Clique e assine por apenas 5,90/mês

VW T-Cross indiano ressuscita nome Taigun e tem lanterna mais sofisticada

Modelo aproveita nome do antigo conceito de SUV derivado do Up!, mas traz lanternas traseiras com faixa central que acende de verdade

Por Daniel Telles, Leonardo Felix - Atualizado em 3 fev 2020, 12h25 - Publicado em 3 fev 2020, 12h22
T-Cross indiano recebeu o nome de Taigun Divulgação/Volkswagen

A Volkswagen aproveitou o Salão do Automóvel de Nova Delhi, Índia, para apresentar o Taigun, uma versão do nosso T-Cross, voltada para o mercado indiano.

Pode ser que o nome do modelo não tenha lhe soado estranho e há razões para isso. Taigun foi o nome escolhido pela marca alemã para o projeto de um SUV subcompacto, derivado do Up!, desenvolvido a partir de 2012.

O protótipo chegou até mesmo a ser apresentado no Salão de São Paulo daquele ano, mas acabou não indo adiante por inúmeras razões. Em 2022, o Taigun brasileiro ganhará um sucessor na vida real, o projeto A0 SUV., que nada tem a ver com o Taigun indiano.

Aliás, precisamos fazer uma correção. Diferentemente do que publicamos na última semana, o teaser revelado pela VW na Índia era do Taigun indiano (derivado do nosso T-Cross), e não do nosso A0 SUV.

Pedimos desculpas aos leitores pelo erro e aproveitamos para reforçar: o A0 SUV será lançado em 2022 com base na plataforma MQB A0 IN, tendo cerca de 4 metros de comprimento, 2,53 m de entre-eixos e motor 1.0 turbo flex.

Continua após a publicidade

Terá preço popular e sua chegada porá em xeque a continuidade de Gol, Fox e Up!, matando pelo menos dois desses três modelos.

Adesivo na terceira coluna, traseira iluminada e rodas de 19 polegadas são pequenas mudanças em relação à versão brasileira Divulgação/Volkswagen

Mas voltemos a falar do Taigun indiano, cuja base também é a MQB A0 IN, porém com 2,65 metros de entre-eixos e 4,20 m de comprimento, mesmas medidas do T-Cross brasileiro.

Além das dimensões, o modelo asiático compartilhará quase todos os elementos com o SUV brasileiro, com exceção da dianteira. Isso porque a frente da versão indiana é a mesma do T-Cross chinês.

As diferenças em relação ao brasileiro são basicamente o capô redesenhado, grades mais largas e para-choques com tomada de ar maior, faróis de neblina diferente e mais detalhes cromados, em formato de osso de cachorro.

Em relação ao nosso T-Cross, a dianteira é a parte que mais muda Divulgação/Volkswagen

Outro detalhe é que as lanternas traseiras do Taigun são funcionais de fora a fora, diferentemente do nosso T-Cross, cuja iluminação ocorre somente nas extremidades, sendo a faixa central apenas reflexiva.

O motor do Taigun indiano será o mesmo 1.0 turbo que equipa as versões de entrada e intermediária do nosso T-Cross. O modelo começará a ser vendido na Índia a partir do segundo semestre de 2021.

Continua após a publicidade
Publicidade