Clique e assine por apenas 8,90/mês

Renault prepara Sandero RS e picape Duster

Novidades são apostas para elevar participação de mercado

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 9 nov 2016, 14h26 - Publicado em 6 abr 2015, 12h20
mercado

A Renault está determinada a incomodar (e talvez até ultrapassar) de vez as quatro grandes montadoras do mercado brasileiro. Atualmente com 7% de participação no país, a empresa pretende ingressar em novos segmentos com dois produtos completamente diferentes ainda neste ano, conforme a própria empresa afirmou durante o evento de apresentação do Duster 2016.

Famosa por suas inúmeras conquistas no automobilismo, a Renault vai apostar em um segmento de nicho, porém de grande valia para a imagem da marca no país: os esportivos. O Sandero RS tem tudo para ser um dos modelos mais acessíveis do mercado – a marca diz que trabalha para o preço final não passar dos R$ 60 mil. E ele não será apenas um esportivo de fachada: o motor será o mesmo 2.0 16V utilizado no Duster, possivelmente com mais do que os 148 cv do SUV. O modelo, que já foi visto em testes tanto na Europa quanto no Brasil, foi desenvolvido com apoio total da Renault Sport, divisão de competição da marca localizada na França. O Sandero RS terá um kit aerodinâmico com direito a rodas de liga leve exclusivas, novos para-choques, saias laterais e aerofólio, além de bancos esportivos e interior diferente das demais versões.

segredo

Enquanto o hatch não chega, a marca concentra seus esforços na picape derivada do Duster, que vai inaugurar um novo segmento no país, entre as picapes compactas (onde a Strada reina soberana) e médio-grandes, como Chevrolet S10 e Ford Ranger. Segundo a marca, apesar de ser inspirada no conceito Duster Oroch, exibido no último Salão do Automóvel de São Paulo, o nome da picape ainda não foi definido – embora as chances de o veículo adotar a mesma nomenclatura sejam grandes.

Publicidade