Já tem preço: Volkswagen Virtus parte de R$ 59.990

Versão sedã do Polo começa a chegar às concessionárias ainda em janeiro com preços entre R$ 59.990 e R$ 79.990

Vinco lateral casou melhor com o Virtus do que com o Polo (Christian Castanho/Quatro Rodas)

A Volkswagen apresentou oficialmente o Virtus – a versão três-volumes do novo Polo. O sedã chega às lojas ainda este mês custando entre R$ 59.990 e R$ 79.990.

Os preços revelam um ponto fraco da novidade. A opção topo de linha (Highline), equipada com motor 1.0 TSI e câmbio automático de seis marchas, é R$ 10.800 mais cara do que o Polo Highline – e ambos têm basicamente o mesmo conteúdo.

Na versão Comfortline, a diferença cai para ainda salgados R$ 8.300 e para aceitáveis R$ 5.000 na configuração de entrada, 1.6.

Até a coluna B, tudo igual ao Polo. Dalí para trás, tudo diferente (e maior) (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Se você se encantou pelo Virtus das fotos, vale o aviso: completo, com pintura metálica, painel digital, rodas aro 17, couro, tela de 8 polegadas e outros itens menores, o preço deve passar dos R$ 85.000 (a VW ainda não divulgou os preços da lista de equipamentos opcionais).

Painel digital é item opcional na versão Highline (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Com medidas generosas, o Virtus é um carro de presença. As carrocerias hatch e sedã da geração anterior do Polo brasileiro (lançada em 2002) tinham os mesmos 246 cm entre os eixos e nenhuma jamais figurou entre os carros mais vendidos de seus respectivos segmentos.

Ainda que a duras penas, a Volkswagen parece ter aprendido a lição. Para começar, adotou uma estratégia diferente da Fiat ao esticar o seu hatch.

Em vez de manter o entre-eixos e adaptar portas traseiras, teto e porta-malas, engenheiros e designers alemães e brasileiros se valeram da modularidade da plataforma MQB e alteraram também o entre-eixos (de 256,5 cm para 265,1 cm).

Com 448,2 cm de comprimento, 175,1 cm de largura e 147,2 cm de altura, o Virtus impressiona pelo porte quando comparado a rivais veteranos, como Hyundai HB20S (423 x 168 x 147 cm) e Prisma (428,2 x 170,5 x 147,8 cm).

Perfil lembra o Jetta de nova geração (Christian Castanho/Quatro Rodas)

E, especialmente na versão Highline completa, o interior também é de encher os olhos. Assim como no Polo, o acabamento é elogiável. O motorista tem a seu dispor volante, banco e retrovisores com grande amplitude e facilidade de ajuste, o que permite o uso compartilhado por pessoas de estaturas bem diferentes.

Cabine se destaca pela elevada qualidade de materiais e montagem (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Mas conforto de verdade tem quem viaja no banco traseiro. Ainda que os dianteiros estejam totalmente recuados, as pernas não são espremidas. O espaço para cabeça e na altura dos ombros e cotovelos também é bom.

Melhor que isso, só se o assoalho fosse plano na região central, como no Honda City – que também briga entre os sedãs compactos e receberá um facelift até março.

Espaço interno traseiro é um dos pontos fortes do Virtus (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O porta-malas, com 521 litros, está entre os maiores do segmento. Bastante ampla, a boca do compartimento facilita a acomodação de objetos volumosos. Se estiver equipado com a prancha (opcional), que permite a elevação do fundo, melhor ainda.

Ao volante, a maciez da suspensão notada no Polo se repete, muito embora a melhor distribuição de massa do sedã tenha atenuado a forte tendência de saídas de frente.

Couro é opcional nos dois modelos (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Ficha Técnica

  • Preço: R$ 79.900
  • Motor: gas., diant., transv., três cilindros, 999 cm3, 12V, turbo, 128/116 cv a 5.500 rpm, 20,4 mkgf a 2.000/3.500 rpm
  • Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira
  • Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
  • Freios: discos ventilados (diant.) e sólidos (tras.)
  • Direção: elétrica
  • Pneus: 205/50 R17
  • Dimensões: compr., 448,2 cm; largura, 175,1 cm; alt., 147,2 cm; entre-eixos, 265,1 cm; peso, 1.192; tanque, 52 l; porta-malas, 521 l
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Caio Dourado

    59 mim em um carro 1.0. onde esse Brasil vai parar?? Aposto que vai ter muito idiota que vai comprar..
    Acorda gente!

  2. Ricardo Diniz

    Esse não tem motor 1.0 aspirado. versão de entrada de 59990 é 1.6

  3. Marciano marcianojm

    Acorda gente! O 1.6 ta mais barato que o 1.0! Onde esse brasil vai parar? Aposto que vai muito idiota que vai comprar o 1.0 !
    Acorda gente!
    ahuhuahahuauh

  4. RAPHAEL ZANARDO

    Acho que ficou bem claro que o Caio e o Marciano não tem absolutamente nenhuma idéia do que estão falando. Pensam que 1.0 é tudo igual, e sequer entendem o que a VW fez nesse motor adicionando o turbocompressor e algumas outras modificações. Lhes garanto que esse carro dá pau em muito 2.0 aspirado por aí. É o típico brasileiro burro e desatualizado.

  5. Wilson Konig

    A vw pesou demais a mão no preço (mesmo conteúdo do polo)
    – na versão 1.6 (de entrada), 5.000 a mais até vai lá
    – na versão confortline, 8.300 a mais (oi?)
    – na versão highline, 10.000 a mais (oi?)
    brasileiro é um povo otário mesmo.

  6. A reportagem diz um pouco mais de 85 mil na versão mais completa o problema é que o preço se aproxima da versão intermediaria do civic e outros carros melhores dai fica dificil vender. Eu acho que se tivesse ficado num preço de 75 mil já estaria de bom tamanho.

  7. Leonel Knijnik

    Por 75 mil você compra um Honda Civic EXR 2016. Completo de tudo e ainda na garantia. Quem pagaria isto num Virtus?

  8. William Alexandre

    painel a la corolla, frente de gol e traseira de jetta… esse design da vw ja nasce velho. essa de esticar o entreeixos… ja tinha na fiat weekend, no linea… novidade nenhuma. e esse motor 1.6 toma pau em 20cv pro 1.5 dragon da ford. tanto eh q golf eh um fracasso com esse motor. eles deveriam fazer somente 1.0T com varias calibragens.

  9. Peterson Pires de Brito

    Esse carro deveria se chamar Voyagetta.

  10. clodoaldo santos

    PREÇOS ABUSIVOS TIPICOS DA VW… ESPERAREI PREÇOS OFICIAIS VERSÃO 1.6 AUTOMATICA