Clique e assine por apenas 8,90/mês

Vendas de carros novos batem recorde em 2012

Volume passou de 3,6 milhões de veículos; previsão de crescimento para 2013 é de 3,5%

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 12h12 - Publicado em 4 jan 2013, 15h14
fabricantes

As vendas de automóveis de passeio e comerciais leves (incluindo picapes e utilitários esportivos) bateram recorde, chegando a 3.634.421 unidades em 2012. A informação foi divulgada na última quinta-feira, 3 de janeiro, pela Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). O número representa um crescimento de 6,11% em comparação ao resultado acumulado em 2011.

Entre as montadoras, a Fiat terminou 2012 com 23,06% do mercado de automóveis e comerciais leves, encerrando seu 11º ano (não consecutivo) na liderança. A marca italiana superou Volkswagen (21,14%), GM (17,68%) e Ford (8,9%). Renault (6,65%), Honda (3,71%), Toyota (3,13%), Hyundai (2,98%), Nissan (2,88%) e Citroën (2,05%) completam a lista das dez montadoras mais bem colocadas.

Nos modelos, o VW Gol voltou a ser o modelo mais emplacado, acumulando 293.293 unidades e fechando o 26º ano na liderança de vendas no país. A vice-liderança ficou com o Fiat Uno, que teve 255.838 emplacamentos somando os números de Novo Uno e Mille – a Fenabrave também agrupa os resultados de VW Gol G5 e Gol G4. Outro representante da Fiat, o Palio, ficou com o terceiro lugar graças aos 186.384 emplacamentos.

Dois modelos lançados no segundo semestre do ano passado também merecem destaque. O Hyundai HB20 já acumula 22.053 unidades emplacadas em pouco mais de três meses de mercado, tendo vendido 10.665 veículos apenas em dezembro. O Chevrolet Onix também promete incomodar os líderes, com 18.149 emplacamentos passados apenas dois meses de seu lançamento e 10.500 unidades comercializadas no último mês de 2012.

Continua após a publicidade

Diante do recorde batido no ano que se passou, a Fenabrave projeta um crescimento de aproximadamente 3,5% nas vendas de automóveis de passeio e comerciais leves, podendo chegar a 3,93 milhões de unidades emplacadas. A prorrogação da redução do IPI, que voltará a seu patamar anterior de forma gradativa até julho, deve ajudar a manter as vendas em alta.

Publicidade