Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Rely Link 1.3 16V

Minivan chinesa oferece espaço para oito a baixo custo

Por Paulo Campo Grande | Fotos Marco de Bari 26 dez 2013, 14h44
impressoes

Depois que a Chery assumiu a operação no Brasil, em março de 2012, a Venko Motors, que era a empresa responsável pela comercialização dos carros chineses, negociou a representação da divisão de comerciais da marca, a Rely, que chegou ao mercado em janeiro deste ano. Nos primeiros meses, a nova marca trouxe apenas veículos utilitários, mas desde o mês passado passou a oferecer um modelo familiar. A minivan Link tem design e acabamento mais elaborados que os veículos comerciais da linha e, no test-drive de estreia, causou boa impressão, considerando o retrospecto recente dos automóveis chineses avaliados por nós.

A Link tem maior rigidez que o utilitário esportivo Lifan X60 – o fato de ter portas corrediças dos dois lados da carroceria obriga a ter estrutura reforçada. No acabamento, ela segue o padrão das conterrâneas, com plástico imitando metal e parafusos à mostra. Mas, apesar da simplicidade, essas peças são bem-encaixadas e sem rebarbas. A cabine acomoda oito (sete adultos e uma criança) com conforto.

No dia a dia, a minivan tem seus altos e baixos. Na cidade, em avenidas de asfalto liso, ela roda com suavidade e relativo silêncio. No piso irregular, porém, a suspensão não filtra os impactos e, além dos ruídos que ela própria gera, há os sons que surgem nas outras partes, como portas e bancos. Na estrada, esse fenômeno se repete, com a diferença que acima de 100 km/h surgem ruídos do motor (que vibra muito) e da aerodinâmica (em decorrência da vedação deficiente nas portas).

O desempenho da Link é compatível com o motor 1.3 16V de 83 cv. O câmbio de cinco marchas é barulhento, mas está bem-escalonado, embora a sexta marcha fosse bem-vinda. Entre os equipamentos, a minivan conta com ar-condicionado duplo (controles na frente e atrás), freios ABS, duplo airbag, direção hidráulica e trio elétrico de série. A garantia é de três anos e, segundo a fábrica, a rede autorizada já conta com 56 pontos no Brasil. Como já é tradição entre os chineses, o preço também é um dos atrativos do carro: a Link custa só 47 990 reais, 2 940 reais mais barata que uma VW Kombi 1.4 Standard, que sai de linha em janeiro.

VEREDICTO

Sua suspensão é frágil e barulhenta, mas, com preço de hatch compacto, a Rely Link é uma opção interessante de transporte para famílias grandes.

Continua após a publicidade
Publicidade