Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

DongFeng Warrior M50 é o Hummer H1 chinês com tecnologia bélica

A monstruosa picape é a versão civil do veículo de guerra chinês, que foi construído usando engenharia reversa do Hummer H1

Por João Vitor Ferreira 17 jul 2021, 09h20
DongFeng Warrior M50
DongFeng/Divulgação

Os chineses estão ousando e, assim como os Estados Unidos, também estão oferecendo um pouco da tecnologia de militar para os civis. Não estamos falando de armas nem nada perigoso, mas sim do Hummer chinês.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90.

Para entender melhor a história, vamos partir do começo. A AM General, empresa americana que desenvolve veículos militares, criou o Humvee (acrônimo que em português significa Veículo Automóvel Multifunção de Alta Mobilidade), um jipão que, além de ser meio de transporte para tropas e cargas, pode atuar como artilharia móvel, ambulância, plataforma de mísseis, entre outras funções.

Só por isso já deu pra perceber que o Humvee é um verdadeiro monstro. E muita gostaria de ter a experiência de dirigir uma máquina dessas. Pensando nisso, surgiu o Hummer H1, o icônico SUV civil desenvolvido com base no veículo militar.

Com o Hummer pronto, em meados dos anos 90, os chineses importaram o veículo e, utilizando engenharia reversa, desenvolveram seu próprio veículo militar, o DongFeng Mengshi (que em mandarim, significa “guerreiro”).

Warrior M50 mostrando sua capacidade off road
DongFeng/Divulgação

Agora, a montadora DongFeng Motors anunciou uma versão civil do Mengshi, o Warrior M50. Obviamente, ele se assemelha muito ao H1 tendo, por exemplo, a carroceria angular montada sobre o chassi. A marca bem que tentou deixá-lo um pouco mais original, utilizando um desenho próprio de grade e faróis redondos recuados, mas mesmo assim é impossível não compará-lo à sua versão americana. 

Continua após a publicidade

Seu motor é o um Cummins 4.0 turbodiesel, que gera 202 cv e 61 kgfm e permite que o M50 alcance máxima de aproximadamente 120 km/h. O câmbio é manual de seis marchas e há tração nas quatro rodas.

DongFeng Warrior na linha de produção
O M50 não é a primeira versão civil do Mengshi. Outros modelos já circularam pela China, porém estes nunca foram oficialmente vendidos. DongFeng/Divulgação

Força, o M50 tem. Mas para ser um monstro off-road, depende de características como o anglo de saída e entrada de 70 e 45 graus, respectivamente. Sua altura de 40,9 cm em relação ao solo, permite que o Warrior atravesse superfícies alagadas de mais de 1 m de profundidade. Os enormes pneus todo terrenos, fixados por suspensão duplo A, deixam o trabalho ainda mais fácil.

No interior, vemos mais semelhanças com o Hummer, sendo o enorme túnel central a principal delas. Na versão civil, toda a parafernália bélica dá espaço para bancos de couro, central multimídia com tela de 8 polegadas, ar condicionado automático e vidros elétricos. Segundo a mídia chinesa, a maior parte do acabamento é simples e feito de plástico, afinal, esse é quase um veículo de guerra, não um SUV shopping.

interior Warrior M50
Tela da central multimídia é levemente virada para o motorista. DongFeng/Divulgação

O M50 possui única opção de carroceria: picape com cabine simples. Entretanto, uma versão maior de quatro portas não parece estar descartada.

O preço pode até ser considerado um “negócio da China” para os mais moderados. Segundo o site Car News China, o Hummer chinês custará cerca de U$ 103.529, algo próximo dos R$ 530.000.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Edição de julho
Quatro Rodas/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade