Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Nivus europeu: o que os gringos acharam do Volkswagen Taigo

Elogios a desenho, espaço e tecnologia são constantes, mas os evoluídos europeus sentiram falta da eletrificação no SUV

Por Guilherme Fontana 12 fev 2022, 08h39

Os europeus, enfim, puderam conhecer de perto o brasileiríssimo Volkswagen Nivus. Ou quase isso, já que, por lá, o nosso “SUV-cupê” chega batizado de Taigo e passou por algumas modificações estéticas e mecânicas para ser vendido por lá.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Nesta semana, jornalistas de toda a Europa tiveram contato com o modelo, que já está à venda por lá. Por isso, buscamos saber o que os nossos colegas do Velho Continente andaram falando do Taigo, o primeiro modelo desenvolvido de forma totalmente digital pela Volkswagen do Brasil e, consequentemente, lançado primeiro por aqui, em 2020.

Volkswagen Taigo
Diferentemente do Nivus, o Taigo tem iluminação até a parte central da traseira Divulgação/Volkswagen

Característica marcante do Nivus (ou Taigo), o desenho foi unânime entre as publicações gringas. Todas elas destacam o foco do modelo em uma aparência diferenciada e mais esportiva, e relembram o BMW X6 como precursor dos SUVs cupês.

Compartilhe essa matéria via:

Os franceses do Journal Auto disseram que o VW Taigo “aposta no dinamismo e no estilo”, enquanto o Blog Automobile, também da França, diz que ele tem “a elegância de um cupê e a robustez de um SUV”.

Volkswagen Taigo
Versão R-Line insere apliques no para-choque para dar um jeito mais esportivo ao Taigo Divulgação/Volkswagen

Na Espanha, onde o Taigo é produzido, o Diariomotor diz que o modelo “estreia uma nova carroceria que se destaca pela utilização de um design mais estilizado, mais diferenciado e ainda mais esportivo”, e completa dizendo que ele “tornou-se o crossover mais interessante da gama Volkswagen”.

Continua após a publicidade

Também em todos os casos, as reportagens elogiam a união entre o estilo e o bom espaço interno, incluindo a boa capacidade do porta-malas. Os russos do Auto.cz disseram que consideram “o espaço na cabine absolutamente suficiente, especialmente para pequenos SUVs que desejam caçar clientes pelo estilo”. O Blog Automobile também classificou o espaço interno como “muito satisfatório”.

Volkswagen Taigo
Na versão R-Line, o modelo recebe saídas de escape falsas e uma faixa vermelha refletiva no para-choque Divulgação/Volkswagen

Por fim, o nível de tecnologia, que é destaque no Nivus, também foi bastante citado pelas matérias gringas. Vale dizer que o Taigo é ainda mais tecnológico do que o modelo produzido por aqui e recebe até faróis de leds matriciais.

Novamente os franceses do Blog Automobile aparecem dizendo com convicção que “o Taigo se posiciona como uma verdadeira referência no segmento em termos de equipamentos”, além de apontar que alguns itens presentes no SUV-cupê “normalmente” são de segmentos superiores.

Volkswagen Taigo
Painel pode repetir a cor da carroceria Divulgação/Volkswagen

E a eletrificação?

Elogios à dirigibilidade e boa dinâmica do Taigo também são unânimes, apesar de algumas reclamações de solavancos da suspensão em determinadas situações. Tanto o Blog Automobile, quanto os espanhóis da Revista Car, apontaram para solavancos acentuados em imperfeições de asfalto, buracos ou bueiros.

O ponto mais criticado, porém, é a falta da eletrificação, já que o modelo chega à Europa com dois motores 1.0 TSI (de 95 e 110 cv) e um 1.5 TSI, de 150 cv, sem opções híbridas ou elétricas. Para o ViBilagare, da Suécia, não ter a presença de motores elétricos é “incomum nos dias de hoje”.

O Diariomotor também aponta que a estratégia é “bastante impressionante”, já que muitos dos rivais do Taigo na Europa já oferecem opções elétricas, híbridas ou ao menos híbridas-leve. Por fim, a Revista Car diz que “não há necessidade” de optar pelo motor 1.5 pela eficiência das motorizações menores.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês