Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Justiça do RS determina recall de VW Fox, Gol e Voyage

Mais de 400 mil unidades estão envolvidas

Por Rodrigo Furlan (atualizado às 17h53) Atualizado em 9 nov 2016, 12h13 - Publicado em 12 jan 2013, 00h01
recall

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul divulgou nota na noite de sexta-feira (11) em que informa a decisão da juíza Carla Patrícia Boschetti Marcon Della Giustina de determinar que a Volkswagen faça o recall de mais de 400 mil veículos.

Os modelos envolvidos são Fox, Novo Gol e Voyage, todos 2009/2010 e com motor 1.0. O motivo da chamada é verificar se as unidades sofrem de desgaste prematuro do motor. Em caso positivo, deverá ser efetuado o reparo de modo imediato.

A juíza determinou que a Volkswagen publique a informação do recall nos jornais de maior circulação de cada Estado do País. Caso não o faça, receberá multa de R$ 10 mil. Além disso, se não efetuar a troca das peças, arcará com multa diária de R$ 20 mil, até o limite de R$ 2 milhões.

A ação, que foi ajuizada pelo Ministério Público do RS, segue em tramitação na 15ª Vara Cível e aguarda decisão final. A VW afirmou que “não foi notificada oficialmente da decisão judicial” e que após identificar o problema em 2009, “comunicou e detalhou o fato às autoridades como o DPDC, o Procon e os Ministérios Públicos de diversos estados do Brasil à época, que entenderam o tema e aceitaram a proposta feita pela Volkswagen que para a solução do caso fosse realizada uma campanha de oficina ativa em todas as autorizadas da marca, para verificação e a troca de óleo do motor sem custo para os clientes.”

Veja, na íntegra, o comunicado divulgado pela Volkswagen neste sábado, 12 de janeiro

“A Volkswagen do Brasil esclarece que não foi notificada oficialmente da decisão judicial. A empresa, em 2009, constatou o inconveniente, que não representava nenhum risco à integridade física e a segurança do consumidor. A Volkswagen pró-ativamente comunicou e detalhou o fato às autoridades como o DPDC, o Procon e os Ministérios Públicos de diversos estados do Brasil à época, que entenderam o tema e aceitaram a proposta feita pela Volkswagen que para a solução do caso fosse realizada uma campanha de oficina ativa em todas as autorizadas da marca, para verificação e a troca de óleo do motor sem custo para os clientes.

Continua após a publicidade

Adicionalmente, foi dada uma extensão de garantia aos motores envolvidos na campanha de oficina ativa. A exceção foi o Ministério Público do Rio Grande do Sul. Desde então, a Volkswagen fez diversas apresentações técnicas à entidade daquele estado no sentido de dar todos os esclarecimentos necessários. Surpreendeu-nos portanto a manifestação da justiça riograndense a qual tomamos conhecimento pelos jornais, primeiro por não termos sido notificados, e segundo, pelo assunto não envolver questão ligada a segurança, conforme amplamente divulgado à época”.

Confira os chassis dos modelos afetados:

Fox 1.0 – 94000017 até 94165002

Novo Gol 1.0 – 9P000001 até AP 077821

Voyage 1.0 – 9T000001 até AT157948

Continua após a publicidade
Publicidade