Clique e assine por apenas 8,90/mês

Segredo: novo Renault Sandero terá traseira exclusiva no Brasil

Marca terá solução regional para aproximar design do modelo romeno com o de outros lançamentos da Renault

Por Rodrigo Ribeiro, Henrique Rodriguez - Atualizado em 15 mar 2018, 12h29 - Publicado em 19 dez 2017, 19h54
novo renault sandero danteira
Dianteira do Sandero nacional será similar ao modelo sul-africano, mas por aqui os faróis poderão perder a guia em LEDs Divulgação/Renault

Em outubro algumas imagens confirmaram que a Renault adotaria integralmente a reestilização europeia/africana da dupla Sandero e Logan – incluindo mudanças discretas nos para-choques e faróis.

Novas imagens reveladas pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial), porém, revelaram que o Sandero terá uma traseira exclusiva por aqui, inspirada nos modelos europeus da Renault.

Em vez da lanterna única usada pelo Dacia Sandero até então, o modelo “brasileiro” ganhará uma peça bipartida, com um elemento afilado extra. O visual repete as linhas adotadas em modelos recentes da Renault, como o Koleos e o novo Mégane.

Considerando outras imagens registradas no INPI, a novidade será restrita ao Sandero, enquanto o Logan manterá as linhas de sua versão turca – incluindo a mudança da placa do para-choque para a tampa do porta-malas.

Continua após a publicidade
Imagem da tampa mostra espaço destinado ao prolongamento das lanternas do Sandero INPI/Divulgação
Lanterna do novo Sandero lembra um pouco a do Argo. Parte que será fixada no para-lamas aproveita encaixe da peça anterior INPI/Divulgação

O design exclusivo do Sandero pode pegar muita gente de surpresa, já que, para reduzir custos, a Renault do Brasil procura evitar grandes alterações em seus modelos produzidos na América Latina.

Um dos motivos para a cara modificação pode estar vinculada à chegada do Fiat Argo e do novo Volkswagen Polo. Com poucos meses de mercado, a dupla de lançamentos já causou impacto na venda dos rivais, incluindo o próprio Sandero.

Também por isso os Sandero e Logan nacionais deverão ganhar mais equipamentos do que suas versões europeias, como controle de estabilidade (atualmente oferecido apenas para as versões 1.6, Stepway e R.S.) e airbags laterais.

O Logan terá no Brasil o mesmo visual de sua versão turca, chamada de Symbol. A maior novidade fica por conta da mudança da placa traseira Divulgação/Renault

O pacote de novidades irá incluir uma inédita versão 1.6 automática. Ela usará a mesma caixa CVT que equipa o Duster e Captur 1.6.

Continua após a publicidade

Já o motor 1.0 de três cilindros continuará ofertado com câmbio manual de cinco marchas. Não há informações sobre o futuro do Sandero R.S..

Mesmo com vendas modestas, o esportivo deve continuar a ser produzido para cumprir a função de carro de imagem. A marca estuda, inclusive, a venda de uma versão de competição do Sandero R.S.

O que também é incerto é o uso do novo motor Renault 1.3 turbo pelos Sandero e Logan.

Interior dos modelos poderá manter as linhas atuais. O volante redesenhado foi uma das principais mudanças da dupla na Europa Divulgação/Renault
Publicidade