Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Renault confirma SUV inédito e motor 1.0 turbo flex feitos no Paraná

De olho em segmentos mais caros, Renault usará plataforma de modelos europeus e novo 1.0 turbo para ampliar seus modelos no Brasil

Por Eduardo Passos
Atualizado em 2 mar 2023, 17h43 - Publicado em 7 mar 2022, 16h31

A Renault quer fazer de 2022 um ano de renovação. Para isso, a fabricante francesa anunciou a fabricação, na unidade de São José dos Pinhais (PR), de um novo motor 1.0 turbo e da plataforma CMF-B, que dará origem ao inédito SUV compacto que será vendido no Brasil.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A transformação promete ser marcante e vem logo após um investimento de R$ 1,1 bilhão, que incluiu o lançamento dos novos Duster e Captur 1.3, Kwid e Master, e que acabará em breve com o lançamento da picape Oroch 2023. Para dimensionar o investimento que prepara, a Renault tratou de fazer o anúncio na presença do governador do Paraná, Ratinho Júnior, e de lideranças sindicais.

Nova plataforma

Modular, a plataforma CMF-B permite, segundo a Renault, “a chegada de novos produtos no futuro, bem como uma eventual eletrificação”. Sua produção no complexo Ayrton Senna atenderá ao lançamento de um novo SUV compacto, que buscará concorrer com Fiat Pulse e Volkswagen Nivus, entre outros.

Segmentado entre o Stepway e o Duster, o utilitário é chamado internamente de projeto HJF, e deverá ser lançado entre 2023 e 2024, já com o novo motor 1.0 turbo flex que também será produzido no Paraná. 

Continua após a publicidade

Vista aérea do complexo da Renault em São José dos Pinhais (PR)

A francesa confirmou discretamente seu lançamento, citando o acordo feito com o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba para a produção dos três produtos até 2024.

Tanto a nova plataforma quanto o motor dão “continuidade à nossa estratégia de reforçar nossa presença em segmentos mais altos do mercado”, disse Ricardo Gondo, presidente da Renault do Brasil.

Menos vendas, mais grana

A plataforma CMF-B também servirá para a fabricação local do novo SUV Bigster, baseado em projeto da romena Dacia. Será o equivalente ao Duster de nova geração em sua versão sete lugares, que terá produção nacional, segundo fontes.

Dacia Bigster
Dacia Bigster (Divulgação/Renault)

Um ponto importante é que a Renault já prevê que a plataforma CMF-B será o ponto de partida para a eletrificação da sua linha no Brasil. Não por acaso, o Dacia Bigster será vendido na Europa com diferentes níveis de hibridização, oferecendo desde sistemas híbridos leves a mecânica híbrida plena, com motor elétrico capaz de tracionar o SUV.

Continua após a publicidade
bigster
(Dacia/Divulgação)

De olho em “valor” ao invés de “volume”, a Renault também pretende importar modelos mais sofisticados, como o Mégane E-Tech (futuro elétrico de topo da marca no Brasil) e o SUV cupê Arkana.

MEGANE RENAULT E-TECH

Compartilhe essa matéria via:

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 755 de QUATRO RODAS já está nas bancas! (Arte/Quatro Rodas)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.