Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Fiat e Ferrari entram em rota de colisão

Luca di Montezemolo pode deixar a presidência da marca de carros esportivos

Por Diogo Patroni Atualizado em 9 nov 2016, 14h01 - Publicado em 9 set 2014, 14h51
fabricantes

A relação entre Fiat e Ferrari parece não ser das melhores. Segundo informações da agência Bloomberg, o presidente da marca de carros esportivos, Luca di Montezemolo tem batido de frente com o CEO do Grupo Fiat, Sergio Marchionne.

Com 90% do controle acionário da Ferrari, o Grupo Fiat quer aumentar a produção dos esportivos, enquanto Montezemolo pretende deixar as vendas no mesmo patamar de 7 mil unidades anuais.

Por conta do imbróglio, a hipótese de Montezemolo deixar o controle da Ferrari, após 20 anos, não é descartada. No último domingo durante o GP da Itália, o executivo foi enfático e não escondeu o “racha”.

“Estamos preparando um recorde histórico, em termos de resultados financeiros e econômicos, no final deste ano. A Ferrari vive um momento fantástico e quando sair alguma notícia sobre mim, eu serei o primeiro a falar”, disse Montezemolo, que fora prontamente rebatido por Marchionne.

“Somos grandes amigos, mas essas declarações são coisas que eu jamais teria dito. Luca fez um trabalho excelente, no qual também me considero essencial, mas estamos à serviço de uma companhia e quando não há convergência de ideias as coisas mudam”, ressaltou o CEO do Grupo Fiat.

Continua após a publicidade

Publicidade