Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Renault Zoe vai mal e tem zero estrela em novos testes do Euro NCAP

Zoe foi o terceiro modelo da história a zerar no teste; o Dacia Spring, "irmão" do Kwid elétrico, também teve resultados preocupantes

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 9 dez 2021, 12h44 - Publicado em 9 dez 2021, 01h00

O Renault Zoe acaba de entrar para um restrito grupo, o que não é necessariamente uma boa notícia. Isso porque o elétrico francês, que é vendido também no Brasil, é o terceiro carro da história a zerar nos testes de impacto da Euro NCAP. O resultado é o oposto do conquistado pelo modelo em 2013.

Mais barato que gasolina! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

O hatch conseguiu ultrapassar a casa de 50% dos pontos somente no teste de proteção para crianças, com 52%. Já tem testes para adultos, o Zoe teve a nota mais baixa dos últimos onze anos, fazendo apenas 43% dos pontos.

Zoe teste de colisão
Além das notas baixas, o Zoe também foi considerado “um parceiro de colisão moderadamente agressivo para outros veículos” Divulgação/Euro NCAP

Nos impactos frontais, o elétrico apresentou baixa proteção para tórax e joelhos. Quem viaja atrás, tem proteção considerada marginal (intermediária) para o tórax e baixa para a cabeça.

Em um dos testes mais perigosos, o de batida lateral contra um poste, o resultado foi de proteção insuficiente para a cabeça do motorista, que se chocou diretamente com a estrutura utilizada na simulação. As leituras também indicaram uma proteção torácica marginal nesta situação.

ZOE teste de colisão lateral
O painel do Zoe, assim como o do Kwid, foram penalizados por terem partes consideradas perigosas, que podem se soltar e ferir os ocupante do veículo durante uma batida Divulgação/Divulgação

Um dos principais fatores que impediram o Zoe de repetir as cinco estrelas conquistadas com a versão anterior, em 2013, foi a remoção do airbag lateral para a cabeça. Os testes do Euro NCAP também adotaram regras mais rigorosas nos últimos anos. 

O Zoe também não demonstrou ser seguro para os pedestres, segundo o órgão. Além dos riscos oferecidos em colisões contra pessoas, a falta de equipamentos de assistência, como frenagem autônoma para pedestres e ciclistas, foi outro fator determinante para a baixa nota. No Zoe, o sistema de frenagem reconhece apenas outros veículos.

zoe batida teste
Divulgação/Euro NCAP

Em nota, a Renault pronunciou-se oficialmente sobre os resultados:

Continua após a publicidade

“A Renault reconhece os resultados obtidos após os testes específicos da EuroNCAP no ZOE E-TECH Electric, de acordo com seu novo protocolo implementado em 2020. O Renault ZOE é um veículo lançado em 2013, que recebeu 5 estrelas com o protocolo EuroNCAP naquela época. Acima de tudo, o Renault ZOE E-TECH Electric é um veículo seguro e obedece a todas as normas de segurança regulamentares. Estas normas estão em constante evolução e estão se tornando mais rigorosas tanto em termos de segurança quanto de consumo (etc.). Como tal, a Renault melhora continuamente seus veículos a fim de cumprir as normas em todos os mercados em que são vendidos. ZOE E-TECH Electric está evoluindo em termos de características de segurança.”

Dacia Spring também vai mal

Quem também não se saiu bem foi o Dacia Spring EV, irmão do Renault Kwid elétrico, que está confirmado para chegar ao Brasil em 2022. Com nota de uma estrela, o modelo repetiu alguns problemas do Zoe, como a falta de frenagem autônoma e a baixa segurança para pedestres. 

Dacia Spring colisão
A falta de um assistente de permanência de faixa contribuiu para abaixar a nota dos dois veículos Divulgação/Euro NCAP

Os testes do Euro NCAP indicaram baixa proteção para o tórax e pernas em batidas frontais, assim como no Zoe. Os ocupantes traseiros sofrem pela baixa proteção contra o efeito chicote, que pode ocasionar graves danos à cervical.

O Spring também se saiu mal no teste de colisão lateral, já que também não apresenta o airbag para proteção de cabeça. O modelo ainda recebeu uma penalização na pontuação final devido a grande quantidade de força necessária para se abrir as portas após o impacto.

Renault Zoe

Nota final: 0 estrela
Proteção para adultos: 43%
Proteção para crianças: 52%
Proteção para pedestres e usuários da via: 41%
Equipamentos de assistência de segurança: 14%

Dacia Spring (Renault Kwid)

Nota final: 1 estrela
Proteção para adultos: 49%
Proteção para crianças: 56%
Proteção para pedestres e usuários da via: 39%
Equipamentos de assistência de segurança: 32%

 

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

ou

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês