VW ID.3 chega com status de Fusca da era elétrica e estreia novo logotipo

Hatch médio elétrico é maior do que o Golf, mas tem acabamento similar ao de um Polo para custar abaixo de 30.000 euros

Volkswagen ID.3, grande estrela da VW no Salão de Frankfurt

Volkswagen ID.3, grande estrela da VW no Salão de Frankfurt (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Estreando logotipo e marca sonora renovados, a Volkswagen diz estar entrando em uma nova era com a apresentação do hatch 100% elétrico ID.3, que QUATRO RODAS já experimentou.

Em pré venda na Europa há alguns meses, com preço inicial abaixo dos 30.000 euros, o modelo é o primeiro de uma aguardada – e grande – família de carros elétricos da marca.

Não por acaso, também coube ao ID.3 a estreia da plataforma modular MEB, a equivalente elétrica da conhecida MQB. A Volkswagen o trata como seu carro elétrico para as massas. E é impossível não fazer um paralelo com o Fusca.

ID.3 será vendido em configurações que oferecem entre 330 e 550 km de autonomia

ID.3 será vendido em configurações que oferecem entre 330 e 550 km de autonomia (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Para cumprir seu destino, o hatch será oferecido com três tamanhos de bateria: o menor conjunto, de 45 kWh, permite percorrer até 330 km por recarga, seguindo o ciclo WLTP. Já o maior, de 77 kWh, garante autonomia de até 550 km.

É justamente ao redor das baterias que a arquitetura MEB se baseia. Ela fica acomodada no assoalho, enquanto unidades auxiliares como compressor de ar-condicionado e caixa de direção estão na dianteira.

Dimensões são similares às de um Golf

Dimensões são similares às de um Golf (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A propulsão elétrica fica por conta de um motor síncrono com ímã permanente que, assim como o inversor e a transmissão de uma marcha, estão integrados ao eixo traseiro.

O porte é de Golf, em quem o ID.3 parece ter se inspirado para a larga coluna C. São 4,26 m de comprimento, 1,81 m de largura e 1,55 m de altura, com 2,76 m de distância entre os eixos.

Mas seu peso, 1.719 kg, é maior que o de um SUV grande. Pelo menos o coeficiente de arrasto de 0,26 cx ajuda a ter consumo de energia menor.

Tampa preta do porta-malas manda um alô ao Up! TSI

Tampa preta do porta-malas manda um alô ao Up! TSI (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

A Volkswagen divulga números de potência apenas para o ID.3 1st, serie que marca o início da comercialização do modelo.

São 204 cv e 31,6 mkgf de torque. A velocidade máxima divulgada é de 160 km/h. Todas as unidades desta série têm bateria intermediária de 58 kW, que garante autonomia de 420 km (WLTP).

Cabine se notabiliza pelo ambiente claro e limpo. Até o volante é branco

Cabine se notabiliza pelo ambiente claro e limpo. Até o volante é branco (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Há três níveis de equipamentos. O básico vem com sistema de navegação, aquecimento dos bancos e do volante, apoios de braços na dianteira, um cabo de carga Mode 2 e rodas de liga leve de 18 polegadas.

A seguir vem o pacote Plus, com câmera de ré, piloto automático, acesso e partida sem chave, duas portas USB-C traseiras, iluminação ambiente e rodas aro 19.

ID.3 é conectado e tem chave diferente da usada por outros Volkswagen

ID.3 é conectado e tem chave diferente da usada por outros Volkswagen (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Mais completa, a Max tem head-up Display com realidade aumentada (projeta informações de forma interativa no para-brisa), sistema de som Beats, teto de vidro panorâmico e rodas de liga leve de 20 polegadas, além de assistente de permanência em faixa e carregamento por indução para smartphones.

A Volkswagen se esforçou para apresentar o ID.3 como um carro normal e seu pacote de equipamentos mostra que ele não está distante da realidade.

O porta-malas do ID.3 tem 385 litros de volume

O porta-malas do ID.3 tem 385 litros de volume (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Em um rápido contato com o modelo no Salão de Frankfurt, foi possível perceber isso claramente.

A despeito do piso um pouco mais alto do que o normal (o que deixa as pernas mais flexionadas na traseira), tem espaço interno melhor do que o do Golf. Já os plásticos duros que revestem o interior têm qualidade equivalente aos do Polo.

A parte ruim de seu lançamento? Não há previsão para início das vendas no Brasil.

Mas há um detalhe do ID.3 que chegará em breve ao país. A Volkswagen revelou, junto com o hatch elétrico, seu novo design de marca. Ele estará presente no SUV cupê T-Sport, que será lançado no primeiro semestre do ano que vem.

O logo é mais simples, bidimensional e, segundo a Volkswagen, foi reduzido ao “meramente essencial”. Além disso, seu fundo passa a ter um novo tom de azul. O objetivo da marca é ser mais alegre, colorida e, de certa forma, mais feminina.

O novo logotipo da VW

O novo logotipo da VW (Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Hi there Dear, аre you rеally visiting tһis website regularly, іf so аfter thаt yoᥙ will without doubt tak fstidious experience.