Longa Duração: Fiat Argo é elogiado por conforto após viagem

Com cinco adultos a bordo e bagagem no porta-malas, hatch foi bem avaliado pelo espaço interno. Aos 10.000 km, o mineiro passa pela primeira revisão

Após a primeira revisão, o Argo viajou para o Rio de Janeiro (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Ao sair para curtir férias, o piloto de testes Eduardo Campilongo levou o Argo. “Por se tratar do menor carro da frota atual, logo pensei que a família reclamaria do aperto nos deslocamentos. Que bom que estava completamente enganado”, conta Edu.

Mesmo com cinco adultos a bordo e muito entra e sai por conta das paradas de um ou dois dias em cada uma das cinco cidades visitadas, o hatch foi elogiado.

“É bem verdade que três pessoas tinham baixa estatura, mas ninguém reclamou de desconforto. Pelo contrário. O que mais ouvi foram elogios. E também adoraram a calibragem macia da suspensão”, diz.

Ao volante, porém, o piloto comenta ter sentido claramente os efeitos da rodagem com o peso: “O motor 1.3 é bom, mas não faz milagre. Ladeiras longas pediam sempre a redução de uma ou duas marchas. Porém, o ponto que  mais chamou negativamente a atenção foram os freios. Com o carro pesado, eles passam a sensação de subdimensionamento”.

Argo passou pela primeira revisão no Longa Duração (Leo Sposito/Quatro Rodas)

Nosso piloto de testes fez uma breve pausa nas férias por um bom motivo: ao chegar aos 10.000 km, o Argo de Longa Duração fez sua estreia na rede Fiat.

A primeira revisão ficou a cargo da Buono, em Cruzeiro (SP). Acostumado a levar os carros de Longa para as revisões, Edu faz uma observação inusitada.

“Quase que invariavelmente, o serviço das autorizadas fora dos grandes centros urbanos é ótimo. Até a cordialidade parece mais natural e espontânea “.

Foi assim com o Argo: do agendamento à retirada, tudo correu sem problema, inclusive com desconto sobre o valor sugerido pela Fiat: de R$ 260 saiu por R$ 250.

De volta a São Paulo, na oficina Fukuda Motorcenter, nosso consultor, Fabio Fukuda, ratificou a eficiência da Buono: “Filtros de ar e óleo trocados e lubrificante novo e no nível correto. E um fato raro: o rodízio de pneus também foi feito corretamente”.

Recém-revisado, o Argo voltou para a estrada, dessa vez com o repórter Henrique Rodriguez, que foi até o Rio de Janeiro. “O sistema de som é ótimo, parece de um carro de segmento superior. Mas não gostei dos porta-copos. Muito rasos, deixam uma simples garrafa d’água tombar nas curvas”, disse.

ARGO – 10.414 km

Consumo

  • No mês: 13,3 km/l com 24,8% de rodagem na cidade
  • Desde set/17: 13,1 km/l com 26,9% de rodagem na cidade
  • Combustível: flex (gasolina)

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.655
  • Revisão: R$ 250
  • Alinhamento: R$ 90

Ficha técnica

  • Versão: Drive 1.3 8V
  • Motor: 4 cilindros, dianteiro, transv., 1.332 cm3, 8V, 108/101 cv a 6.000/6.250 rpm, 14,2/13,17 mkgf a 3.500 rpm
  • Câmbio: manual, 5 marchas
  • Combustível: flex (gasolina)
  • Seguro: R$ 3.568 (perfil QUATRO RODAS)
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. VIDA MÚSICA & BATERA

    Show