Procon pede esclarecimentos à GM sobre defeitos do Onix Plus

Tem sete dias para prestar as informações pedidas pelo órgão.

Existe risco de vazamento de combustível próximo ao reservatório.

Existe risco de vazamento de combustível próximo ao reservatório. (Fernando Pires e Fabio Gonzalez/Quatro Rodas)

O Procon, vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania, notificou a General Motors para que a empresa forneça esclarecimentos sobre problemas apresentados pelo Chevrolet Onix Plus 2020.

Os problemas, no caso, não são os do software do motor que acarreta na quebra do bloco, defeito que já é alvo de recall.

Desta vez, a falha se dá no sistema de alimentação do veículo, mais precisamente nos conectores das linhas de combustível, próximos ao reservatório.

O risco é de vazamento de combustível e a notícia veio a público depois que nossos colegas da revista Carro descobriram dois boletins da fábrica dando conta do problema.

O problema afeta não só a versão sedã. A hatch também apresenta a mesma falha.

O problema afeta não só a versão sedã. A hatch também apresenta a mesma falha. (Divulgação/Chevrolet)

Um dos boletins tratava de falha no led de iluminação das funções da manopla do câmbio automático e outro abordava o problema dos conectores.

O Procon deu sete dias, a partir do dia 23/12, para a GM responder.

No comunicado feito à imprensa sobre a notificação, o órgão pede esclarecimento sobre os dois defeitos (led e vazamento) mencionando apenas o modelo sedã Chevrolet Onix Plus.

Conforme apuramos, porém, o problema atinge quase 30.000 unidades do modelo, nas configurações sedã (Onix Plus) e hatch (Onix), equipados com motores turbo e aspirados.

Boletim interno indica que as oficinas devem trocar parte da tubulação de combustível.

Boletim interno indica que as oficinas devem trocar parte da tubulação de combustível. (Reprodução/Quatro Rodas)

O Procon pede que a GM informe a quantidade de carros comercializados; a data e a forma como o problema foi detectado; bem como descreva o defeito e os potenciais riscos aos consumidores.

A fábrica deverá ainda esclarecer as providências adotadas com relação aos proprietários dos veículos para reparar o problema; dizer se ocorreram acidentes em decorrência do defeito e em caso positivo, informar também local, data, vítimas, medidas tomadas, danos e eventuais processos judiciais decorridos do problema.

Tentamos um contato com a empresa, mas, por conta do feriado de Natal, não conseguimos ouvir seus porta-vozes em relação à notificação do Procon.

Em manifestação anterior, no entanto, a GM informou que os boletins divulgados eram “Campanhas de serviços”, e não de recall.

Além dos procedimentos para os reparos, a GM, orientou sua rede de concessionários a entrar em contato com os clientes para a realização dos consertos.

Mas, diante das notícias muitos proprietários de Onix decidiram se antecipar ao chamado e agora enfrentam outro problema que é a falta da peça de reposição.

No caso, do vazamento, a GM manda substituir uma parte da tubulação do combustível junto ao tanque.

Conforme apuramos, a falta da peça não é generalizada. Mas, em alguns casos, as concessionárias pediam até três semanas de prazo para a substituição da mangueira.

Enquanto esperam, os motoristas são orientados a rodarem normalmente com seus carros.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s