Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Líder de vendas na Alemanha, Volkswagen T-Roc ganha desenho atualizado

Além de uma vasta gama de versões e motorizações, o SUV também tem uma configuração esportiva e outra conversível

Por Guilherme Fontana Atualizado em 17 nov 2021, 21h36 - Publicado em 17 nov 2021, 21h09

Apresentado ao mundo em 2018, o Volkswagen T-Roc (o menor SUV médio da VW) passa agora por sua primeira mudança visual e mecânica. As alterações chegam em boa hora, com as vendas do SUV em alta – no último mês de outubro, ele foi o carro mais vendido da Alemanha, à frente até mesmo do Golf, líder do mercado local e em quem o T-Roc se baseia.

Black Friday! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

As novidades estéticas são bem discretas. Na dianteira, o formato dos faróis é o mesmo, mas o arranjo interno mudou para acompanhar a iluminação em LEDs vinda da grade, assim como já acontece em diversos outros modelos da Volkswagen. A grade também é nova.

Volkswagen T-Roc
Versão de entrada do T-Roc tem desenho mais simples Divulgação/Volkswagen

No para-choque da versão de entrada, os LEDs em formato hexagonal do modelo antigo também permanecem, mas com maiores dimensões e um inserto central na cor do carro.

A traseira segue a mesma filosofia das mudanças feitas na dianteira, com nova iluminação das lanternas (em LED) e um retângulo refletivo vazado no para-choque – que mantém as falsas saídas de escape nas extremidades. De lado, nada muda a não ser o desenho das rodas, que variam entre 17 e 19 polegadas.

Volkswagen T-Roc
Interior da versão esportiva R tem acabamentos na cor do veículo; nas versões comuns o visual é mais discreto Divulgação/Volkswagen

O interior é o ponto que mais muda no T-Roc 2022, adotando um novo volante com comandos sensíveis ao toque, novos comandos do ar-condicionado digital e uma central multimídia com tela destacada do painel, incomum em modelos a combustão da Volkswagen, e que pode ter entre 8 e 9,2 polegadas. Materiais e revestimentos também foram atualizados, assim como o layout do quadro de instrumentos digita de 10,25 polegadas.

Equipamentos e motorizações

Na Europa, o T-Roc convencional será oferecido em quatro versões diferentes. Entre os equipamentos disponíveis há faróis IQ.Light de LEDs matriciais, faixa luminosa na grade, frenagem automática de emergência, piloto automático adaptativo que funciona a até 210 km/h, Apple CarPlay e Android Auto sem fio, além de uma vasta gama de personalizações entre acabamentos e cores de carroceria.

Continua após a publicidade

Volkswagen T-Roc
Traseira do T-Roc tem poucas mudanças, focadas na iluminação Divulgação/Volkswagen

Para a linha 2022, o modelo deixa de oferecer o motor 1.6 turbodiesel. Assim, agora pode ser equipado com três opções a gasolina, como 1.0 de três cilindros com 110 cv, 1.5 de 150 cv e 2.0 de 190 cv, todas turbinadas, e duas a diesel, sendo o mesmo 2.0 turbodiesel com variações de 115 e 150 cv.

A transmissão varia entre um câmbio manual de 6 marchas e um DSG de 7 marchas. Os motores mais potentes a diesel e gasolina têm ainda tração integral 4Motion.

Conversível e R

Volkswagen T-Roc
Variante conversível leva até quatro pessoas e tem capota de tecido Divulgação/Volkswagen

Além das configurações convencionais, o T-Roc tem ainda a exótica Cabriolet e a esportiva (de verdade!) R. A primeira é única no segmento, com uma capota de tecido de três camadas que pode ser aberta de forma eletrônica – o que leva apenas 9 segundos.

Na iminência de capotamento, o modelo ativa automaticamente o sistema de proteção para os quatro passageiros, uma barra que surge logo atrás dos encostos de cabeça.

A marca não divulgou a diferença de peso causada pelos reforços necessários na carroceria, mas aponta que o T-Roc Cabriolet só pode ser equipado com os motores 1.0 e 1.5 turbo a gasolina – o primeiro sempre com câmbio manual, enquanto o segundo tem, como opção, o automático.

Volkswagen T-Roc
T-Roc R tem 300 cv de potência e quatro saídas de escape Divulgação/Volkswagen

Já o segundo, a variante esportiva R, tem visual próprio para demonstrar que é um T-Roc mais poderoso. Os para-choques ficam mais encorpados, com aberturas maiores, as rodas têm desenho exclusivo e deixam as pinças do freio de alto desempenho à mostra, e há nada mais do que quatro saídas de escape. O interior também tem acabamentos exclusivos.

Além do visual, o SUV é equipado com um motor 2.0 TSI de 300 cv de potência e 40,8 kgfm de torque, sempre com câmbio DSG de 7 velocidades e tração integral. Assim, segundo a VW, ele vai de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
Continua após a publicidade

Publicidade