Novo Volkswagen Jetta terá versão com motor do Golf GTI em 2019

Motor mais potente será acompanhado de visual agressivo na Argentina. No Brasil, deverá equipar o Jetta Highline

Hoje, o Jetta R-Line é vendido no Brasil apenas com motor 1.4 TSI

Hoje, o Jetta R-Line é vendido no Brasil apenas com motor 1.4 TSI (Divulgação/Volkswagen)

Um Volkswagen Jetta 2.0 TSI bateu recorde de velocidade no deserto de sal de Bonneville (EUA), neste mês: chegou a 338 km/h!

Mas seu motor 2.0 turbo com injeção direta não era um qualquer. Preparado pela THR Manufacturing, alcançou os 607 cv a 8.500 rpm em teste de dinamômetro com novos turbo, exaustor, comando de válvulas, válvulas e bielas.

O novo Jetta 2.0 TSI de produção será mais manso: terá motor com a mesma calibração do Golf GTI, que entrega 230 cv e 35,7 mkgf de torque.

Jetta 2.0 TSI que correu em Bonneville tinha motor preparado e câmbio manual

Jetta 2.0 TSI que correu em Bonneville tinha motor preparado e câmbio manual (Divulgação/Volkswagen)

Mesmo assim, estará um passo além do 1.4 TSI flex de 150 cv e 25,5 mkgf de torque, por enquanto o único disponível no Brasil

A nova versão com motor 2.0 TSI ainda trocará o câmbio automático convencional de seis marchas pelo DSG, automatizado de dupla embreagem, também com seis marchas. Sua suspensão traseira será independente do tipo multilink, e não por eixo de torção como nas versões 1.4.

Esta mesma diferenciação é vista nos Volkswagen Golf e Audi A3 Sedan, ambos nacionais. O Jetta, porém, vem do México. 

Hoje, a versão R-Line se destaca mais pelos equipamentos do que pelo visual

Hoje, a versão R-Line se destaca mais pelos equipamentos do que pelo visual (Divulgação/Volkswagen)

A nova configuração foi confirmada pelo designer brasileiro José Carlos Pavone durante a apresentação do novo Jetta na Argentina (onde é chamado Vento).

Enquanto no Brasil o sedã foi lançado apenas nas versões Comfortline e R-Line, na Argentina terá ainda a versão Highline, também com motor 1.4 TSI.

Em entrevista ao Autoblog Argentina, Pavone disse que o motor 2.0 TSI equipará apenas o Vento GLI, versão esportiva com teto preto, rodas exclusivas e detalhes vermelhos por fora e por dentro, bem ao estilo do Golf GTI, que mesmo nas gerações passadas não foi vendida no Brasil.

O interior do futuro Jetta GLi terá detalhes vermelhos. No Brasil, porém, o motor 2.0 não deve levar a grandes mudanças internas

O interior do futuro Jetta GLi terá detalhes vermelhos. No Brasil, porém, o motor 2.0 não deve levar a grandes mudanças internas (Divulgação/Volkswagen)

Mas Pavone já adiantou que esta versão, que será apresentada em janeiro no Salão de Detroit, não virá para o Brasil.

Isso não quer dizer, porém, que o Brasil não terá versão do Jetta com motor 2.0 TSI. Como na geração passada, este motor deverá equipar a versão Highline, com design conservador, e uma nova opção R-Line que teria algo mais do que design esportivado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s