Clique e assine por apenas 8,90/mês

Honda Fit japonês com cara “fofa” é registrado no Brasil, mas não se anime

Previsto para chegar ao Brasil nos próximos meses, novo Fit tem sua versão japonesa registrada, mas é a chinesa que deve realmente ser lançada por aqui

Por Daniel Telles - 30 jun 2020, 13h13
Versão nipônica é tem traços bem arredondados Inpi/Reprodução

No dia 31 de outubro de 2019, QUATRO RODAS desembarcava no Japão para conhecer a nova geração do Honda Fit, apresentada no Salão de Tóquio.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Relembre no vídeo como ficou a quarta geração do Fit, voltada para o mercado japonês:

Pois, exatamente sete meses depois, a Honda registrou o desenho da versão japonesa do monovolume no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

Entretanto, o registro deve servir apenas para resguardar o design.

Isso porque a aposta de QUATRO RODAS é que a versão que será lançada no Brasil entre o final deste ano e o princípio de 2021 terá mais a ver com o Fit chinês, apresentado recentemente.

Novo Fit chinês chega a lembrar o nosso Fit de segunda geração. Nesta variante, os faróis são monoparábola e sequer têm projetor Divulgação/Honda

As diferenças mais substanciais estão justamente na dianteira.

Enquanto a versão nipônica tem uma anatomia mais arredondada e grade estreita, a configuração chinesa apresenta aspecto mais agressivo, com grade falsamente mais larga e para-choque exclusivo.

Continua após a publicidade
Traseira quase não muda em relação ao modelo japonês, mas tem lanternas escurecidas e para-choque mais proeminente Divulgação/Honda

A traseira segue o mesmo padrão nos dois modelos, com lanternas bipartidas, que no modelo chinês são enegrecidas.

Sob o capô, a Honda deve adotar para o Fit brasileiro o mesmo motor 1.0 turbo iVTEC utilizado na Europa, com potência próxima dos 130 cv e torque de 21 kgfm na variante flex, associado a câmbio manual ou CVT.

O interior deve contar como nova central multimídia posicionada na horizontal, volante multifuncional e painel de instrumentos digital.

Painel do novo Fit chinês dá indícios de como será o interior do modelo nacional Divulgação/Honda

A hipótese da chegada de uma versão híbrida, que seria algo inédito no segmento dos compactos, também ganhou força nos últimos meses. Os detalhes, no entanto, ainda são escassos.

Versão aventureira também foi registrada

Versão aventureira Crosstar também será vendida na China e tem grade e para-choque exclusivos Divulgação/Honda

Antes mesmo de registrar a versão convencional, a Honda tratou de apresentar ao Inpi o desenho de uma configuração aventureira do Fit.

Versão aventureira pode tomar o lugar do WR-V Inpi/Reprodução

Vendido na Ásia com o sobrenome “Crosstar”, o modelo conta com apliques de plástico nas laterais e outros detalhes como limpador de parabrisa traseiro e barras longitudinais no teto.

O Fit Crosstar já foi apresentado no mercado chinês e pode pintar por aqui para substituir o Honda WR-V, que nunca emplacou.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Fernando Pires/Quatro Rodas

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade