Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Segredo: novo Jetta com motor de Golf GTI pode estrear no Salão

Sedã equipado com um 2.0 de 230 cv foi flagrado rodando disfarçado em São Paulo

Por Paulo Campo Grande Atualizado em 19 out 2018, 17h19 - Publicado em 19 out 2018, 14h40
Versão esportiva terá para-choques exclusivos inspirados no Golf GTI Gabriel Carvalho/Quatro Rodas

A versão esportiva do novo Jetta já roda no Brasil. Não, não estamos falando da versão R-Line, que tem apenas o visual esportivo e é mais bem equipada do que a Comfortline.

Trata-se da versão apimentada GLI, uma configuração que transpira esportividade não só no visual — que é mais radical do que o da R-Line — mas também no comportamento.

Apesar da sigla GLI estar normalmente relacionado a modelos de luxo (Gran Luxo) — a própria VW usa GTI (de Gran Turismo) para os seus esportivos —, o Jetta GLI é um esportivo de fato.

As rodas exclusivas denunciam a versão esportiva Gabriel Carvalho/Quatro Rodas

O que comprova a esportividade é o desempenho e esse GLI vem equipado com motor EA 888 2.0 TSI, com turbocompressor e injeção direta e indireta, do Golf GTI que rende 230 cv.

Com essa potência o Golf é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 7 segundos, de acordo com a fábrica.

A prova de que o GLI está entre nós está nas fotos do flagrante feito pelo leitor Gabriel Carvalho, em São Paulo.

A suspensão será mais firme e, possivelmente, mais baixa do que das versões 1.4 Gabriel Carvalho/Quatro Rodas

Pela camuflagem é possível ver o que haverá de mudanças no carro. Elas se concentram no para-choque dianteiro, que terá visual mais radical, assim como o do Golf GTI. Nas saias laterais e no para-choque traseiro.

As rodas sem disfarce também são diferentes das que equipam o Jetta nas versões Comfortline e R-Line.

Continua após a publicidade

E, embora não tenha fotografado, o leitor contou que atrás as saídas de escapamento são duplas.

Os faróis em leds da versão R-Line devem ser mantidos no Jetta 2.0, mas com possíveis apliques coloridos Christian Castanho/Quatro Rodas

Por dentro, também pode-se esperar um visual mais agressivo, com maior quantidade de frisos e cromados, inspirado no Golf GTI.

Além do estilo e do motor, o Jetta GLI deve herdar ainda a transmissão DSG do Golf, automatizada com dupla embreagem, e seis marchas.

VW Jetta 2.0 TSI
O antigo Jetta 2.0 TSI tinha visual idêntico ao das versões mais mansas, algo que não vai se repetir na nova geração divulgação/Quatro Rodas

No ano passado, quando falou do novo Jetta ao site Motor Authority, o vice-presidente mundial de planejamento estratégico da VW, Hendrik Muth, dizia que haveria uma versão GLI com motor 2.0 e as opções de câmbio manual de seis marchas e automática DSG de sete marchas.

Mas, por aqui, o conjunto mecânico deve seguir o do Golf que (além do Brasil) já é fabricado no México, de onde vem o nosso Jetta.

Volkswagen Golf GTI
A dianteira do novo Golf GTI dá pistas de como será o inédito Jetta GLI Christian Castanho/Quatro Rodas

Além de motor e câmbio do Golf GTI, o Jetta GLI deverá ter freios a disco nas quatro rodas, pneus mais largos e calibragem de suspensão e direção mais firmes.

Lá fora, espera-se que a suspensão mais rebaixada (o que é difícil acontecer por aqui) e do tipo multilink na traseira, em substituição ao eixo de torção (o que seria uma surpresa por aqui).

A estreia mundial do Jetta GLI é esperada para janeiro de 2019, durante o Salão de Detoit (de 12 a 27 de janeiro). Mas, pelas fotos, o carro já está pronto e poderia ser mostrado já em nosso Salão do Automóvel de São Paulo (de 8 a 18 de novembro).

  • Considerando que o Jetta R-Line custa R$ 119.990 e o Honda Civic SI sai por R$ 162.900 já dá até para arriscar um preço para o novo Jetta GLI: cerca de R$ 150.000.

    Continua após a publicidade
    Publicidade