Clique e assine por apenas 5,90/mês

Novos BMW M3 e M4 Coupé têm até 510 cv, tração integral e modo drift

Com lançamento, na Europa, previsto para o início de 2021, os esportivos têm motor de seis cilindros em linha biturbo e câmbio manual

Por Joaquim Oliveira - Atualizado em 22 set 2020, 23h37 - Publicado em 22 set 2020, 20h01
Divulgação/BMW

Não se deixe levar apenas pelo visual polêmico dos novos BMW M3 e M4. Afinal, como em qualquer modelo da divisão esportiva, o principal destaque é o coração: neste caso, a mais nova geração do motor de seis cilindros em linha, biturbo, com 480 cv e 51 kgfm.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 8.90

Para os puristas, ambos os modelos têm câmbio manual de seis marchas e tração traseira. Só que, na segunda metade de 2021, a marca deverá apresentar as versões Competition, com 510 cv, câmbio automático de oito marchas e tração integral.

Divulgação/BMW

Em termos de engenharia, o conjunto mecânico chama atenção pelo torque máximo, que está disponível de 2.650 rpm a 6.130 rpm – mérito da construção leve, dos compressores, do sistema de admissão otimizado e da injeção direta de gasolina a 350 bar de pressão.

Como reflexo das experiências da BMW (e da M Sport, é claro) nas pistas, os novos M3 e M4 têm um sistema especial de lubrificação: o cárter tem duas câmaras separadas e, nas situações necessárias, a bomba de óleo capta lubrificante “reserva”.

Sedã será oferecido pela primeira vez com sistema de tração integral Divulgação/BMW

De acordo com o fabricante, os modelos conseguem chegar aos 100 km/h em apenas 4,2 segundos, enquanto a aceleração até 200 km/h leva 13,7 segundos. No caso das futuras opções Competition, os tempos são 3,9 s e 12,4 s, respectivamente.

Na versão mais mansa, o M3 promete chegar a 100 km/h em 4,2 segundos Divulgação/BMW

E, pela primeira vez na história, será possível levar para casa o M3 (ou M4) com tração nas quatro rodas. Mas, ainda assim, o sistema xDrive – conectado ao diferencial ativo M – dá preferência ao eixo traseiro e oferece dois modos de atuação.

Cabine dos modelos recebeu sistema de ventilação nos bancos Divulgação/BMW

Basta acessar o menu de configurações para escolher entre as opções 4WD e 4WD Sport. No caso da segunda personalidade, é enviado ainda mais torque às rodas traseiras. Para os destemidos, ainda é possível desligar todos controles eletrônicos.

Continua após a publicidade
Versões Competition, ainda mais potentes, chegarão logo em seguida Divulgação/BMW

É claro que mais potência e maior velocidade em curvas exigem reforços estruturais para garantir mais precisão e melhor acerto dinâmico. Por isso, ambos os esportivos ganharam mais pontos de fixação no cofre do motor e novos sub-chassis.

Teto é feito de fibra de carbono para melhorar o rendimento Divulgação/BMW

O sistema de suspensão adaptativa assinado pela M Sport tem amortecedores eletrônicos de série, assim como sistema de direção Servotronic. Ambos os modelos também já têm pedal do sistema de freio com dois padrões diferentes de resposta.

É possível controlar diversas funções dinâmicas dos carros Divulgação/BMW

Não bastassem os largos pneus 275/40 ZR18 na frente e 285/35 ZR19 atrás, os novos M3 e M4 têm para-choques mais envolventes, caixas de rodas mais parrudas e teto de fibra de carbono para aumentar a rigidez e baixar o centro de gravidade.

Botão no console contra os ajustes individuais do motorista Divulgação/BMW

Na cabine, os bancos têm regulagem elétrica e, pela primeira vez, o sistema de ventilação sob revestimento de couro Merino. Opcionalmente, dá para incluir assentos tipo concha com estrutura feita com fibra de carbono em ambas novidades.

Teclas M Sport no volante têm acesso rápido às preferências salvas Divulgação/BMW

O pacote M Drive Professional também é vendido à parte e pensado exclusivamente para pista, com controle de tração capaz de ajustar dez modos, a função M Drift, que grava e avalia as rolagens nas curvas, e até um cronômetro para voltas.

Conjunto mecânico herdou funcionalidades das pistas Divulgação/BMW

Por meio do botão Setup no console central, o motorista também consegue acessar todas as opções de configuração de motor, chassi, direção e frenagem – dependendo da versão –, além de câmbio, assistências de direção e controle de tração.

Divulgação/BMW

De acordo com o fabricante bávaro, será possível salvar até duas diferentes configurações e gravar em teclas de acesso rápido, identificadas pelos comandos M Sport no volante.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade