Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Tesla Model S Plaid: testamos a arrancada do carro mais rápido do mundo

Carro de série mais rápido do mundo, ele pode passar despercebido na rua, mas basta pisar fundo para entender a revolução tecnológica da Tesla

Por Eduardo Passos Atualizado em 4 jul 2022, 18h23 - Publicado em 24 jun 2022, 11h00

Dias antes de eu conhecer (e “decolar” a bordo) o Tesla Model S Plaid desta matéria, uma amiga publicitária entrou em contato, tentando entender a relação que os homens têm com os carros para uma campanha em que ela está trabalhando. “Como que pode o cara citar uma caminhonete na música para contar vantagem”, disse sobre certo cantor sertanejo. Se ela conhecesse o Plaid, talvez desistisse de perguntar.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

O novo carro mais rápido dos testes de QUATRO RODAS é extremamente provocativo aos padrões do que é exclusivo no meio automotivo. O sedã, por outro lado, também prova que certas tradições não estão ali à toa.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Para entender como uma empresa tão jovem como a Tesla briga de frente com gigantes centenárias como todas as grandes montadoras, é preciso entender que a “startup” americana talvez tenha tido o melhor timing da história. Justamente no momento em que os elétricos começam a virar realidade, a Tesla é a primeira fabricante feita do zero aos novos tempos: sem nenhuma concessionária, risco extremo nas ações e nada de conservadorismo.

Logicamente, o carro mais rápido da Tesla seria o novo Roadster, mas, dado o atraso no desenvolvimento do esportivo, a marca não se enrolou e, sem perda de tempo, apresentou a novidade em outro carro. A escolha racional foi o sedã mais caro do seu catálogo, o Model S.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Lançado em 2012, ele mantém praticamente o mesmo design há uma década, mostrando a visão de futuro da marca, que mistura quês de Toyota e de Google na criação de seus produtos. O processo de aquisição é 100% online, e a Tesla faz de tudo para não ter concessionárias.

Compartilhe essa matéria via:

É por isso que um cliente brasileiro pode importar um carro com a mesma liberdade que um cliente americano tem de comprar. A única diferença é que, pelo menos por enquanto, o carro chega aqui pelas mãos de importadores independentes: a unidade testada é vendida pela empresa paulistana Osten por R$ 1,6 milhão – incluindo todas as taxas (e também oferece o carro alugado, por assinatura).

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

O Model S é moderno e atraente em padrões normais, mas a postura do modelo é bem incomum para um veículo de 1.034 cv (o AMG One tem 1.063 cv).

Mesmo ciente do absurdo que seu produto representa, a montadora não colocou emblema, decoração ou qualquer detalhe externo que destaque o Model S Plaid. O nome da versão esportiva, inclusive, é um deboche: “Plaid” faz referência ao filme S.O.S. – Tem um Louco Solto no Espaço, de 1987, que tira sarro de Guerra nas Estrelas e de outras ficções científicas.

O interior divide opiniões: o piloto de testes Leonardo Barboza não gostou do manche à la Boeing 737, no lugar do volante – algo bem comum entre outros motoristas. De minha parte, não faço restrições.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

A base quase retangular do volante (ou manche?) ajuda bastante na empunhadura e as saliências na parte de cima se encaixam naturalmente entre os dedos. O fato de todos os comandos de luzes, limpadores de para-brisa estarem no volante, entretanto, obriga o motorista a desviar os olhos da pista até para dar seta.

Onde não há discórdia é na autonomia, de impressionantes 633 km (ciclo EPA). Outro destaque é a central multimídia de 17”, que tem resolução Quad HD (melhor do que Full HD, mas pior do que 4K) e comportamento de um computador topo de linha.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Aí, sim, a marca se gaba do produto, disponibilizando videogames de alto desempenho que podem ser jogados na tela. O sistema de som com 22 alto-falantes permite um “modo cinema”, bastando conectar o carro à Netflix ou outro serviço de streaming.

Dirigindo como um sedã, o dono do carro talvez nunca faça uma arrancada. Mas quem comprar o carro como um esportivo vai querer experimentar esse serviço oferecido. Para tanto, é só selecionar o modo de arrancada na tela e iniciar uma contagem regressiva de 20 minutos para que as baterias sejam preaquecidas à temperatura ideal.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Dado esse tempo, o motorista precisa pisar firme no freio com o pé esquerdo e, em seguida, fazer o mesmo com o pé direito no acelerador. O carro começa a entrar em “posição de onça” – como a Tesla chama o momento em que a frente do Model S Plaid abaixa –, melhorando a tração.

Daí, basta aliviar o freio e ir de 0 a 100 km/h mais rápido que qualquer carro produzido em série no mundo: precisamente, 2,49 segundos – no vídeo no início da matéria é possível ver o corpo dos ocupantes colando nos bancos, pela inércia.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Essa performance só é capaz por conta do trio de motores (um à frente e dois atrás) que move o Model S Plaid. Eles giram tão rápido que, sem preparo adicional, simplesmente virariam pó e, para resolver o problema, Musk recorreu à nave espacial SpaceX. Assim, os motores do Plaid foram “embalados” por uma malha de fibra de carbono a altíssima pressão, mantendo seu conteúdo intacto.

A arrancada registrada no vídeo foi como um aquecimento para nós também. Depois, como as baterias seguiram quentes, realizamos as medições, tendo apenas o piloto a bordo, como é nosso padrão. Foi na melhor passagem que o Model S Plaid cravou 2,49 s; seguindo nosso critério: 2,5 s, o melhor resultado da história da revista.

Tesla Model S Plaid
Tesla Model S Plaid Fernando Pires/Quatro Rodas

Ele superou o Porsche 918 Spyder, V8 híbrido, que fez 2,6 s há seis anos – reinado que o Model S não deverá desfrutar, dada a atual rapidez do avanço tecnológico. Mas não quer dizer que o Plaid não se tornará um futuro clássico: com seu deboche, o carro foi atrás de um prestigiado recorde para exibir as ideias da Tesla.

Ainda não se sabe se é possível reproduzi-las em massa, mas a provocação que o sucesso do sedã esportivo faz a ideias intocáveis da indústria dá um spoiler do futuro.

Galeria de Fotos

Veredicto

O Plaid faz história ao oferecer, em um sedã de luxo “acessível”, desempenho de modelos astronomicamente caros.

Ficha Técnica – Tesla Model S Plaid

Preço: R$ 1,6 milhão (importação independente Osten)
Motor: elétricos, AC, (1 diant., 3 tras.); 1.034 cv, 145,2 kgfm
Baterias: íons de lítio, 100 kWh; autonomia 633 km – (EPA); carga, até 275 kW (DC); 10% a 80% em menos de 25 minutos
Suspensão: duplo A (diant.), multilink (tras.) Direção: elétrica
Freios: disco ventilado (diant. e tras.)
Pneus: 265/35 R21 (diant.); 295/30 R21 (tras.)
Dimensões: comprimento, 497 cm; largura, 196,4 cm; altura, 144,5 cm; entre-eixos, 296 cm; altura do solo, 14,4 cm; peso, 2.162 kg

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês