Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Renault e chinesa dona da Volvo poderão criar nova marca de elétricos

Com a parceria, além de trocas estruturais, a Renault retornaria ao mercado chinês, enquanto a Geely teria sua entrada facilitada nos EUA

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 22 dez 2021, 20h40 - Publicado em 23 dez 2021, 01h10

Após o fim da joint-venture com a DongFeng Motors, a Renault procura novos meios de retornar ao mercado chinês. Segundo fontes da agência de notícias Reuters, a fabricante francesa estaria negociando um novo acordo, desta vez com uma fabricante focada em elétricos e híbridos. Assim, a Geely, proprietária da Volvo, tem sido uma opção considerada.

Mais barato que gasolina! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

O acordo seria uma via de mão dupla, segundo as fontes da Reuters. Enquanto a Renault se beneficiaria voltando ao maior mercado do mundo, a Geely teria livre acesso à fábrica que a francesa mantém na Coréia do Sul, onde atua através da marca Renault-Samsung. Assim, uma nova marca (ou joint-venture) dedicada a veículos eletrificados seria criada.

Desse modo, a Geely poderia produzir e vender versões dos veículos da sua marca Lynk & Co, sob a bandeira da Renault-Samsung. Uma estratégia que também pode trazer benefícios à francesa, já que suas vendas na Coréia não andam tão boas. No ano passado, a Renault coreana vendeu 116.000 veículos, incluindo exportações – quase a metade se comparado a 2017.

Lynk & Co 01
Segundo fontes da Reuters, a Geely gostaria de produzir o SUV Lynk & Co 01 na fábrica da Renault localizada em Busan, na Coreia do Sul Lynk & Co/Divulgação
Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

A Geely também se beneficiaria conseguindo acesso aos Estados Unidos, importando os modelos produzidos na Coreia livres de impostos. Vale lembrar que, devido à pandemia e aos conflitos entre líderes americanos e chineses, as montadoras da China vêm encontrando dificuldade de atuar nos EUA, segundo maior mercado automotivo do mundo.

Sobre os veículos que surgiriam dessa joint-venture, podemos esperar por modelos com a cara da Renault. De acordo com as fontes da Reuters, a montadora francesa seria a responsável por marketing, vendas e design dos veículos. Enquanto isso, a Geely forneceria sua arquitetura Modular Compacta (CMA, na sigla em inglês), feita para veículos de médio porte e compartilhada com a Volvo.

Renault Koleos
O SUV Koleos é vendido na Coreia do Sul como Renault Samsung QM5. A Renault é detentora de 80% da Samsung Motors desde 2000 Divulgação/Renault

Embora tudo pareça claro, a incerteza paira sobre uma terceira montadora: a Nissan. Há tempos, Nissan e Renault mantêm uma aliança global e chegaram a ter parceria com a DongFeng na China, até o acordo com a francesa se dissolver. As duas também compartilham componentes e plataformas entre seus veículos, como forma de diminuir custos de produção.

A Reuters diz que não há informações se a Nissan também tiraria proveito da plataforma CMA. É uma possibilidade, visto que a montadora japonesa desenvolve, produz e comercializa veículos em conjunto com a Renault.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês