Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Fabricante chinesa trabalha em carro elétrico com visual do VW Fusca

Modelo segue as linhas originais do Volkswagen e honrará a história do modelo com motor elétrico instalado na traseira

Por Henrique Rodriguez 13 abr 2021, 11h27
Ora Fusca elétrico
Ora/Divulgação

Submarca voltada para carros elétricos da fabricante Great Wall, a ORA está desenvolvendo um novo modelo com design muito fiel ao clássico Volkswagen Fusca. Ele será apresentado na próxima semana no Salão de Xangai.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Mesmo nos teasers, que permitem ver apenas o formato da carroceria e alguns poucos elementos da traseira e no interior, nota-se que o novo carro elétrico da ORA abusa dos elementos de design mais marcantes do Fusca.

  • A grande diferença é que a carroceria foi esticada para instalarem as portas traseira. E mesmo assim o resultado é muito parecido com o protótipo do Fusca com quatro portas que a Volkswagen chegou a desenvolver décadas atrás – e que acabou dando origem ao Golf.

    Ora Fusca elétrico
    Ora/Divulgação

    Por outro lado, o carro chinês não tem para-lamas tão encorpados e os frisos cromados laterais foram trocados por molduras cromadas nas janelas e por frisos paralelos no teto, recriando as calhas do carro original. Mas as lanterninhas traseiras, os pequenos retrovisores e o para-brisa reto não deixa dúvidas sobre de onde veio a inspiração.

    O interior, então… O clássico volante “cálice”, com aro interno cromado para acionar a buzina, foi recriado e o velocímetro redondo fica por trás dele. Macanetas ficam embutidas em nichos cromados e os pedais são ovais. Mas há toques de modernidade, com saídas de ar-condicionado e uma grande tela sensível ao toque no painel.

    Ora Fusca elétrico
    Ora/Divulgação

    Essa versão “neoclássica” do Fusca não teve nome divulgado, nem detalhes técnicos. Mas a imprensa chinesa especula um motor elétrico de 143 cv e 21,4 kgfm, que para honrar o Fusca será instalado na traseira para acionar as rodas traseiras. Dois conjuntos de baterias estarão disponíveis, com 47,8 kWh e 59,1 kWh – este com autonomia próxima de 500 km. 

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    capa 743

    Continua após a publicidade
    Publicidade