Volkswagen Up! perde versão de entrada Take na linha 2019

Linha 2019 do hatch foi enxugada e passou a adotar nomenclatura usada no Polo

O Take Up! seguia a receita dos carros espartanos, sem ar-condicionado, direção elétrica e rodas de liga-leve

O Take Up! seguia a receita dos carros espartanos, sem ar-condicionado, direção elétrica e rodas de liga-leve (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Quase toda notícia tem seu lado bom e ruim. Veja o caso da linha 2019 do Volkswagen Up!, por exemplo.

O subcompacto agora tem ar-condicionado, direção e trio elétrico de série em todas as versões. Mas isso só foi possível porque a versão inicial Take deixou de ser ofertada pela marca.

Agora o Up! está disponível a partir da (ex) versão intermediária Move, que, como aconteceu no resto da linha 2019, teve aumento de preço.

As versões TSI responderam por mais da metade das vendas do Up! este ano

As versões TSI responderam por mais da metade das vendas do Up! este ano (Divulgação/Volkswagen)

O Up! mais em conta agora parte de R$ 51.290, valor que sobe para R$ 56.850 caso o cliente prefira o motor TSI.

As versões turbinadas, aliás, também mudaram, mas de nome. Agora as versões mais potentes são chamadas de 170 TSI, número que faz referência ao torque do motor (16,8 mkgf, ou 165 Nm).

A alteração vai ao encontro do que já acontece com Polo (200) e Tiguan (250 e 350) TSI. Apesar de também ter sido atualizado, o Golf ainda não adota a nova nomenclatura.

Alemães querem fazer mais Gol

Volkswagen Gol 2019 Dianteira Estática De cara nova, o Gol segue como VW mais barato do Brasil, mas em breve terá versão automática

De cara nova, o Gol segue como VW mais barato do Brasil, mas em breve terá versão automática (Divulgação/Volkswagen)

A saída do Take Up! não era exatamente esperada, pois a versão tinha uma boa participação das vendas.

De acordo com a consultoria Jato Dynamics, o pacote de entrada representou, entre janeiro e maio deste ano, 17,4% das vendas do Up. Como referência, o Move Up! com motor aspirado, que passa a ser o mais barato da gama, teve só 1,3% de participação.

A Volkswagen afirma que a mudança foi feita para “simplificar a complexidade da oferta de versões de seus produtos, aumentando a competitividade dos modelos da marca”.

O visual de todas as versões remanescentes do Up! não teve alterações

O visual de todas as versões remanescentes do Up! não teve alterações (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Na prática isso significa que a marca reforçou a estratégia de tornar o Up! um produto mais premium e deixar o Gol como o produto de entrada.

O hatch, aliás, vem crescendo nas vendas e foi o Volkswagen mais vendido do Brasil em junho.

Por outro lado, o Gol reestilizado em breve receberá um câmbio automático de seis marchas e voltará a ser equipado com o 1.6 16V da família EA211.

Com isso, ele passa a ser uma alternativa maior, mais potente e com câmbio mais eficiente do que o Up! I-Motion, que segue em linha e deteve 18% das vendas do compacto até maio.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Bruno Macedo

    a vw não sabe o que fazer imagina só um up mais caro que um gol.

  2. Vejamos – Com 52 mil de um Up! compro RENT3 LCAM3 e MOVI3 e fico bem de carro para o resto da vida. (Sistema Patífe)