Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Números e curiosidades do Longa Duração

Por Redação
Atualizado em 25 mar 2024, 10h36 - Publicado em 12 nov 2015, 16h57

 

Desde que o primeiro teste de Longa Duração foi feito pela QUATRO RODAS, em maio de 1973, exatos 143 carros já passaram pelo teste – além dos cinco que integram nossa frota atual. Nos primeiros anos, os automóveis percorriam 30 000 km e só ao fim do teste as impressões eram publicadas, de uma só vez, em forma de relatório. Nos anos 80, mais mudanças: os carros passaram a rodar primeiro 50 000 km e depois, finalmente, 60 000 km, além do desmonte de encerramento, que virou regra em 1986.

 

Confira a seguir alguns números e curiosidades dessa longa história:

 

143 carros já passaram pelo teste de Longa Duração.

– Dos 143 testados, nove foram reprovados: Ford Belina 4×4 (1987), Chevrolet Monza (1989), Lada Samara (1992), Ford Escort XR3 (1995), Gurgel Supermini (1995), Fiat Tipo 1.6 (1996), Renault Twingo (1998), Effa M100 (2009) e Ford Ecosport (2014).

– A Volkswagen teve o maior número de modelos testados: 36. Em segundo vem a Chevrolet com 34, Ford com 22, Fiat com 20 e Renault com cinco.

6 840 000 km é a quilometragem total que nossos carros de Longa Duração rodaram ao longo de 42 anos.

Continua após a publicidade

– Tal quilometragem seria suficiente para dar 170 voltas pela circunferência da Terra, ou 17,8 viagens até a Lua.

– Apenas um teste foi suspenso antes do fim: o do Effa M100, por falta de segurança do veículo.

 

effa-m100

Continua após a publicidade

 

Acidentes de percurso

Como não poderia deixar de ser, nossos carros protagonizaram situações curiosas, por vezes tensas. Roubos, acidentes e trapalhadas (da equipe e da rede autorizada) formam um cardápio recheado. Aqui vão algumas delas. No teste do Fusca, em 1976, por exemplo, uma autorizada esqueceu uma porca dentro do motor. A peça foi parar no interior de um dos cilindros e por sorte não causou um problema grave. Outro Fusca, dessa vez em 1994, teve fim mais trágico. Em outubro, o carrinho sofreu um acidente que lhe causou perda total quase aos 30 000 km.

Em 1989, o Chevette estava parado no acostamento de uma estrada do Ceará, quando a pista cedeu. Além do susto, apenas alguns amassados na lataria. Mesma sorte não teve o Suzuki Swift em agosto de 1992. O carro estava em Porto Velho (RO), quando um caminhão de lixo o atingiu em cheio. O fotógrafo Claudio Laranjeira, que teve apenas uma costela quebrada, ainda fez o registro da imagem após o acidente.

Continua após a publicidade

LONGA DURAÇAO

Outro carro foi comprado, e o teste foi concluído em tempo recorde. Em abril de 2003, nosso Fiat Stilo, que completava dois meses na frota, estava em Floriano, no Piauí. O fotógrafo Reinaldo Rollo estacionou o carro próximo ao rio Parnaíba quando o carro começou a descer a ladeira e foi parar na água. Perda total, teste interrompido. No mês seguinte, outro carro semelhante havia sido encomendado.

Houve casos de carros que foram roubados. O primeiro, um Voyage, em 1987. O repórter Renato Modernell foi rendido por dois bandidos que levaram o carro. O veículo foi recuperado oito dias depois, sem portas, vidros, faróis, lanternas e frisos. Sete anos depois, um Vectra foi levado por dois assaltantes armados. Na época, com o valor do seguro, foi comprado um Astra GLS.

A última vítima de roubo da nossa frota foi o Idea. E logo duas vezes. Em março de 2006, aos 7 000 km, ele foi levado em São Paulo. Como o carro não foi recuperado, outro idêntico chegou para refazer os testes. E, antes de chegar aos 2 000 km, foi roubado novamente,em junho. Sorte que dessa vez o carro foi achado e voltou para a frota, intacto. Nem o sistema de câmeras, instalado no carro para gravar possíveis assaltos, conseguiu registrar o flagrante, já que os bandidos removeram o equipamento.

Continua após a publicidade

 

LEIA MAIS:

– Como funciona o teste de Longa Duração da QUATRO RODAS?

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.