Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Polestar O2 é conversível com drone autônomo que filma e segue o carro

Lançado da traseira do modelo, drone do Polestar O2 é autônomo e cria filmagens cinematográficas editáveis na central multimídia do conversível elétrico

Por Eduardo Passos
2 mar 2022, 19h37

Aproveitando a escassez de modelos elétricos conversíveis, a Polestar — submarca esportiva da Volvo — revelou seu novo carro-conceito O2, que busca “redefinir os roadsters esportivos da era elétrica” e servirá de base para futuros lançamentos do fabricante.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Entre os destaques do modelo recém-apresentado, há uso não apenas de materiais reciclados, como também de menor quantidade de matérias-primas, carroceria de formas ousadas e um drone, que segue o carro a até 90 km/h a fim de criar conteúdo para redes sociais.

Carroceria de alumínio adesivado tem menos frestas e "alta rigidez estrutural"
Carroceria de alumínio adesivado tem menos frestas e “alta rigidez estrutural” (Divulgação/Polestar)

Menos é mais

Dando seus primeiros passos como marca própria, a Polestar parece ter cutucado a Tesla e seu Model S Plaid, dizendo que a diversão de um elétrico não está apenas em arrancadas, mas principalmente “quando se gira o volante”.

Para, então, oferecer uma dinâmica veicular digna das aparências, o Polestar O2 aposta na tendência do uso de alumínio em substituição ao aço nas carrocerias. Em média 50% mais leve, o alumínio apresenta problemas como a menor resistência à torção e dificuldades em ser soldado, que parecem ter sido resolvidos.

Lanterna traseira serve como lâmina que reduz a resistência do ar
Lanterna traseira serve como lâmina que reduz a resistência do ar (Divulgação/Polestar)

Para tanto, a abordagem sueca envolve o uso de ligas próprias mais resistentes e, principalmente, de adesivos estruturais, que substituem as soldas. Já usada pela Mercedes-Benz no Classe S, por exemplo, essa técnica permite distribuição de forças mais uniforme, sem pontos de fraqueza na junção dos painéis.

Rodas grandes também têm função aerodinâmica
Rodas grandes também têm função aerodinâmica (Divulgação/Polestar)

Estilo clássico

Outra vantagem da colagem, explorada pelos designers, é a diminuição de frestas aparentes, que contribui para aerodinâmica melhorada — assim como as largas rodas e até as lanternas traseiras, cujas linhas buscam reduzir turbulências.

Entradas de ar ajudam a diminuir o arrasto do conversível
Entradas de ar ajudam a diminuir o arrasto do conversível (Divulgação/Polestar)

Em configuração 2+2, o O2 também aposta em proporções clássicas, com balanços bem reduzidos, elevada inclinação do para-brisa e pneus de perfil baixo. Sem modéstia, o chefe de design Maximilian Missoni explicou que a ideia foi chamar atenção com a sobriedade sueca. “Esse é um meio-termo entre tecnologia e arte”, descreveu o modelo que ditará tendências da Polestar nos próximos anos.

Materiais da cabine são feitos a partir de poliéster reciclado
Materiais da cabine são feitos a partir de poliéster reciclado (Divulgação/Polestar)

Drone para selfies

Essas tendências incluem, certamente, a preocupação ambiental, e para os nórdicos só reciclar já é uma ambição pequena demais. O mote da vez é o “monomaterial”, um produto que serve de base para diferentes aplicações na cabine, a fim de facilitar seu reuso futuro. O escolhido foi o poliéster, que é matéria-prima para as espumas dos bancos, tecidos e acabamento interno.

Por fora as proporções clássicas dominam, mas volante e quadro de instrumentos são minimalistas à moda da vez
Por fora as proporções clássicas dominam, mas volante e quadro de instrumentos são minimalistas à moda da vez (Divulgação/Polestar)

Outra máxima que ditou o conteúdo do O2 é a conectividade dos ocupantes, que recebeu atenção especial com direito a um drone, que vem embutido de fábrica no conversível.

Drone sai de fenda traseira e desliza por um pequeno trilho
Drone sai de fenda traseira e desliza por um pequeno trilho (Divulgação/Polestar)

O aparelho voador fica logo atrás da segunda fileira, onde um caimento da carroceria gera uma área de baixa pressão para que ele decole com o carro em movimento. Assim, é possível lançar o drone (feito em parceria com a chinesa Aerofugia) a até 90 km/h.

Desenho especial permite que o drone decole como se estivesse parado
Desenho especial permite que o drone decole como se estivesse parado (Divulgação/Polestar)

Uma vez no ar, ele segue autonomamente o elétrico e pode realizar filmagens mais artísticas ou aventureiras, retornando ao seu compartimento logo depois. Em seguida, é possível editar o material na própria central multimídia do carro, antes de compartilhá-lo nas redes sociais.

Compartilhe essa matéria via:
Edição das filmagens é feita na central multimídia, que utilizará sistema operacional Android
Edição das filmagens é feita na central multimídia, que utiliza sistema operacional Android (Divulgação/Polestar)

O Polestar O2 não deve chegar às lojas, mas sim direcionar três novos veículos da marca que serão lançados a partir deste ano, entre eles o novo XC90. Até 2025, o trio estará à venda incluindo, gradativamente, as novidades que o conversível acaba de apresentar.

Continua após a publicidade
O2 servirá de guia para trio de lançamentos da Polestar até 2025
O2 servirá de guia para trio de lançamentos da Polestar até 2025 (Divulgação/Polestar)

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas! (Arte/Quatro Rodas)

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.