Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Novo Citroën C3 pode ganhar versão elétrica contra o Renault Kwid E-Tech

O CEO da empresa, Carlos Tavares, disse que modelo chegará sem atraso já em 2023

Por João Vitor Ferreira 2 jun 2022, 00h06

Assim como no Brasil, a nova geração do Citroën C3 também será lançada na Índia em julho. O compacto começou a ser desenvolvido por lá e, ao que tudo indica, uma versão elétrica também estaria sendo desenvolvida no país asiático.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

O CEO da Stellantis, Carlos Tavares, confirmou à imprensa da Índia que a Citroën terá um carro elétrico de entrada baseado na mesma plataforma CMP do C3 e o lançamento será já em 2023. O novo carro, inclusive, faria parte da família C-Cubed, que dará origem a outros dois carros que serão fabricados no Brasil até 2024.

Ao que parece, essa será uma tentativa da Citroën largar na frente no mercado de carros eléticos populares, já que as líderes, Hyundai e Maruti (marca local comprada pela Suzuki), só devem lançar seus primeiros elétricos no país em 2025.

plataforma cmp
Plataforma modular CMP PSA/Divulgação

Também é uma forma da Citroën ter mais presença no mercado indiano, onde a marca francesa é uma novata. Além do C3 que começará a ser vendido em um mês, apenas o C5 Aircross está à venda por lá.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

De acordo com o Tavares, desde o início, o plano era levar elétricos para a Índia: “Desde o primeiro dia do projeto Smart Car, cerca de quatro a cinco anos atrás, sabíamos para onde o mercado estava indo e decidimos que esses produtos também teriam uma versão EV”.

Citroen C3 2023
Divulgação/Citroën

Logo, a intenção é ir além dos compactos. Tavares afirma que a intenção é expandir a gama de modelos elétricos, incluindo o minivans e SUVs crossover.

O CEO também informa que 90% da produção será local. Apenas as baterias, um dos componentes mais caros de se fabricar, serão importados. Isso é importante para tornar o veículo elétrico mais acessível ao público, um problema que o Brasil também enfrenta.

Renault Kwid E-Tech Eletrico carregamento
Se a estratégia da Stellantis na Índia se repetir no Brasil, é provável que o Kwid E-Tech tenha um novo rival no mercado Divulgação/Renault

A plataforma CMP foi desenvolvida para ser eletrificada e usada pelas versões elétricas dos Peugeot 208 e 2008. Ainda que seja simplificada, a CMF do novo C3 também permite eletrificação.

A produção do novo Citroën C3 em Porto Real, no Rio de Janeiro, poderia viabilizar a importação da versão elétrica. Por aqui, seria um concorrente do Renault Kwid E-Tech, elétrico. Por cerca de R$ 142.000, é o carro elétrico mais barato do país. E é fabricado na China.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês