Teste: Novo VW Jetta se esforça para se desvencilhar do Virtus

Sem perder a identidade da marca, o Jetta 2019 abandona o visual bem-comportado, fica maior e ganha pacote de equipamentos sofisticado

Sedã cresceu 4,3 cm no comprimento e 2,1 cm na largura, totalizando 4,7 m x 1,8 m

Sedã cresceu 4,3 cm no comprimento e 2,1 cm na largura, totalizando 4,7 m x 1,8 m (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O novo VW Jetta estreia agora no Brasil. Ao contrário do antecessor, dono de um visual bem-comportado, o modelo chega à sétima geração com estilo ousado.

Na dianteira, a grade antes horizontal e discreta cresceu e ficou trapezoidal – remete ao sedã Arteon, comercializado na Europa. E, na lateral, os balanços dianteiro e traseiro deixaram de ser proporcionais e equilibrados.

Agora o dianteiro é mais curto que o traseiro. De acordo com o chefe de design da VW, José Carlos Pavone, essa diferença cria a sensação de movimento.

A semelhança com o Virtus não é mera coincidência

A semelhança com o Virtus não é mera coincidência (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O estilo da lateral e da traseira é o mesmo que se vê no sedã compacto Virtus. No trânsito, aliás, será difícil diferenciar um do outro, quando vistos de traseira.

Uma dica: as lanternas do Jetta são mais finas na parte que invade a tampa do porta-malas. E, à noite, a iluminação revela uma disposição interna com mais elementos.

Lanternas mostram elementos internos

Lanternas mostram elementos internos (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Por dentro, o parentesco do Jetta com o Virtus também é inegável. Mas as semelhanças podem ser creditadas ao que os designers chamam de family feeling.

O Jetta tem um interior mais imponente, na forma e no conteúdo. Seu painel é mais elaborado, com variação de níveis (relevo) e mistura de materiais. Na parte superior, o revestimento é emborrachado.

Equipamentos como central multimídia e ar-condicionado bizona são itens de série

Equipamentos como central multimídia e ar-condicionado bizona são itens de série (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O novo Jetta cresceu em todas as direções comparado ao antecessor. Ele aumentou 4,3 cm no comprimento, 2,1 cm na largura e 1 mm na altura. Ficou com 4,7 metros de comprimento por 1,8 de largura e 1,47 de altura.

A distância entre-eixos também foi ampliada: cresceu 3,7 cm, totalizando 2,69 metros. Cinco ocupantes viajam com conforto. O porta-malas manteve a capacidade de 510 litros.

 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Sedã tem espaço confortável e bancos revestidos de material que imita couro

Sedã tem espaço confortável e bancos revestidos de material que imita couro (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Lançado em duas versões, Comfortline 250 TSI, vendida a R$ 109.990, e R-Line 250 TSI, R$ 119.990, o Jetta ficou mais caro. O antecessor saiu de cena custando R$ 96.870, na versão 1.4 TSI Comforline e R$ 111.770, na 2.0 TSI Highline.

O novo Jetta é equipado somente com motor 1.4 TSI de 150 cv de potência e 25,5 mkgf de torque e câmbio automático de seis marchas.

Visualmente, a versão R-Line mostrada aqui traz detalhes que a diferenciam da Confortline.

Painel digital configurável é exclusivo da versão R-Line

Painel digital configurável é exclusivo da versão R-Line (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Por fora, a R-Line tem frisos na grade dianteira, capas de retrovisores e teto pretos. Suas rodas têm design exclusivo. E, por dentro, o revestimento do teto é preto e o volante tem base achatada.

Na pista de testes, a versão R-Line apresentou rendimento no mesmo patamar do Chevrolet Cruze, sedã médio equipado com motor 1.4 turbo (153 cv e 24,5 mkgf).

Motor gera 150 cv de potência

Motor gera 150 cv de potência (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Nas provas de 0 a 100 km/h, o Jetta ficou com o tempo de 9,3 segundos (contra 9 segundos) e retomou de 60 a 100 km/h em 5 segundos (ante 4,9 segundos).

Na medição de consumo, o VW conseguiu as médias de 12,7 km/l na cidade e 17 km/l na estrada, enquanto o rival da GM obteve 11,8 km/l e 15,9 km/l, respectivamente (com gasolina).

Vindo a 80 km/h, o Jetta precisou de 26 metros para frear, diante da marca de 26,7 do Chevrolet.

Faróis e lanternas de led são itens de série

Faróis e lanternas de led são itens de série (Christian Castanho/Quatro Rodas)

No dia a dia, o Jetta se mostrou confortável. Sua suspensão parece de sedã do segmento superior, como o VW Passat, por exemplo. Em parte é resultado da plataforma MQB, que serve de base para o Jetta assim como para o Passat, entre outros VW.

A direção não acompanha a suspensão no que diz respeito ao conforto, mas sua firmeza e peso são suficientemente bem-vindos para o motorista interagir com o carro.

Aerofólio foi integrado à tampa traseira

Aerofólio foi integrado à tampa traseira (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O silêncio a bordo também é digno de nota. Os projetistas da VW capricharam no isolamento acústico do motor e da cabine e também na aerodinâmica (responsável pelo ruído provocado pelo vento em contato com a carroceria).

O Jetta é bem equipado, desde a versão mais simples, Comfortline: não faltam ar-condicionado bizona, central multimídia, seletor de modos de condução (Eco, Normal, Sport e Individual), faróis e luzes diurnas com leds, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, seis airbags, bancos que imitam couro, rodas de liga leve e iluminação ambiente da cabine (com dez opções de cor).

A distância entre eixos cresceu 3,7 cm, chegando a 2,69 m

A distância entre eixos cresceu 3,7 cm, chegando a 2,69 m (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Também traz um bom pacote de sistemas eletrônicos que inclui auxiliar de partidas em rampas, frenagem de emergência para manobras de ré (se o motorista desobedecer aos alertas do assistente de estacionamento, o sistema freia o carro antes de bater) e bloqueio eletrônico de diferencial (ajuda a contornar as curvas freando a roda interna à trajetória e jogando o torque para a roda externa).

A versão R-Line é ainda mais recheada, acrescentando recursos como quadro de instrumentos digital, piloto automático adaptativo, alerta de distância do carro à frente, freio de emergência, detector de fadiga, frenagem pós-colisão (para evitar que o veículo continue em movimento após uma batida e se choque novamente com outro obstáculo) e farol alto com regulagem automática (para evitar ofuscamento).

Sedã vem com pneus 205/55 R17

Sedã vem com pneus 205/55 R17 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O único opcional para as duas versões é o teto solar panorâmico, oferecido por R$ 4.990.

Revisões grátis

Uma ausência sentida a bordo é o sistema de troca de marchas por meio de comandos no volante. O câmbio automático do Jetta permite mudanças no modo manual, apenas por meio da alavanca no console.

No porta-malas cabem 510 litros de bagagem

No porta-malas cabem 510 litros de bagagem (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Perguntado pela falta desse recurso, disponível até mesmo no recém-lançado Gol automático, o gerente de engenharia da VW José Loureiro justifica dizendo que o Jetta foi projetado para o mercado americano, onde esse não é um item desejado.

Mantida a lógica, porém, o consumidor brasileiro poderia pleitear então o mesmo conteúdo das versões americanas, que possuem recursos exclusivos como detector de pontos cegos, aviso de mudança involuntária de faixa e sensor de tráfego traseiro (alerta sobre a passagem de outros veículos nas manobras de marcha a ré).

Teto solar é o único item opcional das duas versões disponíveis

Teto solar é o único item opcional das duas versões disponíveis (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O Jetta brasileiro é produzido em Puebla, no México, de onde sai o Jetta americano. O motor 1.4 TSI flex é feito em São Carlos (SP) e enviado ao México para ser montado lá.

O Jetta chega com três anos de garantia (nos EUA a cobertura é de seis anos) e as três primeiras revisões (10.000, 20.000 e 30.000 km) são gratuitas.

Iluminação
da cabine tem dez opções de cor

Iluminação
da cabine tem dez opções de cor (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Driving Mode permite ajustar o comportamento
do carro (Eco, Normal, Sport e Individual)

Driving Mode permite ajustar o comportamento
do carro (Eco, Normal, Sport e Individual) (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Sistema Think Blue incentiva motorista
a economizar combustível

Sistema Think Blue incentiva motorista
a economizar combustível (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Mesmo sendo mais comedida aqui do que nos EUA, a VW mostrou um pouco de ousadia no que diz respeito ao pós-venda do Jetta. Que outras marcas sigam esse caminho.

Veredicto:

O Jetta evoluiu em todos os sentidos. Ele ficou maior, mais confortável,
bonito e equipado. Além disso, o Jetta andou bem na pista de teste, conseguindo boas médias de consumo. Como seu preço está na mesma faixa do dos rivais, ele é uma (boa) alternativa a ser considerada por quem procura um sedã médio.

Teste de pista

  • Aceleração de 0 a 100 km/h: 9,3 s
  • Aceleração de 0 a 1.000 m: 30,2 s – 176,7 km/h
  • Retomada de 40 a 80 km/h: 4 s
  • Retomada de 60 a 100 km/h: 5 s
  • Retomada de 80 a 120 km/h: 6,5 s
  • Frenagens de 60/80/120 km/h a 0 m: 14,5/26/59,6 m
  • Consumo urbano: 12,7 km/l
  • Consumo rodoviário: 17 km/l

Ficha técnica – VW Jetta R-Line

  • Preço: R$ 119.990
  • Motor: flex, diant., transv., 4 cil., 16V, 1.395 cm³, 74,5 x 80 mm, injeção direta, 150 cv a 5.000 rpm, 25,5 mkgf de 1.400 a 3.500 rpm
  • Câmbio:automático, 6 marchas, tração dianteira
  • Direção: elétrica
  • Suspensão: McPherson (diant.), eixo de torção (tras.)
  • Freios: disco ventilado (diant.), disco sólido (tras.)
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: liga leve, 205/55 R17
  • Peso: 1.331 kg
  • Peso/potência: 8,9 kg/cv
  • Peso/torque: 52,2 kg/mkgf
  • Dimensões: comprimento, 470,2 cm; largura, 179,9 cm; altura, 147,4 cm; entre-eixos, 268,8 cm; porta-malas, 510 l; tanque, 50 l

 (Arte/Quatro Rodas)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s