Clique e assine por apenas 5,90/mês

Segredo: novo Renault Logan terá menos mudanças que o Sandero

Terceira reestilização do sedã marcará retorno do câmbio automático à gama, além de adotar a versão aventureira Stepway usada pelo hatch

Por Rodrigo Ribeiro - 16 Maio 2019, 17h09
Nova frente tem grade com filetes cromados INPI/Internet

A grande novidade da próxima reestilização do Logan — a terceira desde que o sedã chegou ao Brasil, em 2006 — é a estreia da inusitada versão aventureira Stepway.

A traseira manterá o visual atual INPI/Internet

O modelo, porém, não terá tantas novidades como seu irmão hatch.

Ao contrário do Sandero, que terá uma traseira exclusiva (conforme antecipado em primeira mão por QUATRO RODAS), o Logan passará apenas por uma atualização menor na dianteira e painel.

A versão Stepway estreou na Rússia Divulgação/Renault

O visual seguirá o estilo que estreou na Europa em 2016, com pequenas alterações nos faróis, grade do radiador e para-choques frontais.

Interior dos modelos poderá manter as linhas atuais. O volante redesenhado foi uma das principais mudanças da dupla na Europa Divulgação/Renault

Na cabine é provável que a Renault inclua o novo volante, mantendo a disposição do quadro de instrumentos e do recém-lançado MediaNAV Evolution com integração para smartphones.

No conjunto mecânico serão mantidos os 1.0 12V e 1.6 16V de origem Renault e Nissan, respectivamente.

A novidade é que o câmbio automático CVT já usado por Duster e Captur irá estrear na dupla, para substituir o desconfortável automatizado Easy’R.

Continua após a publicidade
Publicidade