Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Multa de R$ 0,70 no Paraguai custa R$ 4,3 mi na Suíça e dá cadeia na Ásia

No Brasil, a multa mais cara é quase 100 vezes menor que a do país mais rigoroso. Valores paraguaios só perdem para Sudão e Síria.

Por João Vitor Ferreira Atualizado em 14 dez 2021, 17h31 - Publicado em 14 dez 2021, 11h22

Atualmente, quem ultrapassa 50% do limite de velocidade no Brasil é obrigado a pagar uma multa de exatamente R$ 880,41. Há quem reclame da “indústria da multa”, mas esse valor é quase 100 vezes menor do que o cobrado pela mesma infração na Suíça, país mais rigoroso do mundo na hora de multar seus motoristas, segundo a Budget Direct.

Mais barato que gasolina! Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 6,90

A seguradora australiana levantou o valor máximo das multas na maioria dos países do mundo. Os dados foram retirados dos órgãos oficiais de cada governo. No caso da Suíça e da Finlândia, onde a renda do infrator é usada na hora de calcular o desfalque na conta bancária, foi considerada a renda média do país.

No topo da lista, como dito, está a Suíça. Por lá, quem ultrapassar o limite estabelecido terá que pagar, em média,  US$ 13.320 (R$ 74.725 reais na conversão direta), levando em consideração o salário médio dos trabalhadores suíços. Para efeito de comparação, na cotação da época em que o estudo foi feito, no Brasil o valor da multa mais cara era de apenas US$ 170,28. 

mapa mundi multas
Países destacados em verde tem as multas baseados em um índice de cálculo mensal. Os em azul escuro fazem a cobrança a partir da renda do infrator. Já os em azul claro baseiam-se em algum cálculo nacional específico Budget Direct/Reprodução

No geral, a Europa é a campeã em rigorosidade. Logo atrás do país alpino vem a Finlândia, com o segundo maior tíquete médio (US$ 7.920). A Áustria fecha o top-3 do continente, com uma cobrança máxima de US$ 5.933,17.

Diferente do resto do continente, Ucrânia e Rússia são os países que apresentam as menores taxas para os infratores, com US$ 63,50 e US$ 68,39, respectivamente.

multas europa
Os países com as multas mais caras estão destacados em vermelho. Em amarelo e laranja estão destacadas as nações com cobrança média e em bege os países menos rigorosos quando o assunto é excesso de velocidade Budget Direct/Reprodução

Brasil 

Supreendentemente para alguns, nosso país não figura entre os mais rigorosos da América do Sul. Nossos hermanos argentinos são os líderes do continente e por lá um cidadão pode pagar até US$ 3.716 (R$ 20.945) — quase cinco vezes mais que o Suriname, segundo mais rigoroso, onde a multa pode chegar aos US$ 750,79. 

Continua após a publicidade

Na frente do Brasil estão ainda Equador (US$ 340) e Chile (US$ 203,25). Já o Paraguai é o menos rígido entre todos os países da rígido, cobrando o equivalente a apenas US$ 0,13. Míseros 73 centavos de real para quem acelera em nosso vizinho.

Com multas menores que o Paraguai, inclusive, somente a Síria e o Sudão, que cobram US$ 0,08 (R$ 0,45) e US$ 0,07 (R$ 0,39) em suas multas por excesso de velocidade mais altas. No caso da Jordânia, os US$ 282 nem são o problema: exceder o limite de velocidade em mais de 70 km/h no país árabe pode render quatro meses de cadeia.

multas america do sul
Budget Direct/Reprodução

As multas mais caras da história

O estudo também levantou os maiores valores já pagos por motoristas apressadinhos, e a Suíça dominou o top-3.

Por lá, um turista sueco dirigindo um Mercedes SLS AMG teve que pagar o equivalente a US$ 767.000 (R$ 4,3 milhões) ao ultrapassar 170 km/h do limite de velocidade. Na ocasião, o veículo foi registrado a 290 km/h na estrada que liga as cidades de Berna e Lausanne e conseguiu evitar diversos radares, que não conseguiam captar uma velocidade tão alta.

O segundo lugar ficou com o motorista de uma Ferrari Testarossa, que pagou U$ 327.000 ao governo suíço. A velocidade no momento do registro é desconhecida. Já o terceiro lugar (modelo não identificado) teve uma penalidade um pouco mais leve, pagando U$ 320.000.

top 20 multas
Top 20 multas por excesso de velocidade mais caras Budget Direct/Reprodução

O país que registrou a multa mais cara fora da Suíça é a Bélgica. Por lá, um motorista foi flagrado a 72 km/h em uma via com limite de 50 km/h. O resultado, foi uma conta de US$ 226.560.

A Finlândia é outro país que se destaca nessa lista. O governo finlandês aplicou 14 das 20 multas por excesso de velocidade mais caras da história. A maior entre elas aconteceu em 2004 e custou US$ 217.000 ao infrator.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 752 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês