Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Fiat Cronos terá motor 1.0 e câmbio CVT para matar Grand Siena e motor 1.8

Recusando briga com sedãs mais caros, Cronos será simplificado para absorver público do Grand Siena

Por Eduardo Passos Atualizado em 6 ago 2021, 20h10 - Publicado em 6 ago 2021, 14h00
Novo Fiat Cronos S-Design 2022
Resto da linha 2022 do Fiat Cronos chegará com novidades Divulgação/Fiat

Quando a linha 2022 do Fiat Cronos foi anunciada várias coisas pareciam incompletas. A marca dava todo destaque à série especial S-Design, um pacote opcional de R$ 4.650 na versão Drive, enquanto não havia menção aos modelos com transmissão automática e motor 1.8, no topo da linha, que continuam à venda como modelo 2021.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Mas esse quebra-cabeças começa a tomar forma. QUATRO RODAS apurou que há versões inéditas do sedã fabricado na Argentina chegando ao Brasil. Contudo, serão um pouco diferentes do que se esperava, pois serão responsáveis tanto por substituir as versões com motor 1.8 e câmbio automático, quanto o Grand Siena.

Enquanto as apostas eram de que o carro mais vendido da Argentina ganharia o mesmo 1.0 12V turboflex do Pulse, previsto para se tornar o mais potente dessa cilindrada no Brasil, quem será usado é o três cilindros 1.0 6V aspirado, de 77 cv, presente no Argo e anteriormente usado no Mobi e no Uno. Por ora, o 1.0 turboflex está descartado para o sedã.

FiatCronos13MT
Fiat Cronos 1.0 será virtualmente igual ao Cronos 1.3 MT Divulgação/Fiat

A ideia faz mais sentido do que parece, e envolve o fim do Grand Siena, cujo público-alvo será absorvido por um sedã mais moderno e preparado para legislações ambientais e de segurança. Ao mesmo tempo, o Cronos 1.0 descerá do salto e, com preço na casa dos R$ 60.000, brigará com Hyundai HB20s, Chevrolet Onix Plus e o Volkswagen Voyage, de saída — todos em suas versões básicas e câmbio manual.

Continua após a publicidade
  • Outra novidade do Cronos 2022 é o câmbio automático CVT com simulação de sete marchas, que será oferecida junto ao atual motor 1.3 8V de 109 cv já na versão Drive, à venda com câmbio manual a partir de R$ 82.104, e que até 2019 era oferecido com câmbio automatizado GSR (uma atualização do Dualogic).

    Novo Fiat Cronos Drive 2021
    Fiat Cronos Drive ganhará opção de câmbio CVT Divulgação/Fiat

    Além de ser mais eficiente, o câmbio CVT (que seria o mesmo Aisin que equipa o Toyota Yaris) não tem a rejeição dos câmbios automatizados e permitirá que a Fiat tenha um carro competitivo entre os sedãs sem embreagem. 

    Adeus ao Cronos 1.8

    O Cronos Precision mudará ainda mais: além de receber a nova transmissão CVT, será dividido em versões com o mesmo 1.3 GSE das versões mais básicas ou com o atual 1.8 e.TorQ de 139 cv. Mas essa coexistência é questão de tempo e só vai durar enquanto houver estoque das versões 1.8.

    Cronos tem nova grade com logo estampado na dianteira
    Série de mudanças colocou futuro do Cronos HGT ainda mais em xeque Divulgação/Fiat

    Com o quebra-cabeça quase completo a tendência era de que as versões topo-de-linha do Cronos recebessem o mesmo 1.0 turbo do Pulse, perdendo alguns cavalos mas ganhando alguns quilos de torque e, principalmente, muita eficiência. É o que faltaria para que o sedã carregador de piano brigue também na zona de transição entre sedãs compactos e intermediários como o Volkswagen Virtus.

    A realidade é mais sem graça e o Cronos turbo sequer está nos planos breves da Fiat. Cotado a nada competitivos R$ 98.990 (R$ 102.246 em São Paulo), o esportivado HGT tende a sumir, assim como seu motor 1.8 E.torQ de 139 cv. O Cronos Precision passará pela transição e no ano-modelo seguinte já deverá ter superado sua relação com longevo motor.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Edição de julho
    A edição 747 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Quatro Rodas/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade