 130 cv de potência abastecido com etanol.

    Honda City híbrido
    Motor a combustão trabalha com ciclo Atkinson, mais eficiente Divulgação/Honda

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Capa 739
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade