Clique e assine por apenas 8,90/mês

Renault é mais uma a interromper produção no Brasil e dá férias a 7.500

Marca se junta a GM, VW, FCA e Toyota, paralisando atividades em São José dos Pinhais devido à pandemia do novo coronavírus

Por Leonardo Felix - 20 mar 2020, 16h58
Fábrica da Renault em São José dos Pinhais (PR) Divulgação/Renault

A Renault é a quarta fabricante automotiva a anunciar nesta sexta-feira (20) a interrupção temporária da produção no Brasil devido à pandemia do coronavírus.

Em nota, a marca francesa anunciou que “irá suspender a produção no complexo de São José dos Pinhais (PR) no período de 25 de março a 14 de abril de 2020″ em função do crescente impacto do coronavírus (Covid-19)”.

Ao todo, 7.500 funcionários serão colocados em férias coletivas. Lá, são produzidos os modelos Kwid, Sandero, Logan, Duster, Duster Oroch e Captur, além de motores.

Mais cedo, Volkswagen, Toyota e FCA anunciaram medidas semelhantes. No caso da Fiat Chrysler, a paralisação afetou o lançamento da nova geração da picape Strada, que será adiado sem prazo determinado.

Publicidade